A Mais Pura Verdade

Sinopse - Em todos os sentidos que interessam, Mark é uma criança normal. Ele tem um cachorro chamado Beau e uma grande amiga, Jessie. Ele gosta de fotografar e de escrever haicais em seu caderno. Seu sonho é um dia escalar uma montanha.

Mas, em certo sentido um sentido muito importante , Mark não tem nada a ver com as outras crianças.
Mark está doente. O tipo de doença que tem a ver com hospital. Tratamento. O tipo de doença da qual algumas pessoas nunca melhoram.
Então, Mark foge. Ele sai de casa com sua máquina fotográfica, seu caderno, seu cachorro e um plano. Um plano para alcançar o topo do Monte Rainier.Nem que seja a última coisa que ele faça. 
A Mais Pura Verdade é uma história preciosa e surpreendente sobre grandes questões, pequenos momentos e uma jornada inacreditável.


Minha resenha

Sabe aquele livro que faz você chorar um tempão durante a leitura? E quando a história termina você ainda fica chorando um pouco, suspirando e até um pouco emocionada? Foi assim que eu fiquei depois de ler "A mais pura verdade".


Mark é um garoto bastante peculiar, seja por que ele possui uma fascinação por escrever haicais e fotografar, ou pelo fato de ser dono de um cãozinho adorável, por seu maior sonho ser escalar uma montanha, ou pelo fato de que o mesmo é portador de uma doença terminal.


Mark tem seu quadro agravado e decide realizar seu maior sonho. Para isso ele foge de casa com sua máquina fotográfica, seu caderno e o seu maior companheiro, Beau para escalar o Monte Rainer. 

Uma linda história de superação!





5 Comentários

  1. Eu estou com muita vontade de ler esse livro... Lembro que quando os blogs estavam divulgando suas primeiras impressões, fiquei encantado pela capa e pela diagramação, que são belíssimas, mas também fiquei com um pé atrás por causa dessa história de um garotinho doente "subir uma montanha".
    Mas ainda irei decidir se vou ler ou não.
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Eu estou com este livro aqui em casa, mas ainda não comecei a leitura,
    eu não gosto muito de livros tristes, mas como este é muito bem falado fiquei curiosa, e vejo que você também curtiu bastante a leitura,
    uma hora eu começo,
    beijos.

    ResponderExcluir
  3. Ai que fofo, confesso que não curto muito animais, mas ainda assim eu sou louca pra ler este livro.
    Já ouvi tão bem e ele faz total meu estilo.

    ResponderExcluir
  4. Oi Ká!
    Eu também me emocionei bastante com esse livro, mas não cheguei a chorar. Ainda não consegui escrever a resenha, mas pensar sobre a história já me faz relembrar de alguns momentos da aventura de Mark.
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Ká!
    Tive oportunidade de ler esse livro e é bem isso mesmo, as nossas emoções ficam aguçadas e nos envolvemos demais com a leitura.
    O melhor de tudo nesse livro é a lealdade e a fidelidade de Beau, o cãozinho que não larga Mark e ouso até a dizer que ele sim, é o protagonista principal do livro na minha opinião.
    “Os homens não desejam aquilo que fazem, mas os objetivos que os levam a fazer aquilo que fazem.”(Platão)
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.