Sinopse - Baseado em fatos reais e em parte narrado por uma geração que morreu em decorrência da Aids, o livro segue os passos de Harry e Craig, dois jovens de 17 anos que estão prestes a participar de um desafio: 32 horas se beijando para figurar no Livro dos Recordes. Enquanto tentam cumprir sua meta — e quebrar alguns tabus —, os dois chamam a atenção de outros jovens que também precisam lidar com questões universais como amor, identidade e a sensação de pertencer.






Dois Garotos se Beijando trata da história não de um, mas de vários jovens que buscam respeito, aceitação e liberdade para ser quem desejam. Levithan é uma autor que sempre tem personagens intrínsecos e temas polêmicos que nos faz pensar realmente nas coisas, sem nos forçar de fato! Simplesmente mostrando o lado de personagens que podem perfeitamente serem confundidos com qualquer pessoa do mundo real!

Com esse livro ele tentou nos passar os preconceitos e diversos dilemas que homossexuais precisam enfrentar no dia a dia.. Das lutas que já ocorreram no decorrer de longos anos e nas que ocorrem até hoje. Por mais que estejamos em uma era mais "moderna" o preconceito ainda está enraizado no ser humano e isso é algo que vemos nos telejornais nos ataques aos homossexuais e e etc.

"Vocês não fazem ideia do quanto as coisas podem mudar rápido. Vocês não fazem ideia de como, de repente, os anos podem passar e as vidas terminar. A ignorância não traz felicidade. Felicidade é saber o significado total do que recebeu."
Toda a história é narrada em terceira pessoa e conhecemos a vida de diversos personagens.. todos importante e fundamentais para o desenrolar da trama, mas vou me ater a falar apenas de alguns para não me estender muito. 
Tudo gira em torno de um recorde que Craig e Harry pretendem quebrar, do beijo mais longo, entrando assim para o livro dos recordes. O motivo maior está em protestar e se fazerem aceitos, pois essa ideia surgiu após Tariq ser atacado e espancado pelo fato de ser gay.
A escrita de David Levithan é fluída e muito rápida.
Gostei muito da história e recomendo, mesmo para aqueles que têm algum tipo de preconceito, pois o autor foca nas relações humanas, no sentimento, no que o preconceito causa na vida desses personagens!


5 Comentários

  1. Olá
    adorei ver as resenhas desse livro, são sempre elogios por cima de elogios (na maioria)
    espero poder ler algo com essa temática, principalmente desse autor
    Bjks

    ResponderExcluir
  2. nao li o livro ainda mais eu quero muito,é um livro bem diferente, nunca tinha lido nenhum livro que houvesse um romance entre dois garotos, por isso fiquei curiosa, espero ler muito em breve e sua resenha so me deixou mais interessada.

    ResponderExcluir
  3. O Leviathan levanta mesmo a bandeira contra o preconceito gay.
    O livro parece interessante porque não conta apenas uma história, mas mostra o universo dos relacionamentos homossexuais, interessante.
    “Dos amores humanos, o menos egoísta, o mais puro e desinteressado é o amor da amizade.”(Cícero)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participe no nosso Top Comentarista!

    ResponderExcluir
  4. Esse livro está entre os tops para mim!!
    Ganhei ele mês passado e estou simplesmente apaixonada pela forma como David Levithan passa tanta emoção e originalidade pelas palavras. As estórias são muito interessantes, a maneira como jovens buscam respeito, aceitação e liberdade...
    Todos deveriam ler. Recomendo mesmooo!!

    ResponderExcluir
  5. Adorei a resenha, eu nunca li os livro do autor, mas pretendo ler algum dia, e achei bem interessante esse livro, pois até que vi sobre o lançamento desse livro eu nunca tinha visto nenhum livro sobre o tema gay e como eu nunca li pretendo dar um chance pois muitas blogueiras estão falando bem dele

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.