Em uma noite de lua cheia, a jovem Didi faz amor pela primeira vez. Inesperadamente, seu namorado morre em seus braços. Desorientada e com o coração ferido, ela não consegue entender o motivo da tragédia. Na manhã seguinte, ela conhece duas mulheres intrigantes, Cathy e Nadia, que revelam que ela não é alguém comum: Didi é uma ninfa. Elas a ensinam como sobreviver na sociedade em sua condição, e a lição crucial é que o sexo é fundamental para manter-se viva, mas isso tem um preço muito alto. Entre perseguições de um inimigo milenar em nome de uma lenda, e a força de uma paixão arrebatadora, Didi precisa decidir se vai pagar o preço de viver esse amor por inteiro, ou se vai preservar a vida de seu amado mas abrir mão dele.




Sabe aquele livro que imediatamente chama a atenção? Desde o primeiro momento em que vi a capa e a sinopse desse livro, corri para adicioná-lo à minha listinha de desejados. Uma obra com temática sobrenatural e que ainda aborda criaturas que nem sempre ganham destaque, como as ninfas? Com certeza vou ler! E foi o que eu fiz.

Primeiramente deixe-me esclarecer o seguinte ponto: o livro é muito bom! Não apenas a temática diferente se destaca, como também a construção e personalidade de cada personagem da obra. Até mesmo aqueles que consideramos vilões tem o seu momento no holofote. 

A sinopse começa explicando que Didi, uma adolescente, vive sua vidinha pacata e sem muitas emoções até resolver dormir com o namorado. O que deveria ser uma crise emocional, torna-se uma caçada que pode custar a vida da protagonista. Didi é o tipo ingênua e até um pouco bobinha, mas ao descobrir que é uma ninfa, torna-se alguém inteligente e sagaz. Após a revelação, surgem Cathy e Nadia, que irão "orientá-la" sobre a vida de uma ninfa. Deveria ser fácil, não é? Algumas lições, talvez um treinamento e quem sabe uma aulinha de história? Rá! Até parece que seria tão fácil assim.

Acontece que esqueceram de comentar alguns detalhes muito importantes para a Didi: como o fato de que ela é extremamente importante e tem um papel a desempenhar, ah e é claro, que existem outras criaturas que são seus inimigos mortais!

A história tem muita mitologia, passagens que levam ao leitor ao passado (as histórias de Cathy e Nadia por si só arrasam!) e romance.
Em relação à revisão, diagramação e layout a editora arrasou!



5 Comentários

  1. Não conhecia este livro, mas depois de ler a sinopse e a sua resenha adicionei ele em minha lista de leitura, parece ser uma história cheia de mistérios, pretendo ler em breve.

    ResponderExcluir
  2. adorei a resenha, gosto muito de ler esse livros com temática sobrenatural, gostei da capa que é bem bonita.

    ResponderExcluir
  3. Oi!
    eu ainda não conhecia o livro, mas gosto de romances sobrenaturais , então já fiquei curiosa. São poucos livros que falam sobre ninfas mesmo, tem outras criaturas mitológicas que são muito mais abordadas, nunca tinha parado para pensar nisso... Dica anotada!
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Oiieee,
    Achei o enredo do livro super interessante, pois gosto de sobrenaturais, amei a resenha, e pretendo dar uma chance ao livro, espero gostar.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  5. Ká!
    Nossa! Não achei que seria um livro de fantasia e fiquei encantada.
    A protagonista parece meio atrapalhadinha, né?
    Já anotei aqui nos desejados.
    “A preguiça é a mãe do progresso. Se o homem não tivesse preguiça de caminhar, não teria inventado a roda.”(Mario Quintana)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participe no nosso Top Comentarista!

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.