SinopseDepois de conhecer o belo e misterioso Marcus, no badalado Carnaval carioca, e ser abandonada por ele, Thaissa retoma sua rotina carregada de boas lembranças e um desejo intenso de algo que ficara inacabado e a atormentava constantemente. Enquanto tentava, sem sucesso, esquecer-se das carícias e dos beijos que partilharam surge a sua frente o novo sócio da empresa de seu pai. E ele é nada mais nada menos que Marcus, o homem que tumultuava seus pensamentos. Começará aí um jogo de paixão, luxúria, mágoa e intrigas. Em que o destino, usando de suas artimanhas, lhes colocará frente a frente para o confronto final. Onde vencerão juntos, ou ambos sairão perdedores. Quem será o grande vencedor nesse jogo de amor? 


Narrado em terceira pessoa, o livro conta a história de Thaissa Guerra, uma mulher de 30 anos de idade, que é focada no seu trabalho e dedicada ao seu pai. Ela acaba conhecendo Marcus no carnaval carioca. A atração é tão grande que ela acaba cedendo à luxúria, mas o encontro tem um término abrupto.

Thaissa retorna para Goiânia, onde trabalha na Fênix, uma empresa de assessoria em mídia, onde seu pai, André, é o sócio majoritário.

Por conta de algumas decisões ruins André precisa vender algumas de suas ações e, para surpresa para Thaissa, o empresário interessado é Marcus.

Marcus é um pouco prepotente e até mesmo machista. Depois do encontro no Carnaval, ele rotula Thaissa como uma mulher fácil e é grosseiro em alguns momentos.

Thaissa tem uma personalidade um pouco entediante. O leitor depara-se com muitas repetições sobre os seus sentimentos, principalmente em relação à Letícia Pimenta, uma das acionistas da empresa, com quem ela tem uma rixa pessoal.

Em meio ao conturbado relacionamento pessoal, a história também aborda os problemas da empresa e de cotidiano.

A trama é interessante, mas faltou um pouco de química entre os protagonistas. 

Em relação à revisão, diagramação e layout foi realizado um bom trabalho. Existem alguns erros de digitação e grafia (por exemplo nas páginas 09, 11, 13, 14, 15, 21 e 22). A capa exala sensualidade.


5 Comentários

  1. apesar de ter gostado da resenha e de ser nacional, o livro nao me interessou, acho que faltou alguma coisa a mais.

    ResponderExcluir
  2. Carolina!
    Já tive oportunidade de ler esse livro e até gostei muito, uma história que vai se desenrolando aos poucos, a coitada da protagonista sempre passando uma visão errada para as pessoas, gostei muito.
    Realmente tem vários erros de revisão...
    “Tão bom morrer de amor! e continuar vivendo...”(Mario Quintana)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participe no nosso Top Comentarista!

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia esse livro, gostei da resenha, mas me desanimei, quando vi que faltou uma conexão entre os personagens, e não me chamou muito a atenção a proposta da história, então não pretendo ler.

    ResponderExcluir
  4. Oiii, tudo bom?
    O livro parece ser bacana, mas pelo visto ele não tem nada de diferente, confesso que não fiquei muito animada quanto a leitura, mas quem sabe eu venha a dar uma chance ao livro, pois gosto do gênero.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    Sendo sincera, não gostei muito só pela sua resenha. Detesto protagonistas machistas e saber que a mocinha é entediante não me anima a ler. Vou deixar passar essa dica...
    Bjs

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.