Sinopse - Um pequeno conselho: não se aventure na roda-gigante em uma noite chuvosa. Carolina do Norte, 1973. O universitário Devin Jones começa um trabalho temporário no parque Joyland, esperando esquecer a namorada que partiu seu coração. Mas é outra garota que acaba mudando seu mundo para sempre: a vítima de um serial killer. Linda Grey foi morta no parque há anos, e diz a lenda que seu espírito ainda assombra o trem fantasma. Não demora para que Devin embarque em sua própria investigação, tentando juntar as pontas soltas do caso. O assassino ainda está à solta, mas o espírito de Linda precisa ser libertado — e para isso Dev conta com a ajuda de Mike, um menino com um dom especial e uma doença séria. O destino de uma criança e a realidade sombria da vida vêm à tona neste eletrizante mistério sobre amar e perder, sobre crescer e envelhecer — e sobre aqueles que sequer tiveram a chance de passar por essas experiências porque a morte lhes chegou cedo demais.





Devin é um jovem de coração partido que acaba indo trabalhar em Joyland um parque que lhe traz não só novas aventuras e amizades como também um mistério a resolver, já que no passado houve um assassinato no trem fantasma e o caso ainda está em aberto, já que o assassino não foi pego. Isso acaba unindo seu destino ao do pequeno Mike, um menino que sofre de uma doença e que está a beira da morte, mas que possui um Dom interessante. Juntos eles viverão momentos inesquecíveis e críveis que irá selar seus destinos e mudar suas vidas para sempre!
Stephen King tem uma escrita que pontua muito bem a ambientação e nesse livro ele foca nos personagens e em suas emoções diretamente dando um ritmo um pouco diferente dos demais. A história é narrada em primeira pessoa o que traz o leitor uma visão mais ampla dos sentimentos do personagem principal, podendo de fato entender cada questão que o mesmo vivencia! Perto dos demais livros do autor Joyland é bem leve, mas não deixa de ser especial e intrigar o leitor, assim como sensibilizar o  mesmo com as questões pessoais dos personagens!



11 Comentários

  1. Oiiiê
    eu sempre tive uma imensa curiosidade para ler qualquer livro do King, e a cada dia que passo eu conheço mais o catalogo dele e amo de mais, kkkk, eu tenho Missery mas nuca li ele, espero curti a escrita dele
    Bjks

    ResponderExcluir
  2. já li alguns livros do autor e por isso to super curiosa pra ler joyland, sempre amei esse clima de suspense que é tipico de Stephen King

    ResponderExcluir
  3. Stephen King sempre publica livros que conquistam qualquer pessoa, e claro que esse livro não pode ficar de fora, apesar de ser mais levinho comparado aos outros. Mas quero muito lê-lo e conhecer essa história, pois adoro um bom mistério e por ser narrado em um parque de diversões que simplesmente adoro <3 Tudo de bom kkk
    Bjs!!

    ResponderExcluir
  4. Ainda não li nenhum livro do Stephen King, mas tenho vários livros dele em minha lista de leitura, e quero ler Joyland, esse livro parece ser ótimo, adorei a resenha.

    ResponderExcluir
  5. Eu não gosto de livros de terror e isto é bem a onda do Stephen.
    Achei que a Suma realmente fez um ótimo trabalho quanto a capa e a divulgação do livro mas não tenho interesse nele. Mesmo que seja como você disse, o mais leve dele.
    Beijos!!!
    umlugarparaleresonhar.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Bem, King anda mesmo dando uma diversificada, né?
    Está diferente, mas espero que seja para melhor.
    Uma semaninha mais que abençoada!
    “Esquecer é uma necessidade. A vida é uma lousa, em que o destino, para escrever um novo caso, precisa de apagar o caso escrito.”(Machado de Assis)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista!

    ResponderExcluir
  7. Nunca li nenhum livro do Stephen King e no momento eu meio que perdi a vontade, acho que algum dia irei ler os livro dele, mas não por enquanto e infelizmente não pretendo começar por esse

    ResponderExcluir
  8. Oi!
    Eu não tenho nenhuma experiência com a escrita do Stephen King, até porque sou muito medrosa para ler livros de terror, mas saber que esse livro é mais leve me deixou curiosa. Sem contar que gostei muito dessa capa!
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Nunca li nada do escritor e nem gosto muito da capa desse livro, mas confesso que cê conseguiu me intrigar falando do dom desse garoto. Quero saber qual é he, he. E também o culpado do assassinato, claro. Porque como é que ninguém descobriu?!

    ResponderExcluir
  10. Oie
    Já li alguns livros do King e curto demais sua narrativa.Joyland me chamou atenção especialmente por essa capa que achei linda e quando vi que falava de um misterio no parque de diversões dai sim fiquei empolgada para ler.O livro parece cumprir o que promete e mesmo não sendo assustador nos prende e envolve.

    ResponderExcluir
  11. Oi!
    Sempre quis muito ler algum livro do Stephen King vejo as pessoas falarem muito de sua escrita e sempre varias criticas positivas mas não gosto muito de livros de terror por isso vou passar esse !!!

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.