SinopseTessa, de 18 anos, sai de casa, onde mora com a mãe, para ir para a faculdade. Até então sua vida se resumia a estudar e ir ao cinema com o namorado doce que conheceu ainda criança. No primeiro dia na faculdade, onde ela passa a dividir um quarto com uma amiga que adora festas, Tessa conhece Hardin, um jovem rude, tatuado e com piercings que implica com seu jeito de garota certinha. Logo, no entanto, os dois se envolvem e Tessa, que era virgem, vê sua sexualidade aflorar.
Tessa logo descobre que Hardin possui um passado cheio de fantasmas e os dois começam um relacionamento intenso e turbulento. Depois dele, ela nunca mais será a mesma.





Quero começar essa resenha deixando claro que muitos fãs da série podem não gostar e minha intenção não é deixar ninguém ofendido, apenas expressar o que eu senti durante a leitura. O livro é narrado em primeira pessoa por Tessa, uma jovem que está começando a sair das asas opressoras da mãe ao iniciar a faculdade. Tessa é um clichê ambulante: tem uma mãe opressora; Noah, um namorado que segundo a sua própria perspectiva, é totalmente sem graça; é estudiosa, do tipo que cronometra seus horários; veste-se de modo ultraconservador; nunca fez nada errado e é virgem. Hardin por sua vez é completo oposto: mulherengo, tem aquela atitude de "dane-se o mundo", é todo tatuado e revoltado.

Levando-se em conta que muitos livros tem essa mesma "receita", até então isso não seria um grande problema, pois foi bem trabalhado pela Anna Todd no livro. Ela consegue destacar bem as contradições de esterótipos inúmeras vezes, e para os fãs dos livros de bad boys, nesse ponto o livro é muito bom. O que realmente incomoda durante a leitura é o próprio relacionamento dos dois. É um ciclo vicioso de abuso verbal que se prolonga pelas mais de 500 páginas. Eles estão conversando, aí Hardin é extremamente grosseiro (não do tipo que fala uma besteira e se arrepende imediatamente), mas sim do tipo que fala uma maldade com a intenção de machucar, logo em seguida Tessa chora, chora, chora e diz que será firme da próxima vez e nunca mais terá nada com o Hardin. Em menos de 24 horas, ele estala os dedos e ela volta com ele, tendo vários momentos de intimidade e a situação se repete. É compreensível que a autora tenha intencionado manter um relacionamento conturbado, mas essa interação ultrapassa os limites de um relacionamento saudável. Tudo bem, concordo que Hardin tem seus momentos de vulnerabilidade e percebemos que ele está sofrendo, mas isso não dá razão a ele para maltratar Tessa desse jeito. Ele é apresentado como uma alma sensível (fã de livros) e atormentada por um passado terrível que precisa ser resgatado de suas trevas por uma mocinha ingênua e bondosa (opa, mais um clichê aqui!).

O círculo de amigos também é recheado de clichês: a garota fácil do grupo que não se conforma que Hardin está em outra, portanto, passa boa parte do livro encarando Tessa com um olhar de mal amada, o amigo do cara que tem interesse na mocinha e zero escrúpulos e a amiga (que sinceramente de amiga não tem nada) e colega de quarto da Tessa, Steph.

Algumas situações são, por falta de palavras melhores, apressadas. As decisões de Tessa são muito imaturas e prematuras e para quem leu o livro, sabe que a mocinha terá um preço muito alto a pagar. Durante a leitura existem diversas ocasiões em que qualquer um ficaria desconfiado de que algo está acontecendo, menos a mocinha. Ela decide ficar quieta e fingir que não está vendo nada de errado.

O livro possui alguns pontos positivos e o maior deles é a escrita da autora. Com uma linguagem simples, o leitor realmente consegue acreditar que a história se passa entre jovens. Os diálogos são bem casuais e diretos, não há "enfeites" em suas falas e até mesmo os tiques nervosos são bem descritos. A maneira como a trama foi construída é dinâmica e por conta disso não se percebe que o livro tem tantas páginas.

Outro ponto positivo foi a inserção de um personagem muito especial: Landon Gibson. Do início ao final do livro ele é o único personagem que não tenta mudar para agradar alguém. Ele é honesto com si mesmo e com quem está a sua volta, o que é refrescante em meio a todas as inquietudes da história.





SinopseDepois de bater a marca de um bilhão de acessos na plataforma de leitura Wattpad, a série After vira o novo fenômeno editorial. No segundo livro, Tessa tenta esquecer Hardin, o jovem caótico e revoltado que partiu seu coração em vários pedaços. Mas ela está prestes a descobrir que alguns amores não podem ser superados. Como apagar da memória as noites apaixonadas em seus braços, ou a eletricidade de seu toque? Hardin sabe que cometeu o pior erro de sua vida ao ter magoado Tessa tão profundamente. Ele não acha que merece tê-la de volta, mas se recusa a deixá-la partir. Neste livro, Hardin vai lutar com toda a sua força para reconquistar o grande amor da sua vida. Ao longo do caminho, os seus mais profundos segredos serão revelados. Depois da verdade, será que o amor de Tessa e Hardin resistirá?

CONTÊM SPOILERS DO PRIMEIRO LIVRO

Apesar de não ter gostado do primeiro livro resolvi ler sua continuação na esperança de que Tessa se tornasse uma personagem mais madura e de que finalmente entendesse o quanto Hardin é nocivo. Caramba, o cara aposta que vai tirar a sua virgindade e mesmo se declarando apaixonado por ela, ainda leva o lençol como prova para ganhar a aposta. Quem faz isso?

Tessa largou tudo por causa de Hardin: cortou o relacionamento com a mãe, saiu do dormitório e foi morar em um apartamento com ele. Se isso não servisse de lição para que ela amadurecesse, nada mais serviria. E o triste é saber que não serviu. Após alguns capítulos onde ela sente pena de si própria, o livro praticamente se torna uma cópia do primeiro. Hardin consegue tê-la de volta, mas os dois não conseguem se acertar facilmente. 

Como nesse livro alguns capítulos são narrados pelo Hardin, vemos como ele realmente é : um cara inseguro demais, que quando bebe se torna alguém ainda mais maldoso e que não tem muita consideração pela Tessa, mesmo se dizendo apaixonado. Conhecemos também o seu passado e o real motivo dele ter ido morar perto do pai. Digamos que Hardin precisa de um longo tratamento psicológico antes de se envolver com alguém, pois o cara é totalmente destrutivo. 

Tessa continua o apoiando incondicionalmente, mesmo que isso faça ela sofrer em demasia. Aqui, é interessante ressaltar que isso não faz bem para nenhum dos dois. Ela precisa colocar seu bem-estar em primeiro lugar, mas a maneira como a trama foi escrita, dá a impressão de que esse grande amor deles é bem unilateral.

"Bom, talvez seja, mas ela tem que vir se arrastando de volta para mim, e não o contrário. Sou apaixonado por ela, mas não vou dar o primeiro passo". (p. 410)

Depois de tudo o que eles passam e de como ele age, tudo o que ele consegue pensar é em preservar o seu ego!

Com o novo estágio, Tessa vê um novo mundo se abrir e inúmeras possibilidades surgem em sua frente, até mesmo no aspecto romântico. Essa nova independência é apaixonante e gratificante, mas Hardin começa a agir novamente de modo grosseiro. Muitas vezes a impressão que tive durante a leitura era de que ele não a queria realmente, só não queria que outro a tivesse. Como uma criança que não quer dividir um brinquedo, mesmo não brincando mais com ele. Nesse livro Hardin projeta suas inseguranças em Tessa e as inúmeras discussões são na verdade, acusações sem fundamento. Hardin é o tipo de pessoa que se julga diferente dos outros. Ele pode errar e Tessa tem a obrigação de perdoa-lo, mas se ela fala ou age de forma que não o agrade, ele a agride verbalmente ou então a ignora completamente como forma de punição. 

"Depois da verdade" nos apresenta alguns novos personagens bem interessantes, como a namorada de Landon e a mãe de Hardin. Essas duas mulheres tão diferentes conseguem cativar o leitor e trazer um pouco de leveza a obra. As características positivas mencionadas no livro anterior repetem-se: a escrita da autora, a linguagem nos diálogos e a presença calmante e iluminada de Landon.
















31 Comentários

  1. Olá
    eu conheço essa serie desde seu inicio, mas não me sinto cativado a lê-lo, kkk, achei a história meio chata, mas mesmo assim a autor conseguiu muitos fãs por todo o Brasil, adorie as novas capas que foram feias para o livro
    Bjks

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Manoel, tudo bem?
      Acho que por ter uma linguagem mais juvenil, possivelmente atraía muitos leitores.
      Eu não curti, mas....
      Bjkas

      Excluir
  2. Confesso que todas as resenhas que eu leio desse livro me desanimam ainda mais a conhecer a história. O gênero já não é dos meus preferidos, a banda na qual a história foi inspirada não faz minha cabeça, e a trama me parece extremamente clichê. Mas o que realmente me incomoda é o relacionamento abusivo, que acompanha toda a trajetória do casal protagonista. Com certeza isso me impediria de chegar ao fim da leitura, principalmente porque eu perderia minha paciência rapidinho com a Tessa. Sem falar que dar tanto destaque a um relacionamento desse jeito é até um tanto irresponsável por parte da autora, se formos olhar a faixa etária maior de seus leitores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Patrini, tudo bem?
      Sinceramente, não tenho paciência para personagens que são sacos de pancadas verbais de um carinha que acabou de conhecer e toda vez, volta rastejando. É irritante!
      Bjkas

      Excluir
  3. Oi Carol,
    Amo bad boys <333, mas isso não foi o suficiente para eu começar essa série, estou evitando começar novas séries e depois de tantos comentários negativos que li não pretendo lê-la, aliás, os livros são bem grossinhos para insistir na leitura haha e estou cansada de mocinhas cheias de mimimi.
    Beijocas ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Larissa, tudo bem?
      Eu também amo bad boys, mas acredito que há uma grande diferença em ser um bad boy e um idiota rs
      Bjkas

      Excluir
    2. Oi Carol,
      Tudo bem graças a Deus e com você?
      Kkkkk é a primeira vez que "ouço" alguém falando tão claramente dele rsrs, não acho que seja uma leitura tão proveitosa para mim, quem sabe no futuro eu veja isso com outros olhos né?
      Beijocas ^^

      Excluir
    3. Então Larissa, sinceramente fiquei frustrada com esses livros. Acho que há uma diferença entre o cara pisar na bola e depois tentar se desculpar e viver humilhando a mocinha que sempre o aceita de volta. Essa segunda opção me irrita profundamente rs.
      Bjkas

      Excluir
  4. Apesar de muitas pessoas adorarem os livros dessa série, eu confesso que não tenho um pingo de interesse em lê-los. A história me pareceu bastante infantil, e por conta disso eu não tive interesse. A autora irá vir para cá, Fortaleza, e muita gente está ansiosa para conhecê-la!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luís, tudo bem?
      Espero que conheça a autora e tire muitas fotos para nos mostrar rs
      Bjkas

      Excluir
  5. Carolina!
    Antes de falar sobre as resenhas, quero dizer que estou gostando muito dessa sua nova forma de resenhar 2 ou 3 livros de uma mesma série juntos, porque facilita para acompanharmos.
    Quanto aos livros... bem, nunca tive muito interesse na série, primeiro porque não sou fã e depois, porque ando em busca de livros mais instigantes.
    “Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos.”(Antoine de Saint-Exupéry)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista, serão 3 ganhadores!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rudy, tudo bem?
      Fico feliz em saber que posts com resenhas consecutivas facilita para vocês. Vou tentar trazer mais posts do tipo ;)
      Bjkas

      Excluir
  6. Eu desisti quando estava a ler o encontro que Tessa e Hardyn têm na casa dos pais dele.
    Ele é tão bipolar que já estava farta!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Moiselle, tudo bem?
      É isso mesmo, chega a frustrar o leitor ... Sem contar que desperta a minha vontade de dar ótimos chutes na canela dele rs
      Bjkas

      Excluir
  7. Oi, Carol.
    Desde que o primeiro livro foi lançado, descartei a idéia de ler essa série.
    Definitivamente não tem nada a ver comigo e ver tantas pessoas pessoas falando que não gostaram muito me deixa ainda menos tentada a ler.
    Beijos
    Camis - Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Camila, tudo bem?
      Acredito que você ficaria frustrada e irritada com a leitura, pois pelo que leio de suas resenhas, percebo que não gosta de histórias com esse tipo de "relacionamento" ;)
      Bjkas

      Excluir
  8. já ouvir falar bastante da autora e embora as resenhas sejam bem positivas e as sinopses interessantes eu não consegui me interessar pra ler :/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Emanoelle, tudo bem?
      Quem sabe as próximas resenhas tragam algo mais interessante para você?
      Obrigada pelo comentário.
      Bjkas

      Excluir
  9. Conheci os livros já em outras resenhas e me interessei mais pela capa. É uma pena que não tenha gostado muito, eu não sei se pretendo realmente ler, estou em dúvida, muitas páginas também não é muito pra mim rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Giovanna, tudo bem?
      Eu tive alguns problemas com o relacionamento dos protagonistas e por conta disso fiquei tão irritada com a série ;)
      Bjkas

      Excluir
  10. Oi, Carol. A série After me interessa muito pelo fato de ser passado em uma faculdade e, também, por acontecer alguns mistérios e turbulências. Fiquei um pouco desanimado com as apenas 2 estrelas. E, confesso que li apenas a primeira resenha para evitar spoilers. Mas, minha mínima curiosidade ainda permanece sobre esta série.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ycaro, tudo bem?
      Então, as duas estrelas se dão pelo relacionamento dos protagonistas. Na minha opinião, poderia ser classificado como abusivo, pois a maneira como ele a trata é desprezível.
      Bjkas

      Excluir
  11. Oie
    Eu comecei a ler esse livro mas surgiu uma leitura mais importante então a deixei de lado por um tempo.O Hardin é uma montanha russa de emoções,e a Tessa é uma bobona mesmo Kkk.E o pior é que eu conheço um casal bem parecido com eles,tão a dois anos juntos e já devem ter batido o recorde de separar e voltar num espaço de tempo menor que 24 horas,além daquele fato de julgar tudo na cara um do outro,mesmo isso não sendo benéfico prefiro não me meter.Espero conseguir terminar esse livro e é continuar os próximos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Letícia, tudo bem?
      Então, aqui é uma questão de ponto de vista mesmo. O que você comentou deles estarem indo e voltando não é nem o grande problema que eu tive sobre o relacionamento deles. Mas o modo como o Hardin a trata é terrível e ela sempre rasteja de volta. Não é algo saudável.
      Bjkas

      Excluir
  12. Oi!
    Ainda não li essa serie e fiquei curiosa depois de ver tantas pessoas comentado, ainda não sei se vou ler essa serie pois livros onde temos mocinhas fracas e que sempre voltam para a mesma situação me irrita muito, por isso fico com medo de pegar para ler e acabar abandonando a leitura !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Suzana, tudo bem?
      Acho que você não iria gostar da série exatamente por conta do relacionamento dos dois. Falta muito respeito entre eles e não é nada saudável.
      Bjkas

      Excluir
  13. Bom eu não pretendo ler essa série por conta dos diversos comentários negativos que já li sobre, o que me desmotivaram totalmente de ler, pois todos os comentários negativos eram referentes a coisas que eu também não gosto em um livro, e como você acredito que os livros não me agradariam tanto.
    Sua resenha está muito boa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mariele, tudo bem?
      Que bom que gostou da resenha ;)
      Pois é, eu tenho sérios problemas com protagonistas com relacionamentos destrutivos. Uma coisa é pisar na bola e correr atrás outra é passar o livro inteiro colocando sua parceira lá embaixo e ela voltando ...
      Bjkas

      Excluir
  14. Eu simplesmente amei. Confesso que antes de comprar o primeiro livro da série, tive um pouco de preconceito. Achei que não fosse gostar, mas eu amei. Hardin é totalmente destrutivo, Tessa é uma bomba relógio prestes a explodir toda vez em que estão juntos, mas a combinação disso é um belo desastre, talvez por esse motivo, faz a estória ficar interessante. Eu os amo juntos, eles se amam loucamente, apesar de Hardin ser na maioria das avezes um tremendo babaca. Tessa é o equilibrio, ela o faz querer ser uma pessoa melhor. Gostei do fato de ser vários livros, a estória é complicada demais para tudo se resolver em 1 ou 3 livos. Eles têm muito que aprender e precisam amadurecer juntos. Hardin vai aprender a ser um pouco humano e deixar a dor do passado de lado e aprender a amar, de verdade. É um dos livros mais tensos que já li e pude sentir, a cada linha, a emoção de cada personagem. Sofri e ri, junto a eles. É um belo trama e eu amei cada segundo dele.

    ResponderExcluir
  15. Oi Carol, minha opinião é bem diferente da sua. Amei esse livro, assim como as outras versões. Possuo todos em minha casa.
    E enquanto a história, acho que "adultos" não entenderiam mesmo, pois os personagens dessa fanfic são jovens, assim como todos os leitores.
    Deve ser por isso que não curtiu muito, mas existem vários outros livros para sua idade. Tipo: Diário de uma paixão, Amor Perigoso, etc...
    Espero que tenha compreendido!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mayara, tudo bem? Que bom que curtiu a série, acho interessante como um livro afeta inúmeros leitores de forma diferente.
      Eu não acho que o problema seja que a série é voltada para o público jovem, e sim, a lição que ela passa. Leio vários gêneros literários e sempre tento extrair o cerne da questão. Para mim, o relacionamento entre os dois é abusivo. Emocionalmente Hardy é destrutivo não apenas para ele, mas para a mocinha também. E é por ser voltado aos jovens que esse tipo de relacionamento é ainda mais nocivo.

      Excluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.