SinopseEras atrás, alguns povos foram selecionados com uma missão: fazer da Terra um lugar melhor. Mas guerra, fome, tragédias… O mundo estava ruindo, e mesmo com seus poderes sobre o Tempo e o Espaço e o poder de manipular a realidade, cedidos por Shaya, senhora dos Universos, os Carmesins não mais suportaram tanto peso sobre seus ombros.
Para sobreviver à fúria do espírito humano, eles partem para outro Universo, onde podem viver em paz. Sem saber, entretanto, levam consigo um homem: Randolf, que se indigna pelo fato de a humanidade ser deixada à própria sorte, e fará qualquer coisa para aniquilar os Carmesins.
Diante da plena Escuridão, eles dependem unicamente daqueles que abandonaram, os detentores da Luz, a única Força capaz de salvá-los. E entre Luz e Escuridão, nasce a esperança guardada no brilho das estrelas e nas notas das canções.



O livro começa com o sequestro do príncipe Phillipe, o príncipe dos carmesins. Os carmesins são seres que possuem poderes especiais e no princípio de tudo eram os guardiões dos seres humanos. 

Porém, com o tempo os carmesins começam a pensar nas suas necessidades. A ganância, a cobiça e a inveja fazem com que esses seres deixem de lado sua função original: proteger. Com isso, eles vão viver em um mundo diferente, levando consigo um casal de humanos.


Acontece que na atualidade alguns jovens, como Reagan, Solana, Emmete e alguns outros personagens descobrem que estão envolvidos em uma grande batalha entre o bem versus o mal.

Escolher um lado não é fácil e fará com que esses personagens se envolvam em uma grande jornada de auto conhecimento e um teste de amizade e lealdade.

A história tem uma boa premissa, mas em alguns momentos passa a impressão de que falta algumas explicações. A escrita da autora é de fácil entendimento, mas em alguns trechos torna-se um pouco lenta.

Em relação à construção dos personagens, eles foram bem elaborados. Cada um possui pelo menos uma característica única que o distingue dos demais, mas muitas vezes observamos em seus comportamentos e falas, um pouco de imaturidade.

A capa chama a atenção e combina bem com o tema bem versus mal (cor clara embaixo e cor escura em cima). Existem alguns errinhos, mas não interferem na leitura.



9 Comentários

  1. Não conhecia o livro ,mas adorei conhecer ,sem falar que é meu gênero favorito e aliás adorei a capa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jéssica, tudo bem com você?
      Que bom saber que curtiu o livro. A história é ótima ;)
      Bjkas

      Excluir
  2. Gostei da premissa do livro e da resenha também, só espero que seja uma leitura independente pois não curto muito ficar esperando sequencias.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Emanoelle, tudo bem?
      Concordo com você: as séries demoram muito para terem suas continuações lançadas rs
      Bjkas

      Excluir
  3. A cor da Escuridão me interessou bastante. Gostei de como a história começou de forma eletrizante, dos sentimentos maldosos dos personagens e do ambiente ficcionário. É uma pena que tenha dado apenas 3 estrelas.Quero ler!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ycaro, tudo bem?
      Gostei bastante da trama, mas houve algumas situações que acabaram deixando a desejar.
      Bjkas

      Excluir
  4. A capa me chamou bastante atenção, principalmente por ter esse tom sombrio. Ao ler a resenha, acabei ficando com um pé atrás, pois não gosto de ler livros e ter a sensação de que faltou algo á mais. Apesar disso, gostei bastante da história, principalmente dos personagens, por ter características peculiares!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luis, tudo bem?
      Pois é, fiquei com a sensação de que faltava algo mesmo.
      bjkas

      Excluir
  5. Eu gostei bastante do livro, achei muito bem escrito, ao nível da escrita do Dan Brown, por exemplo, que para mim, é autor (dos que já li) que melhor sabe desenvolver a trama, o enredo e os personagens. Dos livros nacionais que li é o que mais está elevado em qualidade. Fantástico.

    De fato tem alguns erros. Durante a leitura me senti incômodo algumas vezes. Fui aí que olhando mais detalhadamente notei que o o lado direito do livro possui 2 milímetros a mais que o esquerdo, o que causa uma certa ilusão no texto todo, como se estivesse inclinado. Na capa também, a frase que fica entre o globo e o ser alienígena, está mais para a esquerda do que para a direita.

    Sobre o enredo, de fato em alguns momentos me senti perdido, pois não lembrava de algo ou porque algo já teria acontecido, sem mesmo ter sido narrado. Mas fora isso não me arrependi de comprar o Livro. Quando comprei fiquei um pouco inseguro, pois na descrição dizia que a história utilizava a música para se contar.. logo fiquei imaginando um livro tipo Filme Musical heauehaeh

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.