SinopseKitty Logan tem 32 anos e aos poucos está perdendo tudo o que conquistou: sua carreira está arruinada; seu namorado a deixou sem um motivo aparente; seu melhor amigo está decepcionado com ela; e o principal: sua confidente e mentora está gravemente doente.

Antes de morrer, Constance deixa um mistério nas mãos de Kitty que pode ser a chave para sua mudança de vida: uma relação de nomes de pessoas desconhecidas. É com base neles que Kitty deverá escrever a melhor matéria de sua carreira.

Quando começa a ouvir o que aquelas pessoas têm a dizer, Kitty aos poucos descobre as conexões entre suas histórias de vida e compreende por que foi escolhida para dar voz a elas.



Quem já teve a oportunidade de ler algo da autora Cecilia Ahern sabe que seus textos possuem grande sensibilidade e carga emocional.

Conforme a sinopse explica, "A Lista" tem como protagonista Kitty Logan. Kitty trabalha na revista de Constance (uma grande amiga) e em uma emissora de televisão. Na emissora, ela se precipita com uma matéria e acusa um homem injustamente de um crime grave, comprometendo sua imagem como repórter e custando não apenas o seu emprego, mas também a possibilidade de responder a acusações criminais.

Quando isso acontece sua vida começa a desandar tanto no âmbito profissional quanto no pessoal.  Mas o importante é focar-se em Constance, sua amiga que está muito doente.

Em uma de suas conversas, elas discutem a matéria dos sonhos da Constance e fica combinado que Constance irá explicar tudo à Kitty na próxima visita ao hospital. Porém, Constance falece antes disso acontecer e tudo o que Kitty possui é uma lista com 100 nomes aleatórios.

É a partir desse momento que a história realmente começa. Conforme Kitty investiga os nomes e o objetivo da Constance, ela mergulha em uma viagem de humildade e redenção. As histórias contadas, as lições que elas representam e o amadurecimento da protagonista são emocionantes. Torna-se impossível não se apaixonar pelo enredo.

Kitty é uma personagem forte e cheia de falhas, o que a torna humana e real. A questão é que todos erramos, mas precisamos ter coragem o suficiente para saber admitir o erro e tentar acertar.

É uma história de aprendizado, de perdão e novas chances.

A editora Novo Conceito realizou um ótimo trabalho de revisão, layout e diagramação.


5 Comentários

  1. Eu me interessei pela Cecelia Ahern após o grande sucesso que P.S. Eu Te Amo fez, mas ainda não li nada da autora. A Lista me pareceu uma história encantadora e dramática ao mesmo tempo, gostei da profissão jornalística exercida por Kitty e a missão que a própria tem a fazer com a lista dos cem nomes. Quero ler!

    ResponderExcluir
  2. gostei da historia e eu acho que vou me indentificar com a protagonista...mas o grande alvo e o misterio desse 100 nomes..que coisa ela vai descobrir com isso...e que pode levar ela a ter sua carreira de volta...tantas perguntas e vou ler pta respondelas kkk....otima resenha...bjs..

    ResponderExcluir
  3. Me interessei muito pela história, acho que pelo fato de eu ser estudante de jornalismo e ter esse gosto por livros "investigativos" hahaha. Estou curiosa para saber o que esses nomes significam. Achei a capa estranha, olhando de primeira achei que fosse um daqueles livros pra colorir.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Já li o livro e acho que o melhor de tudo é a lição que ele nos deixa, onde a simplicidade vale mais do que tudo.
    A questão da lista é primordial para o crescimento da protagonista.
    “A beleza é a única coisa preciosa na vida. É difícil encontrá-la - mas quem consegue descobre tudo.”(Charles Chaplin)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista, serão 3 ganhadores!

    ResponderExcluir
  5. Eu quero esse livro, preciso saber dessas histórias, da relação da lista *-------* e pelos comentários, do crescimento obtido através das histórias dessa lista.
    Beijocas ^^

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.