SinopseEu me chamo Vick. Não sei quem eu sou. Não conheço o meu passado, meu presente é horrível, e meu futuro é incerto. Vick não se lembra de como foi parar na casa de Ivan. Seu passado, quem ela é ou qual é a sua família são incógnitas. A única coisa que tem certeza é de que seu presente é insuportável demais. Ela odeia o toque de Ivan e as coisas que é obrigada a fazer para continuar vivendo. 
A sua única solução é fugir. Mas, para aonde? 
Vick não tem dinheiro e não conhece ninguém que possa lhe ajudar. Mas qualquer coisa é melhor do que continuar no único lugar que ela conhece. Ela irá atrás de uma vida melhor e quem sabe encontrar o seu passado para tentar ter um futuro. 
Será possível escapar de Ivan? 
Conheça a história da Vick. Uma menina sem passado, com um presente cheio de monstros e um futuro incerto. 


"Vick" é um livro extremamente intenso, que apresenta uma protagonista que sofreu inúmeros abusos de dois homens inescrupulosos. A história é narrada em primeira pessoa por diversos personagens, como por exemplo, Vick, William, Ivan, Frederico e Elen.

No prólogo e nos primeiros capítulos do livro, a autora detalhou os abusos sofridos pela protagonista. Quando digo detalhar, é realmente detalhar: a linguagem explícita, as cenas ricas em descrições e a violência sexual e verbal transbordam das páginas.

Tudo é tão palpável que o leitor fica chocado durante a leitura. Infelizmente a autora Julie Lopo trabalha um tema que ocorre na sociedade e muitas vezes tem um desfecho doloroso.
O enredo é bem trabalhado na primeira parte, porém após a fuga de Vick de seu cativeiro, torna-se um pouco superficial. Os eventos acontecem de forma muito rápida e psicologicamente a protagonista tem uma recuperação imediata. 

Após a sua fuga com alguns infortúnios, Vick encontra um "anjo" chamado Frederico Molinari, que a leva a uma cidadezinha chamada Felicidade. Lá, Vick vai aprender o significado de todos os abusos que sofreu e terá uma chance para recomeçar.

Conforme mencionado anteriormente, essa não é uma leitura para qualquer um. O tema é forte e impactante e a linguagem é direta.

Em relação à revisão, diagramação e layout, a Editora realizou um ótimo trabalho.


7 Comentários

  1. Estou impressionado com o quão o livro é pesado, denso e reflexivo. Vick é um livro que, a principio, não dava nada, mas ao decorrer da história e mais conhecimento sobre a escrita da autora me cativou, fiquei com um pé atrás sobre uma leitura tão profunda. Mas, não pude me conter, me rendi, quero muito esta leitura.
    Consumidor de Sonhos | consumidordesonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi!
    Bem, já ia dizer que preciso perder a memória por um tempo, mas depois de ler a resenha e ver que a protagonista sofria abusos, quero mais não..kkkkk
    Gosto de livros com temas fortes como esse e quero demais ler.
    Primeira resenha que leio desse livro.
    ”Uma vida sem desafios não vale a pena ser vivida.”(Sócrates)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista, serão 3 ganhadores!

    ResponderExcluir
  3. Achei o livro bem interessante ,mas não sei se eu conseguiria ler ,parece ser um tema bem pesado ,mas quem sabe um dia eu tento .

    ResponderExcluir
  4. Temas pesados assim eu geralmente leio e é muito raramente mesmo, mas acho que dessa vez eu dispenso a leitura pois estou fugindo de temas assim e procurando livros que me tragam mais sorrisos. Gostei da sinceridade da resenha.

    ResponderExcluir
  5. Mas que capa maravilhosa é essaaaaaaaaaaaaa? Sim, foi a primeira coisa que me chamou a atenção. Mas aí eu li a sinopse e... Que sinopse maravilhosa é essaaaaaaaaaaa? Hahaha. Me apaixonei pela história, mesmo sempre tendo um pré-conceito com livros nacionais. Gostei muitíssimo da resenha! Aliás, parabéns pelas resenhas maravilhosas do blog!
    Adoro livros com histórias pesadas e fortes, acho que elas me fazem pensar mais sobre o mundo real e como há maldade nele. Me faz querer fazer alguma coisa para reverter esse quadro, sentir mais empatia e aprender a espalhar mais amor.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Achei a capa muito linda! Porém acho que não vou ler, pois é um livro bem pesado e não faz muito o meu tipo de leitura.

    ResponderExcluir
  7. não tenho problemas com temas pesados, mas prefiro evitá-los quando se trata de uma leitura literária, somente por esse motivo esse livro não vai para os desejados.
    Beijocas ^^

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.