Editora:Suma de Letras
Ano:2015
Páginas:96
Literatura:Nacional

Sinopse:Em 1589, o padre e demonologista Peter Binsfeld fez a ligação de cada um dos pecados capitais a um demônio, supostamente responsável por invocar o mal nas pessoas. É a partir daí que Raphael Montes cria sete histórias situadas em um vilarejo isolado, apresentando a lenta degradação dos moradores do lugar, e pouco a pouco o próprio vilarejo vai sendo dizimado, maculado pela neve e pela fome.




O Vilarejo reúne sete contos do escritor Raphael Montes, onde o mesmo logo no prefácio insiste em contar que ele recebeu os contos escritos em três cadernos de capa dura de um amigo dono de sebo no Rio de Janeiro, e que ficou muito curioso devido à escrita e imagens encontradas nos cadernos. Com isso tratou de correr atrás de alguém que pudesse traduzir, mas quem poderia se recusou, sem dizer exatamente o motivo, mas deu-lhe dicionário e dicas de como traduzir os contos que estavam escritos em cimério - uma língua morta. Raphael se deu conta que apesar de os cadernos pertencerem a Elfrida Pimminstoffe, uma senhora já falecida (cuja bisneta doou os cadernos e alguns livros e não quis dar detalhes maiores ou muito contato com o Raphael) estavam assinados por Peter Binsfeld, teólogo, demonologista e padre. Cuja obra mais conhecida fala sobre os Sete Reis do Inferno; que vemos nitidamente presentes em cada conto narrado nesta incrível obra.

Os contos são: Belzebu: 01 Banquete para Anatole; 02 Leviathan: As irmãs Vália, Velma e Vonda; 03 Lúcifer: O Negro Caolho; 04 Asmodeus: A doce Jekaterina; 05 Belphegor: A verdadeira história de Ivan, o ferreiro; 06 Mammon: O porquinho de porcelana da sra. Branka e por último e finalizando lindamente (se que posso dizer isso - já que os contos são violentos e sinistros) 07 Satan: Um homem de muitos nomes.

Todos os contos estão ligados através das histórias e personagens começando com Felika a mulher de Anatole e mãe de três filhos; passando pelas irmãs belas Vália, Velma e Vonda, mas cuja inveja destruiu suas vidas; indo de encontro ao Negro caolho e de pele escura que pecou apenas por ser diferente dos muitos que ali vivem, naquele vilarejo, sofrendo preconceito e apenas interessado em ter suas filhas raptadas de volta e encontrando primeiro a bondade, para depois se deparar com a maldade e soberba; Jekaterina que se vinga com toda através da luxúria daquele que foi seu carcereiro em uma maldade escondida e desconhecida pelos outros. Aí encontramos Ivan o homem bravo, corajoso e um dos melhores ferreiros, porém que mantinha um segredo obscuro no porão de sua própria casa. Aí vamos de encontro ao sexto conto onde conhecemos a história triste de uma órfã criada por sua avó amorosa, mas que se deixou levar pela ganância e por fim Anatole que ao retornar para casa vivencia um pesadelo real praticado por sua querida mulher Felika. 

Um posfácio onde temos explicações para todo o terror que assombrou o vilarejo em um encontro cara a cara de Anatole com o velho que possui muitos nomes e pode ser muitas coisas; que é imortal e planta sugestões nos humanos, esses que são tão suscetíveis às investidas dos Sete pecados Capitais.

Uma história muito bem escrita e pavorosa que prende o leitor e o deixa transtornado com a natureza humana e os "mitos religiosos" a muito incutidos na nossa cultura!
















14 Comentários

  1. Morro de medo de livros de terror ou suspense. Por isso acho que nunca vou ler esse livro. KKKKK

    ResponderExcluir
  2. Bem interessante a forma como o autor escreveu esse livro.
    Quero muito ler porque gosto de contos de terror e dizem que o livro é fabuloso.
    “Temos o destino que merecemos. O nosso destino está de acordo com os nossos méritos.” (Albert Einstein)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista de Dezembro, serão 6 livros e 3 ganhadores!

    ResponderExcluir
  3. oiii...
    bomm...por onde começar....Rafael queriso que ideia incrive.....um conto para cada peca do capital....genial...e ainda mais...de terror...gente quero muito ler esse livro....obg pela dica...otima resenha....beijocasss .....

    ResponderExcluir
  4. Olá. Foi com este livro que pude conhecer um pouco mais sobre o autor Raphael Montes e apreciar as suas outras obras. O Vilarejo me conquistou, não por ser um livro extremamente elogiado, mas por ser do gênero de terror, estou devendo esta leitura, e por ser construído em contos e ilustrações.
    Blog: Consumidor de Sonhos | consumidordesonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Sou completamente apaixonada nesse livro! O autor foi mega criativo e escreve de uma forma maravilhosa. Eu realmente só tenho elogios para ele, e o recomendo para qualquer um que me peça indicações de livros de terror. Beijos :*

    ResponderExcluir
  6. Eu amei esse livro!!
    A escrita do autor é viciante e não consegui parar de ler!
    Beijos
    Camis - Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  7. Só li comentários positivos em relação a esse livro, como gosto de contos, ainda mais de terror, acredito que irei gostar muito dos contos, estou muito ansiosa para ler O Vilarejo.

    ResponderExcluir
  8. Conheci o nome do Raphael pelo livro Dias Perfeitos e não sabia da existência desse. Sobre esse prefácio... medo! Nada melhor que começar um livro de terror se baseando em fatos verídicos que já causam pesadelos de imaginar o porque de aqueles cadernos serem dados e a questão de não querer muito contato.

    :*

    ResponderExcluir
  9. Ao contrário do terror representado nos livros do Stephen King, O Vilarejo me chama a atenção, principalmente por ser bem fino e ser contos. Gostei bastante da escrita do Raphael Montes em Dias Perfeitos, logo quero este livro. Com uma proposta interessante, um cenário genial e uma ligação entre os 7 contos, tudo parece ótimo.

    ResponderExcluir
  10. Confesso que eu quero ler esse livro desde que foi lançado mas nem sabia do que se tratava, descobri agora! Tenho muita vontade de ler as obras do Raphael, ele parece ser um grande escritor. Adorei saber o conteúdo desse livro, me deu muito mais vontade de ter. Adoro histórias de terror e sangrentas, então sei que vou curti O Vilarejo. Achei interessante relacionar os pecados a demonios especificos..

    beijos
    http://pobreleitora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. já vi esse livro por ai na blogfera e gostei dele, desde que li a sinopse, adoro ler contos ainda mais quando é de terror e ainda por cima é nacional, não tem como ser melhor! adorei essa capa.

    ResponderExcluir
  12. Amo livros de terror ,e cada resenha que vejo desse ,me deixa mais curiosa u.u
    Imagino que esse livro seja daqueles que te da arrepios a cada novo capítulo ,quero muito leeer.

    ResponderExcluir
  13. Oi!
    Não sou fã de livro de terror mas esse livro do Raphael me interessou, ouvi muitos comentários positivos sobre sua escrita e por ser contos da para ir escolhendo qual ler e achei também muito interessante que todos os contos sejam ligados !!

    ResponderExcluir
  14. Gsotei muito da resenha, mas como não gosto muito do genero, acho que não vou ler.

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.