Sinopse - O planeta Terra foi devastado por um ataque nuclear, e boa parte de sua população se transformou em Mordedores, mortos-vivos que se alimentam de sangue e, com sua mordida, fazem dos humanos seres como eles.
Alice é uma jovem humana de 15 anos que mora no País das Armadilhas, nos arredores da cidade que um dia foi Nova Déli, na Índia. Ela nasceu nessa nova realidade aterrorizante e teve de aprender a se defender sozinha desde cedo.
As coisas mudam quando Alice decide seguir um Mordedor por um buraco no chão: ela descobre a estarrecedora verdade por trás da origem das criaturas e se dá conta da profecia que ela mesma está destinada a consumar — uma profecia que se baseia nos restos chamuscados do último livro encontrado no País das Armadilhas, uma obra chamada Alice no País das Maravilhas.

Uma mistura incomum de mitos, teorias conspiratórias e Lewis Caroll, Alice no País das Armadilhas pode parecer mais uma história de zumbi, mas é uma metáfora instigante de como tendemos a demonizar aquilo que não compreendemos

Alice no País das Armadilhas é mais um clássico reescrito em uma modalidade mais moderna. Onde temos nada mais nada menos que mordedores! Ou seja, Zumbis! Pessoas normais de alguma forma se tornaram mordedores após a insurreição e o mundo como conhecíamos não existe mais. Há uma guerra que se segue entre humanos e mordedores; uma luta por espaço e sobrevivência. Alice não tem qualquer lembrança do mundo como era antes, pois quando nasceu o mundo já estava repleto de mordedores e desde muito cedo aprendeu a se proteger, lutar, atirar e matar. Ela vive na Índia, ou o que restou dela e se tornou uma das melhores combatentes do grupo de sobreviventes regido por seu pai. 

“Por toda sua vida, os Mordedores tinham sido os bichos-papões da história, os monstros dos nossos pesadelos, aqueles que surgiam dos mortos para se voltar contra os humanos. Para Alice, era impossível assimilar a possibilidade de que os humanos tinham sido os responsáveis por começar tudo isso.”

Em uma de suas escoltas pela colina, aparece um mordedor com orelhas de coelho e isso acaba chamando sua atenção. O mesmo acaba sendo sugado pelo chão e ela resolve ir atrás dele entrando em locais escuros e macabros, cercados pelos monstros que todos tanto temem. Em meio ao desespero em busca de sobreviver, quando ela pensa que não tem mais jeito, eis que as coisas mudam e Alice acaba percebendo que há muito mais por detrás de tudo que aprendeu a sua vida toda e então precisa escolher um lado e lutar firmemente em busca de suas convicções e daqueles que realmente precisam dela!

A história é curta, porém intensa e cheia de reviravoltas que prendem o leitor transformando uma simples leitura em algo realmente prazeroso!


“— Quem de vocês é Alice?
— Quem está perguntando?
— E que diferença faz isso? [...] Alice respondeu:
— A diferença é que a resposta vai determinar se eu vou cumprimenta-lo com um sorriso ou com uma bala nesse seu boné ridículo.”

17 Comentários

  1. Queria muito ler, parece que é uma baita releitura e bem inteligente e diferente. E é pequena, então se for bom mesmo e prender vai ser muito gostoso de ler. Gostei bastante e espero conseguir pegar pra ler também.

    ResponderExcluir
  2. Amo essas transformações de contos classicos em histórias modernas, quero ler

    ResponderExcluir
  3. Coitada da Alice que mundo doido que criaram pra ela, achei a história meio bizarra mais parece ser interessante,gosto de clássicos infantis e esta releitura tem seu charme.
    bjs

    ResponderExcluir
  4. Nunca li nada DA Alice, nem assisti o filme. kkkk Mas pretendo.

    ResponderExcluir
  5. Sua resenha está muito boa. Bom, desde que vi esse livro entre os lançamentos fiquei interessada e pretendo ler, parece ser uma história bem diferente e como gosto de coisas relacionadas a zumbis acredito que irei gostar da história.

    ResponderExcluir
  6. Curti bastante essa história alternativa de Alice no País das Maravilhas. É uma ideia bem criativa. Ainda mais tendo a existência de zumbis *___________*
    Fiquei bem intrigado com o local onde o zumbi com orelhas de coelho vai. Quero saber que lugar é esse!!!!!!!!!!
    Espero ter a oportunidade um dia de ler essa belezura. Não tem como eu não amar essa leitura. >_<
    E que capa mais fodástica é essa? AMEI!
    Parabéns pela resenha.
    Bjs :*

    http://peregrinodanoite.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Olha, eu não sou nem um pouco fã de The Walking Dead, mas Alice no País das Armadilhas me atraiu o máximo possível. Mainak Dhar consegue retratar uma nova Alice de uma forma bem mais bizarra e mais sanguinária, um cenário de zumbis muito bem feito e cenas com muita aventura.

    ResponderExcluir
  8. Estou com esse livro aqui na estante, só esperando um tempo para ler!
    Fiquei curiosa com a sinopse, mas não estou esperando muito, não... Melhor não criar expectativas!! kkk
    beijos
    Camis - Leitora Compulsiva
    www.leitoracompulsiva.com.br

    ResponderExcluir
  9. Um tanto diferente não é? Mas acho que leria essa historia, mas o que mais me chamou atenção foi a capa que é linda.

    ResponderExcluir
  10. Oie! Nunca ouvi falar desse livro e o título contraditório já me chamou bastante atenção, além de eu ter achado a capa bem atraente.

    Mas o enredo já não foi tudo isso, nossa, odeio histórias com zumbis e mesmo você tendo feiro uma ótima resenha ressaltando pontos positivos e negativos do livro, fica pra próxima.

    P. S. Mas adorei o último quote, haha!

    Abs.

    ResponderExcluir
  11. Ótima Resenha.
    Quero muito ler esse livro, adoro contos readaptados para nos surpreender, tenho certeza que vou amar esse leitura, além de ser meu gênero literário, esse capa é maravilhosa.

    ResponderExcluir
  12. Gostei dessa releitura de Alice, nuca li livros sobre zumbis e por isso tenho interesse na leitura, fora essa capa que desde o dia em que li, me encantei.

    ResponderExcluir
  13. Fiquei bem interessada nesse livro ,desde o lançamento ,infelizmente ainda n tive a oportunidade de ler ,mas em breve u.u

    ResponderExcluir
  14. Amei esse livro, não sou afoita por zumbis, muito menos gosto de releituras, mas essa capa foi uma tentação para mim. Gostei muito do problema político e o fato de não ser massante e ao término foi realmente surpreendente, estou louca para ler a continuação que promete ser um levante daqueles, não? Com certeza foi um dos melhores livros que li em 2015.

    ResponderExcluir
  15. Oi!
    A capa desse livro foi uma das primeiras coisas que me chamaram atenção, gosto das releituras dos contos de fadas e quando vi essa mistura com zumbis fiquei interessada ainda mais sendo uma leitura envolvente e com reviravoltas se tiver oportunidade quero ler !!

    ResponderExcluir
  16. Eu me mato de rir com essas releituras que as pessoas estão fazendo de contos...Acho muito criativas hahaha Adoro histórias de zumbis, então pretendo ler sim. Ainda mais sabendo que ele é relativamente bom hahahah

    ResponderExcluir
  17. Olaaa,
    Amei a resenha eu já tinha visto o livro e achei super legal e diferente essa releitura, ainda não li nenhum livro que tivesse zumbis no meio, e espero gostar, irei dar uma chance ao livro.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.