Sinopse - O que um governo poderia fazer se pudesse viajar no tempo? Quem ele poderia destruir antes mesmo que houvesse alguém que se rebelasse? Quais alianças poderiam ser quebradas antes mesmo de acontecerem? Em um futuro não tão distante, a vida como a conhecemos se foi, juntamente com nossa liberdade. Bombas estão sendo lançadas por agências administradas pelo governo para que a nação perceba quão fraca é. As pessoas não podem viajar, não podem nem mesmo atravessar a rua sem serem questionadas. O que causou isso? Algo que nunca deveria ter sido tratado com irresponsabilidade: o tempo. O tempo não é linear, nem algo que continua a funcionar. Ele tem leis, e se você quebrá-las, ele apagará você; o tempo em que estava continuará a seguir em frente, como se você nunca tivesse existido e tudo vai acontecer de novo, a menos que você interfira e tente mudá-lo...
Viajar no tempo é algo com que os seres humanos sempre sonharam. Quem não gostaria de voltar ao passado e mudar algo que fez ou deixou de fazer ou então mudar uma atrocidade cometida contra a humanidade?
Em "Todos os nossos ontens", Cristin Terrill trabalha o tema da viagem no tempo e o perigo que ela é por estar nas mãos erradas. Conforme a sinopse explica, o mundo em que a trama se desenrola não é seguro. Essa insegurança deixa todos os cidadãos vivendo no limite, com medo constante de que sua vida seja alterada em um segundo.
Existe um personagem que tem em seu poder uma máquina do tempo, batizada de Cassandra. Esse personagem é conhecido como "Doutor" e ele tem dois prisioneiros: Finn e Em. Acontece que Em realizou algumas viagens no tempo com o objetivo de deter o doutor, porém não teve êxito. Mas ela não irá desistir e fará mais uma tentativa.
Ela e Finn retornam ao passado e nesse momento surge a história de mais dois personagens: Marina e James. Inicialmente a introdução desses dois personagens é um pouco confusa, porém, conforme a trama se desenrola, veremos que tanto Marina quanto James possuem um papel fundamental no futuro.
Marina é uma jovem despreocupada com a vida que nutre uma paixão por James, seu vizinho. Um evento decisivo na vida desses dois muda a forma como ambos encaram a vida. 
Os quatro protagonistas são marcantes: enquanto Finn e Em são guerreiros e destemidos, Marina e James tem uma visão mais ingênua e simples da vida. Isso se deve pela forma como o mundo é moldado em seus tempos e essa discrepância de personalidades combina bem com isso.

"No fundo da mente, uma voz que se parece muito com a minha fala comigo como se fosse uma memória, dizendo que sou forte e amada e tudo vai ficar bem. E, por algum motivo estranho, eu acredito nela."

"Todos os nossos ontens" é uma história marcante e bem definida, com um propósito de levantar questionamentos sobre o comportamento dos seres humanos e a forma como encaramos e agimos no mundo.
Em relação à revisão, diagramação e layout foi realizado um bom trabalho. A capa combina com a trama. 

"- Eu vou desvendar o tempo e, depois, vou consertar as coisas.
- Que coisas?
- Tudo. Vou mudar o mundo." (p. 345)

13 Comentários

  1. Acho muito boa a premissa desde livro ,quem não gostaria de viajar no tempo,não é msm .
    Faz um tempo que estou querendo ler esse livro,infelizmente ainda não tive a oportunidade:/
    Que bom que VC gostou u.u

    ResponderExcluir
  2. Nossa adoro livros que abordam o tema viagens no tempo, ainda mais sendo uma distopia, gostei de saber que o livro é de um teor reflexivo.

    ResponderExcluir
  3. A sinopse me deixou meio confusa, kkkkkkkkkkkkkkkkk Mas parece ser bom.

    ResponderExcluir
  4. Achei a sinopse bem interessante e fiquei curiosa!
    Gosto de livros meios malucos assim! kkkk
    Beijos
    Camis - Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  5. Eu não gosto de ler coisas com viagens no tempo, mas Todos os nossos ontens despertou a minha curiosidade, principalmente por conta da sua resenha. Você consegue destacar muito bem os pontos positivos do livro, a maestria em que o autor narra a história, as boas explicações e um digno final. Quero!

    ResponderExcluir
  6. Gostei da resenha.
    Porém já desistir desse livro a algum tempo, comecei a ler e não gostei, nada que fale sobre viagens no tempo e ficção científica fax meu gênero literário.

    ResponderExcluir
  7. Doida para ler esse livro! Cara achei muito bom o enredo dess historia, nao vejo a hora de ler, a capa também é linda!

    ResponderExcluir
  8. Oi!
    Esse livro está na minha lista de leitura e gostei muito da historia e achei de elementos que gosto e a autora consegui construir uma trama bem interessante e misteriosa com certeza vou ler !!

    ResponderExcluir
  9. Que livro bacana!!!
    Nunca tinha ouvido falar dele, mas parece ser ótimo, e bem escrito, além de ter máquinas do tempo, que eu adorooooo!!!
    Preciso lê-lo!!
    bjss

    ResponderExcluir
  10. Oiiee, tudo bom?
    Gostei muito da premissa do livro, parece ser ótimo, eu gosto dessa coisa de viagem no tempo, espero ter a oportunidade de ler.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  11. Todos os Nossos Ontens é o principal lançamento que desejo deste mês, ainda mais agora com sua resenha. Eu não fazia ideia que era uma distopia, meu gênero favorito também, então pude me encantar ainda mais com o livro. Todos os Nossos Ontens me cativou com a força de Em e sua boa personalidade e índole sobre os documentos e sobre si mesma. Mariana é uma personagem que detestei por sua futilidade, mas a aceitei pois é bem importante para a história. Muita expectativa sobre este livro. PS. O livro é único ou faz parte de uma série?!

    ResponderExcluir
  12. Oba, oba, oba!
    Mais um livro de viagem no tempo!!! (deve ser o terceiro diferente sobre o tema que eu vejo esse mês ahahhaha)
    Podem continuar publicando sobre isso, sério, que assim que eu puder comprar livros novamente eu vou querer comprar e ler <3

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.