Sinopse:Para Dan Crawford, 16 anos, o New Hampshire College Prep é mais do que um programa de verão – é uma tábua de salvação. Um pária em sua escola, Dan está animado para finalmente fazer alguns amigos em seu último verão antes da faculdade. Mas, quando ele chega no programa, Dan descobre que seu dormitório para o verão costumava ser um sanatório, mais comumente conhecido como um asilo. E não apenas qualquer asilo — um último recurso para criminosos insanos.

À medida que Dan e seus novos amigos, Abby e Jordan, exploram os recantos escondidos de sua casa de verão assustadora, eles logo descobrem que não é coincidência que os três acabaram ali. Porque o asilo é a chave para um passado terrível. E existem alguns segredos que se recusam a ficar enterrados.

Este livro desde a capa até o final da última linha escrita me pegou completamente! Definir em uma palavra é pouco, mas poderia escolher VICIANTE!

ASYLUM entrou para meus queridinhos na estante! Apesar de ter personagens adolescentes e ser um infanto-juvenil, não se engane, Asylum traz uma história mais complexa que remete a um passado com uma história macabra que está entranhada nas paredes de um manicômio cruel. Nos dias atuais (quando a história começa) o local não é mais um hospital psiquiátrico e sim alojamentos de uma faculdade, porém o ar sinistro permanece e é nele que o trio Dan, Abby e Jordan se conhecem e tornam-se amigos!

"A construção era de pedra - pedras de um tom cinza escuro retiradas das montanhas impiedosas. Era uma casa destinada aos que não sabiam se cuidar sozinhos, aos que ouviam vozes, tinham pensamentos estranhos e tomavam atitudes estranhas. A função da casa era mantê-los lá dentro. Os que ali entravam jamais saíam."

A ideia da faculdade é proporcionar um curso de verão para alunos que ainda cursam o ensino médio e também alunos focados que gostam de estudar e procuram se aprofundar mais dentro dos cursos que possuem aptidão! Mas o que Dan, Abby e Jordan não imaginavam é que esse curso do NHC iria trazer muito  mais que aprendizado acadêmico. As coisas parecem bem até que Dan é surpreendido logo no seu primeiro dia com uma foto sinistra em sua gaveta do quarto. Seu colega de quarto acaba instigando ele a ir até uma ala desativada nos confins do alojamento, antes conhecido como Brookline - um local destinado a "tratar" assassinos e seriais killers. Dan sente-se atraído pela história e apesar de ser um jovem correto, focado nos estudos e que não quebra as regras, logo se vê impulsionado a visitar o porão e descobrir se existe mais fotos como a que encontrou em sua gaveta. 

"Qual a origem da loucura? Uma paranoia e insegurança como a de Jordan ou uma obsessão inabalável como a de Abby? 

A partir da primeira incursão a ala desativada tanto Dan, quanto Abby e Jordan começam a mudar. A amizade complica e os sentimentos estão a flor da pele.. Dan recebe ameaças constantes e tem apagões; Abby parece estar muito sensível e Jordan completamente irritadiço! 

"Eles estão no limiar entre a genialidade e a loucura."

O trio irá ter uma experiência inimaginável e também descobrirão coisas sobre o passado que os liga as entranhas do antigo Brookline. Nada é por acaso, nem aleatório!

Eu curti muito essa leitura e foi muito complicado parar até para ir ao banheiro, mesmo imaginando quem estava por trás dos assassinatos e as motivações, não deixou de ser completamente curioso ver o desenrolar e conclusão da autora.

Durante a leitura minha mente dava voltas, pensando na loucura que estava saltando às páginas e duvidei diversas vezes da sanidade dos personagens; realmente é como se ali naquele alojamento algo modificasse as mentes de cada um deles e me deixava cada vez mais curiosa com o que estava por vir!

"A loucura é algo relativo. Depende muito do lado da grade que a pessoa está."

Posso dizer que a escrita da autora é completamente criativa e instigante e os motivos pelos quais os personagens estavam sendo direcionados também.. O final foi esperado, pois eu sabia que se tratava de uma série, então as pontas soltas existem para que possa dar gancho a continuidade (que eu já li e em breve irei resenhar aqui também!). Achei que seria algo mais terror, mais sinistro, afinal a capa é bem macabra! O livro é recheado de imagens sinistas que a  meu ver deram um ar mais realista ao que estava lendo e logo ao término descubro que são imagens reais colhidas de diversos manicômios, então a minha expressão ao ler isso foi mais ou menos assim: "Ai meu Deus! Cruzes!".

O livro não chega a ser assustador, mas tem uma pegada de suspense e tensão que salta às páginas!
Se eu recomendo? Completamente!

 





 

4 Comentários

  1. Eu tava MT a fim de ler esse livro, fiquei mais empolgada ainda dpois da sua resenha!

    www.literaturaliteral.wix.com/litblog

    ResponderExcluir
  2. Oi!
    O livro pareceu ter uma historia bem interessante e uma leitura bem envolvente, mas geralmente fujo dos livros de terror pois sou muito medrosa, mesmo esse não chegando a ser assustador !!

    ResponderExcluir
  3. Quero muito ler o livro, mas como é de terror vai ficar para depois.
    Como não tinha lido a sinopse antes e nem resenha, não sabia o que esperar, mas gostei da resenha.

    ResponderExcluir
  4. Não gosto de terror, eu fico MESMO com medo, então melhor ler só depois

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.