Sinopse - Aos 38 anos de idade, Carolina Borges achava que tinha a vida perfeita. Casada com Miguel, era feliz mesmo sem ter realizado o sonho da maternidade. No entanto, a convivência com o marido e seu bom desempenho profissional a deixavam satisfeita e segura. O destino lhe prega uma peça e, sem esperar, ela vê sua vida se modificar significativamente. Seu casamento chega ao fim, e sua carreira como terapeuta ocupacional, que sempre lhe proporcionou alegrias, passa a torturá-la. Isso acontece quando o jovem arquiteto Alexandre Bastos entra em seu consultório pela primeira vez, despertando em Carol sentimentos conflituosos que a farão repensar seus valores e a obrigarão a sair de sua zona de conforto para se arriscar em terrenos desconhecidos que poderão colocar em risco sua própria vida. Permeado por traições e intrigas, Amor de cordel é um romance contemporâneo que traz à tona assuntos do universo feminino, além de despertar a paixão até nas mulheres mais modernas e independentes.


A trama é narrada em primeira pessoa pela protagonista Carolina. Carolina é uma mulher de 38 anos de idade, terapeuta ocupacional e que logo no primeiro capítulo, relembra os acontecimentos de outubro de 2009. Ela e seu marido Miguel moravam na zona leste de São Paulo, quando em uma sexta-feira, Miguel chega em casa e termina com o seu mundo.

"- Eu nunca me senti atraído por nenhuma outra mulher desde que nos casamos, mas eu conheci essa garota que mexeu comigo. Achei que fosse apenas atração física, que se eu me esforçasse conseguiria resistir, mas foi inútil. Eu... eu estou apaixonado e quero me separar de você." (p. 09)

Carolina, em primeiro momento, sente-se perdida, mas logo entende que ficar deprimida não irá adiantar nada. Ela mergulha em seu trabalho como terapeuta ocupacional e ao mesmo tempo, dedica-se em melhorar sua auto-estima, procurando aulas de balé e preocupando-se com seu bem-estar.
A autora discute muito bem a profissão de terapeuta ocupacional. Talvez por ter formação na área, seu conhecimento fica claro e o texto fica fluido. Andrea Marques aproveita sua obra para realizar uma reflexão crítica sobre o atendimento oferecido no sistema público quando comparado com as clínicas particulares e a importância do profissional na recuperação dos pacientes.
A protagonista é tímida, bonita e introspectiva. Não tem amigos íntimos, tem dificuldades para socializar e é tranquila. Sua vida gira em torno do trabalho e de suas aulas na academia, onde ela externaliza um pouco de sua personalidade e sonhos.
Carolina trabalha em uma clínica particular e um amigo do dono precisa de atendimento. Alexandre Bastos é um homem de 27 anos, rico, bem-sucedido e que vive a vida no limite, praticando esportes de risco e se aventurando sempre que possível. Ao conhecer Carolina, sente-se extremamente atraído por ela e tenta chamar sua atenção. A protagonista, por sua vez, mantêm-se quieta, apesar de ter discussões consigo mesma sobre as sensações que tem na presença de Alexandre. 
Alexandre é paciente e utilizará suas sessões para ganhar espaço na vida de Carolina, mas nem tudo são flores. Quando os dois começam a ter algo, tornam-se alvo de intrigas e armações para separar os dois.
"Amor de Cordel" é um romance contemporâneo, repleto de sentimentalismo e cheio de altos e baixos.
Em relação à revisão, diagramação e layout foi feito um bom trabalho. Existem erros de digitação e grafia, mas nada que interfira na compreensão do texto. No início dos capítulos, existem detalhes, assim como nos rodapés.





5 Comentários

  1. Oi.
    Achei bem interessante a premissa do livro, um pouco clichê mas ainda muito interessante, essa do rapaz mais novo não me convenceu não, mas achei legal.
    O sistema de saúde pública é muito crítico realmente.
    Boa Tarde.

    ResponderExcluir
  2. Oi!
    Olha, o título já me faria correr o mais rápido possível pra longe do livro! Hahahha, deixa eu explicar: eu lembro das minhas aulas sobre cordel na época de colégio e eu odiaaaava a professora, a matéria, tudo! Acho que fiquei traumatizada com o assunto hahah. Mas ao ler a sinopse, percebi que a história é muito interessante, apesar de um pouco clichê, como a Marlene disse. Acho bem fofo quando colocam esses detalhes nas páginas, as vezes fico analisando antes de começar o próximo capítulo. Parece que dá uma aliviada na leitura e você pega fôlego pra continuar. Sou louca? Talvez. Mas sim, gosto de desenhinhos nas páginas hahaha.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Oi,
    Gostei da estória, sinopse, a capa está linda e amei os detalhes. Gosto quando os livros trazem problemas reais (como problemas no casamento) mas fico triste quando eles acabam, eu tenho na cabeça que casamento é para sempre e que tudo pode ser conversado e resolvido. Sim, sou casada e tenho isso como um fundamento no meu lar.

    ResponderExcluir
  4. Confesso que não sou muito fã do gênero ,e por mais que o livro seja interessante ,não curti muito o enredo.

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    Achei bem interessante o tema abordado pela autora e as reflexões que ela faz, achei a historia diferente principalmente por discutir sobre esse fim de relacionalmente e por trazer os problemas que se encontra em uma relação !!

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.