Scott Westerfeld, autor da série Feios, retorna em mais uma aventura de tirar o fôlego.
Darcy Patel escreveu seu primeiro livro em um mês. Não muito tempo depois, se mudou para Nova York, para realizar o sonho de viver de escrever. Lizzie se prepara para mais uma viagem de avião, até terroristas invadirem o aeroporto e começarem a atirar em todos. Desesperada, Lizzie se joga no chão. Eu estou morta, eu estou morta... No fim, está tão convencida de pertencer ao lugar dos mortos que acaba atravessando a fronteira do além-mundo. Darcy criou Lizzie. A menina de Além-mundos é sua protagonista. Enquanto Lizzie se vê cada vez mais envolvida nos assuntos dos mortos e do submundo, Darcy luta para se manter no paraíso do YA, na Big Apple, e quanto mais Darcy aprende e amadurece, mais a história de Lizzie também cresce. Ou seria o contrário? Sempre atravessando as barreiras entremundos, as duas irão se redescobrir, se reescrever e explorar os infinitos mundos dentro de si mesmas.



Uma leitura fascinante que traz duas histórias paralelas dentro de um mesmo livro, com personagens distintas, mas que se encontram em diversas questões que precisam lidar ao longo de suas jornadas. 

Uma é Darcy, uma adolescente de dezessete anos que durante um novembro conseguiu escrever e concluir seu primeiro livro: Além-Mundos usando um Deus de sua própria religião, mas criando aspectos e características diferentes, criando um mundo completamente novo e particular. E logo se vê assinando um contrato para publicação não apenas desse livro, como do volume dois que sequer começou a escrever. Ela precisa lidar com seus pais que desejam que vá para a faculdade, além de serem bastante protetores, enquanto amadurece como pessoa, como escritora e descobre coisas novas sobre si mesma que sequer imaginava antes de isso tudo acontecer. Ela acaba se tornando uma das autoras jovens com um contrato que rende muito dinheiro e causa estranhismo entre alguns autores YA que durante os primeiros contatos acabam, com seus comentários levantando ainda mais insegurança em Darcy. 

Em contrapartida temos a história de Além-Mundos (livro de Darcy) onde conheceremos Lizzie que logo de cara passa por um trauma sem igual quando está em uma sala de espera de aeroporto que é invadida por um grupo que sai atirado em todos. Ela se vê entre a vida e a morte, agindo como em câmera lenta, liga para a emergência e recebe um conselho que muda tudo. A telefonista sugere que ela vá a um lugar seguro e quando ela diz que não há essa possibilidade, sugere que ela se faça de morta. A partir daí Lizzie se joga no chão com tudo batendo a cabeça e pede tanto para estar morta e passar despercebida pelos atiradores que acaba indo parar em Além-Mundos onde encontra um mundo escuro e que apesar de suas cores acinzentadas possui nuances que tocam a alma. 
Ela encontra Yamaraj que é um Deus da morte (no começo ela não sabe disso) apenas toma conhecimento que ele é um psicopombo, ou seja, alguém que não está morto, mas pode transpassar a barreira do Além-Mundos e adentrar assim o submundo ou mundo dos mortos. A partir daí muitas descobertas sobre o passado de sua família, o que é ser uma psicopomba e que tipo de poderes irá acompanhar essa nova descoberta, assim como uma paixão entre Lizzie e Yamaraj.

Ambas as personagens passarão por longos períodos de descoberta, incertezas, paixões e um profundo amadurecimento. As histórias são incríveis e Scott Westerfeld mais uma vez encanta completamente mostra a que veio!

A palavra para esse livro é "fascinada".









3 Comentários

  1. Nossa, parece que o autor esbanja criatividade! Adorei a resenha, caramba, estou apaixonada pela história. Parece ser muito complexo e ao mesmo tempo simples e encantador. Com certeza estará entre minhas próximas leituras ♥

    ResponderExcluir
  2. Oi.
    Ainda não tive a oportunidade de ler esse livro, apesar de achar a sinopse bem interessante. Já li algumas resenhas a respeito do mesmo e nem sempre foram muito positivas sobre a obra. Mas lendo a sua, sinto mais entusiasmo para conferir esse enredo, pois você escreveu coisas boas sobre a obra. Acredito que seja uma leitura que realmente vale a pena! Obrigada por sua dica. Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Parece ser bem legal esse livro, essas histórias paralelas são interessantes, por que se o autor não souber escrever o livro, fica muito ruim, difícil de entender e muito casativo. Mas esse livro parece valer a pena.

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.