Sinopse - Enzo, Mila e Dan são três adolescentes com deficiência que acreditam ser possível competir em iguais condições com os demais atletas olímpicos. Enzo é surdo e treina na modalidade tiro com arco. Mila tem glaucoma de nascença e treina na ginástica artística, enquanto Dan usa uma prótese na perna esquerda para treinar no atletismo. De uma forma inesperada, após o contato com uma luz misteriosa, eles são transportados para um mundo fantástico chamado Oykos, parcialmente dominado pelo Dragão Ponéros. Enquanto tentam encontrar as respostas e o caminho de volta para casa, eles precisarão enfrentar os perigos que surgem durante a jornada. Seres das trevas, chamados Éktros tentarão impedi-los de chegarem ao único local capaz de fornecer as respostas que precisam: a Terra de Adelphia. Em Oykos os preparativos para os Jogos da Liberdade estão a todo vapor. Apesar do nome positivo, os Jogos são mortais e o seu resultado pode alterar o destino de todos os habitantes daquele mundo. Enquanto isso, os rumores de que um evento chamado “A Revelação” estaria prestes a acontecer e acabar com o domínio do dragão, tornam o cotidiano dos Oykanos tenso, gerando grande instabilidade entre as Terras. Adelphos é uma saga de tirar o fôlego, repleta de aventuras, surpresas, reviravoltas e mistérios que prendem o leitor da primeira à última página, ao mesmo tempo em que o leva a refletir sobre dilemas e conflitos do mundo real.



Adelphos é o primeiro livro da série e tem como protagonistas três jovens: Mila, Enzo e Dan. Os jovens não se conhecem e vivem em locais diferentes do Brasil, mas tem muito em comum. Mila tem treze anos de idade e um problema de visão; Dan tem quinze anos e perdeu uma perna em um acidente e Enzo tem catorze anos e é surdo. Além disso, todos são esportistas e possuem habilidades incríveis em suas categorias. Eles também possuem problemas familiares que os relembram diariamente de suas “deficiências”. 

Em paralelo as suas histórias, conhecemos Oykos, um local que está sofrendo com a tirania de seu soberano. O povo, que vive oprimido, guarda em seus corações a esperança de que surgirá alguém que irá libertá-los e quando os rumores de uma antiga lenda começam a ressurgir, o temível o Dragão Ponéros irá fazer de tudo e derrubará a todos que fiquem em seu caminho... 

O que deveria ser um dia normal para Mila, Enzo e Dan transforma-se em algo mágico quando eles são transportados para Oykos. Enzo irá para Agrótis, onde conhecerá outras pessoas com habilidades semelhantes as suas; Mila vai parar em Pólemos onde terá que enfrentar o Conselho e ficará sobre a tutela de Polimeu e Dan aparece no Porto de Neró e irá observar as dificuldades do povo. Enquanto os três passam por inúmeros obstáculos e conhecem diferentes povos, as lições aprendidas serão essenciais para a sobrevivência do trio. Para conseguirem voltar a Terra, eles precisam chegar em Adelphia, mas a missão não será tão fácil assim. 

O autor criou um mundo fantástico, onde cada terra tem suas características próprias, cada povo uma cultura única e cada aventura é uma preciosa lição de superação e compreensão. Os protagonistas são jovens que prosperam diante das adversidades. Por conta das limitações impostas pela sociedade, eles aprenderam a se adaptar e superar as expectativas que as pessoas colocam neles. 

Os leitores que amam jornadas e aventuras irão se deliciar com essa obra. Temos perseguições de criaturas gigantes, monstros nunca antes vistos, anões, arqueiros e muito, muito mais. Mas não é apenas um livro de aventura. Cada personagem novo que surge, traz uma lição preciosa sobre a bondade, a esperança e a lealdade. 
" - Hoje muitos estão valorizando mais o que as pessoas fazem - seu trabalho, ou possuem - seus bens, e o caráter tem ficado em segundo plano. Se alguém faz algo que gere conhecimento, ou mostra boas posses são valorizados, independentemente do seu coração. Para nós, Dasossis, o que mais importa é quem somos, não o que fazemos ou possuímos - esclareceu Zeqy". (p. 173)
Em relação ao trabalho editorial, o livro está impecável. A revisão, a diagramação, o layout e a capa estão impecáveis. A obra é cheia de detalhes internos como imagens e mapas que enriquecem ainda mais o conteúdo.

“Adelphos” é um livro inspirador. Não importa a idade do leitor, ele irá se encantar por esses personagens tão carismáticos e apaixonantes. É uma história de superação, mas também de amizade. A escrita do autor M. Pattal é leve e fluida, com uma delicadeza perfeita para passar os medos e anseios desses jovens e representar suas esperanças por um mundo melhor. Os personagens são ricos e complexos e suas inseguranças e sonhos os tornam muito reais. Uma leitura obrigatória para os fãs do gênero.
"- Todos nós estamos esperando alguma coisa na vida, mas o segredo é você administrar o tempo corretamente enquanto aguarda - disse Honar. - Gastar o tempo com ansiedade não é nada produtivo. A ansiedade não vai gerar o que você está esperando. Pode estar certa disso. Na verdade, ela dará a falsa sensação de que o tempo de espera é bem maior". (p. 220)

Estou deixando algumas fotos de detalhes internos do livro, para vocês conferirem o trabalho incrível realizado!









Apaixonado por Literatura desde os 9 anos de idade, quando leu seu primeiro livro, M. Pattal teve dois Romances publicados pela Série Promessas (A Promessa e O Passo) e costuma dialogar em suas obras, através de uma linguagem simples, temas do cotidiano juvenil. Casado com Sandra e pai de Helena, o autor mora em São José dos Campos – SP. Adelphos é seu primeiro livro de Fantasia.
 





3 Comentários

  1. Nossa gostei muito do livro, autores brasileiros também têm muito talento! O fato de sere uma ficção fantástica já torna mais incrível, além de abordar o tema de superação e amizade. Espero ler um dia essa estória ♥

    ResponderExcluir
  2. Fico indignada com a criatividade de alguns autores hahaha. Acho que por isso gosto tanto de histórias de fantasia, por imaginar como eles pensaram em cada detalhe exposto nas linhas e usando as palavras certas. Fico mais feliz ainda quando vejo que é leitura nacional. Vou incluí-lo na minha lista do desafio, mal posso esperar para lê-lo ♥

    ResponderExcluir
  3. Não faz muito meu estilo de livros, mas tenho que reconhecer que os escritores nacionais estão de parabéns, com tantos livros de qualidade e criatividade.

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.