Sinopse - Embora Jonah tenha sobrevivido ao Massacre do Monte dos Espinheiros, um ataque brutal ocorrido em uma próspera comunidade Weir no Brasil, não saiu ileso: como os outros sobreviventes, ele possui dons mágicos especiais que o diferem dos membros das ordens convencionais. Aos dezessete anos, tornou-se o assassino mais mortífero da Dulcamara, uma rede de caça a mortos-vivos. Emma Greenwood cresceu a quilômetros dessa realidade. Criada pelo avô, que lhe ensinou mais sobre música do que sobre magia, teve sua vida transformada na noite em que o viu morrer. Ele deixou um bilhete alertando que ela poderia correr perigo, com algumas pistas que a levaram a Jonah e a um legado cheio de segredos e muitas perguntas. Juntos, Jonah e Emma irão em busca da verdade sobre o Monte dos Espinheiros e sobre quem planejou o grande massacre. Enquanto isso, terão que correr contra o tempo, pois crescem a preocupação e o medo de que o inimigo ataque novamente. No quarto e último livro da saga Herdeiro, todas os mistérios serão desvendados.


O livro é narrado em terceira pessoa e segue a perspectiva de dois personagens: Jonah Kinlock e Emma Claire Greenwood. No prólogo somos levados ao Monte dos Espinheiros, no Brasil, onde existe uma comunidade weir formada por diversas famílias. Jonah é um garotinho de apenas sete anos de idade, que acorda sentindo-se mal e se depara com um cenário saído de um filme de terror: todos ao seu redor estão quase morrendo ou morreram. Ao procurar sua família percebe que apenas seu irmão Kenzie encontra-se vivo, mas mesmo assim, em condições mais do que peculiares.
Dez anos se passaram e o evento ficou conhecido como o Massacre do Monte dos Espinheiros. Apenas algumas crianças sobreviveram e elas desenvolveram habilidades diferentes das conhecidas pelo mundo mágico. Esses sobreviventes acabaram criando uma classe própria e são conhecidos como savants.
"- Todos os adultos morreram, mas algumas das crianças sobreviveram. Acho que tínhamos mais habilidade para reparar os danos.... Nós sobrevivemos, mas fomos alterados. Acho que dá para nos chamar de mutantes mágicos....A gente prefere o termo "savants". Você sabe, alguém com um talento ou dom único e de foco estreito." (p. 389)
Jonah agora é um jovem de 17 anos, com uma habilidade única e letal. Tornou-se um dos principais assassinos da Dulcamara, uma sociedade formada pelos sobreviventes que caça os Sombras. 
"Embora não fossem substanciais o bastante para atacar alguém fisicamente, as sombras incorpóreas eram capazes de, causando sustos nas pessoas, levá-las a cair de grandes alturas ou entre carros em movimento na rua. A meta de cada sombra era adquirir um hospedeiro - possuir um cadáver fresco no qual pudessem passear por aí. Experimentar o mundo. Matar o próximo hospedeiro, já que cadáveres frescos nunca permaneciam frescos por muito tempo. Assim, até as sombras corpóreas andavam sempre à caça de novos hospedeiros." (p. 60/61)
Em um de seus resgates, Jonah escuta uma conversa importante entre Rowan DeVries (líder da Rosa Negra), Jessamine Longbranch e Geoffrey Wylie. Essa conversa deixa claro para o jovem que existem mais coisas no massacre do que contaram a ele e que os sobreviventes, que agora se encontram no Ancoradouro, estão em perigo.
Conforme a trama se desenrola, o leitor é levado a realizar uma investigação mais profunda junto com Jonah. Pequenas pistas são dadas no decorrer da obra e serão fundamentais para descobrir o que realmente aconteceu na comunidade brasileira.
Jonah é determinado, inteligente e focado, mas ao mesmo tempo é muito solitário, mesmo estando rodeado de tantas pessoas e amigos. Muitas vezes passa a impressão de que sente-se deslocado, sem saber seu lugar no mundo. Os únicos momentos em que vemos seus reais pensamentos e sentimentos são em suas letras de músicas.
Paralelamente temos a história de Emma, uma jovem de 16 anos que vive com o avô Sonny Lee, uma lenda da música de Memphis de 73 anos de idade. Sonny Lee não passou apenas o amor pela música, mas sua independência e ensinamentos, pois Emma é uma talentosa artista na construção de guitarras. Sua vida anda muito bem até o momento em que Sonny Lee morre e deixa uma carta estranha para ela, dizendo que ela precisa procurar um estranho chamado Tyler Boykin e sair o mais depressa possível de Memphis, pois está em perigo. É quando Emma vai para Cleveland Heights procurar Tyler que sua vida dá uma guinada, pois envolve-se no mundo weir. Segredos sobre a sua infância são revelados e a jovem se encontra no meio de uma guerra milenar.
O livro é repleto de novos personagens que são do núcleo do Ancoradouro. Temos Natalie, uma habilidosa curandeira, Moses, um jovem capaz de prever mortes e muitos outros personagens interessantes. Junte a eles o retorno de alguns personagens queridos, como Jack Swift, Ellen Stephenson, Leesha Middleton e Madison e a obra se torna uma deliciosa aventura, totalmente inesquecível.
Em relação à revisão, diagramação e layout a editora realizou um ótimo trabalho. A capa combina com a capa dos livros anteriores e a revisão foi muito bem feita. Infelizmente, não há orelhas nas capas.


Confiram as resenhas dos livros anteriores
1. O Herdeiro Guerreiro - aqui
2. O Herdeiro Mago - aqui
3. O Herdeiro Dragão - aqui

3 Comentários

  1. Não conhecia a série desse livro mas como é de aventura, me deu vontade de ler! =3
    A capa representa bem a história mas acho que poderia ter mais detalhes e outros tons de cores. Mas o conteúdo parece bem interessante de ler, ainda mais que é retratado no Brasil.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Carol.
    Ainda não conhecia essa história, mas me pareceu ser muito interessante!!
    beijos
    Camis - Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  3. Gosto muito de séries, mas essa não encheu meus olhos, não tem a capa chamativa que chama a atenção.

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.