Sinopse - Sara tem 28 anos e nunca saiu da Suécia — a não ser através dos (vários) livros que lê. Quando sua amiga Amy, uma senhora com quem troca livros pelo correio há anos, a convida para visitá-la na cidade de Broken Wheel, Iowa, Sara decide se aventurar. Mas ao chegar lá, descobre que Amy faleceu. Sara se vê desacompanhada na casa da amiga, em uma cidade muito pequena, e começa a pensar que talvez esse não seja o tipo de férias que havia planejado.Com o tempo, Sara descobre que não está sozinha. Nessa cidade isolada e antiga, estão todas as pessoas que ela conheceu através das cartas da amiga: o pobre George, a destemida Grace, a certinha Caroline e Tom, o amado sobrinho de Amy. Logo Sara percebe que Broken Wheel precisa desesperadamente de alguma aventura, um pouquinho de autoajuda e talvez uma pitada de romance. Resumindo: a cidade precisa de uma livraria.


"A Livraria dos finais felizes" é uma obra que tem uma premissa muito interessante, mas que deixa a desejar no desenvolvimento.
Sara é uma sueca de 28 anos de idade, introspectiva e reservada, que não tem muitos amigos, mas nutre uma grande paixão pelos livros. Pode-se até mesmo dizer que sua vida é monótona, pois a maioria dos seus dias são passados sozinha, apenas em companhia dos personagens dos livros. Durante uma venda de livros pela internet, ela conhece outra amante de literatura: a Amy. Amy é uma senhorinha que vive em Broken Wheel, uma pequena cidadezinha no Iowa, onde todo mundo se conhece e todos sabem sobre a vida de todos. As duas começam a trocar cartas, onde falam dos livros e autores favoritos, fazem sugestões uma para a outra e Amy ainda vai descrevendo sua cidade e seus moradores. Nessas cartas, Amy também vive convidando Sara para visitá-la e ficar hospedada em sua casa. 
Quando Sara perde o emprego, ela decide que precisa de uma aventura e aceita o convite de Amy, mas ao chegar em Broken Wheel, ela é recepcionada com a notícia de que Amy faleceu há pouco tempo. Sozinha, em outro país e rodeada de estranhos, a protagonista descobrir qual será o seu próximo passado. Mas eles não são realmente estranhos. Ela os conhece graças à Amy, que fez questão de contar sobre suas vidas, seus medos e desejos. Broken Wheel é uma cidade que está desaparecendo. Os comércios estão fechando, os moradores se mudando em busca de emprego e a escola fechando por falta de alunos. Porém existem aqueles cidadães que passaram toda a sua vida em Broken Wheel e fazem questão de permanecer por lá.
A presença de Sara na cidade é uma lufada de ar fresco. Uma jovem de outro país que é um ótimo partido. Alguns moradores irão fazer de tudo para que ela se sinta bem-vinda e quem sabe, decida viver por ali. Enquanto Sara vai descobrindo verdadeiros laços de amizade, ela decide que a cidade precisa de uma livraria, um local onde os sonhos vivem e as esperanças são constantemente renovadas.
O livro é uma história de esperança e anseios que gira em torno de muita literatura. A autora cita vários autores e suas obras e cria um universo literário dentro do seu universo, deixando a atmosfera encantadora. Apesar de toda essa ambientação, algumas situações são extremamente forçadas, como a tentativa de colocar um par romântico para a protagonista. Digo tentativa porque não existe química, faísca e nem mesmo uma sensação de afinidade entre os dois personagens.
A obra também tem alguns clichês, mas que são relevados graças a ao sentimento de renovação que a trama transmite.
Em relação à revisão, diagramação e layout a editora realizou um ótimo trabalho. A capa é fofa, chama a atenção e combina perfeitamente com a história.






10 Comentários

  1. Esse livro tem uma premissa mais do que interessante, mas uma coisa que vocÊ disse, várias resenhas tem dito o mesmo: o desenvolvimento ficou um pouco para trás, infelizmente. Ainda assim, estou louca pra ler e saber como os clichês foram colocados. A capa é super fofinha.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito da sinopse desse livro que desperta muito o interesse aos amantes de livros, afinal um livro que fala sobre livros, com as diversas citações literárias, garante uma leitura envolvente, mesmo com um romance clichê.
    Apesar de ser uma leitura sem muitas reviravoltas, esses personagens cativantes garantem uma leitura divertida, leve e despretensiosa. Vou querer ler sim!
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Infelizmente o livro não me chamou atenção, então não fiquei com vontade de lê-lo um dia. A premissa parecia ser bacana, porém não me instigou a ler.

    ResponderExcluir
  4. Já tinha visto esse livro em algum lugar, e ele está na minha lista. Não é prioridade, mas quero ler sim!

    ResponderExcluir
  5. Achei super bacana a ideia do livro, sobre trabalhar bastante com literatura, mas que pena que ele acabou deixando a desejar, por hora não pretendo ler ele.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  6. Oi, Carolina!
    A capa desse livro é muito bonita, alegre!Gosto desse jogo de cores. Se tiver oportunidade, quero conferir essa história! Até mesmo porque o tema é bem divertido. Sua resenha está muito bem explicada. Obrigada. Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Eu gostei muito da resenha, até porque há alguns anos me correspondi com uma senhora por meses, conversávamos sobre tudo,até que um dia sua filha me ligou para falar do seu falecimento. Esse livro me fez lembrar disso, com certeza quero muito ler.

    ResponderExcluir
  8. Oi!
    Achei a ideia do livro bem interessante, mas como recentemente peguei alguns livro com premissas bem interessantes porém com peguei alguns livros com premissas interessante e o desenvolvimento deixando a desejar fiquei com apé atras sobre esse livro, mas quem sabe futuramente não acabo lendo !!

    ResponderExcluir
  9. Nossa,gostei muito da história criada pela autora. Apesar de me parecer ser um livro clichê, gostei dessa mudança na vida da personagem Sara.
    Mas o que me decepcionou, foi saber que o romance não tem química. Acho que seria o ponto mais forte do livro.
    Uma pena!

    ResponderExcluir
  10. Eu tinha muitas expectativas com esse livro, principalmente pela autora enriquecer a obra com livros inventados, e eu adoro cenários como biblioteca. Mas é uma pena que o romance seja forçado, já que o casal não tem química, talvez em breve eu leia, mas esperando menos.

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.