Sinopse - “Vocês já ouviram falar naquele ditado de que tudo o que vai, pode voltar? Então, vou lhes contar uma história e quem sabe assim poderão entender melhor as minhas palavras...”. Em um passado não muito distante, a natureza decidiu varrer a humanidade da face da terra e assim deu-se início a um período de horror e devastação. Porém, uma pequena parcela da população sobreviveu, mostrando que não iriam desistir tão fácil. Adaptando-se ao ambiente que se tornou radioativo, os humanos lutam pela sua sobrevivência, rendendo-se a um governo opressor que se formou a fim de restaurar a ordem, mas será que em meio ao caos é possível se ter ordem? Um grupo “rebelde” acredita que não e eles são conhecidos como Os Filhos da Natureza. Sam, um garoto aparentemente normal, que vivia na Aldeia apenas como mais um trabalhador humilde a lutar pela sua sobrevivência, descobre coisas inacreditáveis ao receber uma missão de seu pai. Tais coisas podem mudar o futuro de toda a Nova Era. Será que ele vai conseguir dominar aquilo que está dentro de si? Será que Sam é um verdadeiro Filho da Natureza? Aventure-se por estas páginas e descubra junto com Sam que, para superar desafios, é preciso lutar e ser persistente.

O prólogo é narrado em primeira pessoa e se passa em 15 de outubro de 2114, quando a narradora recebe seu namorado em casa e o mundo muda em um estalar de dedos.
"Antes que possamos nos mexer, o chão todo começa a tremer e a se abrir sob nossos pés. Não consigo segurar meu grito. O teto racha em cima de nossas cabeças, derrubando pequenas pedras por toda a sala. Água começa a sair da rachadura, caindo bem em cima do meu pai e queimando toda a carne de seu rosto. Grito mais uma vez horrorizada com as feridas que se transformam rapidamente em bolhas de sangue..." (p. 09)
Pelo prólogo, percebe-se que o mundo passou por uma grande mudança. E é pela perspectiva de Sam, o protagonista do livro, que observamos essa mudança cinquenta anos depois, no ano de 2050.
"Depois da Devastação, (nome dado a uma série de desastres naturais que ocorreram durante um dia, há aproximadamente 50 anos atrás), as pessoas que sobreviveram, ou seja, os ricos que podiam fugir para as pequenas cidades longe do litoral ou entrar em seus abrigos no fundo da terra, e as pessoas normais que não estavam no lugar errado e na hora errada, agruparam-se em uma das poucas, se não a única, cidade sobrevivente que recebeu o nome de Suvers... Os comerciantes ficaram com as poucas casas do centro ao redor dos prédios e com o que restou dos comércios. Uma linha imaginária foi criada entre essas pessoas e o restante da população sobrevivente. Soldados e cercas de arame farpado separavam a metade, agora intacta da cidade, das casas mais simples... Nós denominamos esse conjunto de Aldeia". (p. 16)
Sam é um jovem que vive em um planeta após a Devastação. Tudo o que ele conhece baseia-se nessa nova realidade, onde vive com seus pais na Aldeia e trabalha como carpinteiro ao lado do pai desde os seis anos de idade. Sua vida é o que se considera normal: tem bons pais, seu melhor amigo Bryan e ele se envolvem em traquinagens e volta e meia precisa tomar cuidado com as "Coisas".
"Coisas" era como nos referíamos às pessoas que foram deformadas pela radiação. Eles eram expulsos da Aldeia por se tornarem um tanto agressivos, então viviam escondidos na floresta e normalmente só saiam após o pôr do sol. Havia boatos de que eles se tornaram canibais, mas ninguém ficava fora de casa depois do anoitecer para descobrir". (p. 13)
Sua realidade é virada de ponta cabeça quando soldados aparecem em sua casa e ele e sua mãe precisam procurar ajuda com os rebeldes, um grupo que luta clandestinamente contra o governo opressor. É a partir desse ponto que o protagonista descobre algumas verdades sobre si mesmo e sobre o mundo que ele achava que conhecia.
O livro é uma aventura e tanto, escrito com maestria. O cenário criado pela autora Isis LMJ é impactante (afinal de contas, a natureza é uma força admirável) e os eventos pós Devastação são surpreendentes. O enredo tem ação, aventura, um governo opressor e personagens que lutam pelo seu ideal. Uma trama completa e bem desenvolvida, com coesão do início ao final do livro.
Sam é um protagonista carismático, que tem uma personalidade forte e o anseio de descobrir a verdade. Ele e o leitor fazem as descobertas juntos e suas reações direcionam as emoções do leitor.
Em relação à revisão, diagramação e layout a editora realizou um trabalho espetacular. A capa é linda e chama a atenção.



5 Comentários

  1. Olá,esse livro é de tirar o fôlego!
    E a história, não é nem um pouco difícil de acreditar. Não há muito o que fazer, quando a natureza se rebela...

    Bem,me parece um livro cheio de ação e aventuras,o que me agrada bastante!
    Assim como também fiquei curiosa com o desfecho dessa história.
    Com toda certeza,nada será como antes.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Carolina!
    Já conhecia o livro, porém a sinopse não me chamou muito a atenção. Mas agora, lendo sua resenha, tão bem detalhada, vi como é interessante essa história! E tão cheia de aventura e emoções diversas. Espero poder conferir em breve!
    Sua resenha está ótima! Obrigada pela dica.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Oi, tudo bom?
    Não conhecia o livro ainda, mas confesso que ele não me interessou, parece ser um boa historia, e gosto de livros que são bem escritos, quem sabe mais para frente eu venha a dar uma chance ao livro.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  4. Não achei a capa tão chamativa, mas a història é bem legal. Gosto de histórias futuristas, viajo muito.

    ResponderExcluir
  5. Obrigada pela opinião fico feliz que tenha gostado!

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.