Sinopse - Elizabeth Ann Willams é uma garota rica e bem-sucedida da cidade de Nova York, onde é dona de uma famosa consultoria de arquitetura junto com suas amigas. Liza ama o trabalho e a cidade, mas agora precisará deixar tudo de lado por uns tempos para ir ao casamento da mãe com o famoso empreendedor irlandês Arthus Blinner III, que será realizado na praia onde costumavam passear quando seu pai ainda estava vivo. Brady Blinner é o filho mais novo de Arthus. Sua vida se baseia em trabalho, luxo e mulheres. Ele namora uma top model e tem a vida perfeita. Mas, apesar de sua namorada deixá-lo livre para se aventurar com outras mulheres, Brady sente que ainda falta algo. Isto é, até ele conhecer Liza. Ela é jovem, linda e inteligente, e não está disposta a se entregar a ele como as outras, o que faz com que Brady a deseje ainda mais. Não pelo desafio, mas pela inegável atração entre os dois, algo novo e surpreendente. Em meio a tantos medos e riscos, Liza será capaz de se deixar envolver por um homem incerto? Ou deixará de viver um grande amor para proteger seu coração?


A história é narrada em primeira pessoa com a perspectiva dos dois protagonistas: Ann e Brady. Ann está se preparando para o casamento de sua mãe Barbara, uma mulher adorável que sofreu muito com a perda de seu primeiro marido para o câncer de esôfago.
Liza/Ann tem 24 anos e uma firma de arquitetura com as duas amigas em Nova York. Karen Louise Anderson, filha de um dos homens mais ricos dos EUA e Susan Miller, a garota nerd da faculdade. A protagonista é leal ao extremo com aqueles que ama e tem uma amizade verdadeira com as sócias e com sua mãe.
"Minha mãe quer se casar em Cancún. Depois de um longo período deprimida, ela, finalmente, encontrou um novo amor e eu vou apoiá-la, pois o Sr. Arthus é um homem honesto. É um coroa muito bonito. Mesmo com cinquenta anos, está em ótima forma e é super legal comigo, sempre muito divertido. Mas o principal é que ele ama a minha mãe. Ele perdeu a esposa oito meses atrás, em um acidente de carro e tem seis filhos. Sério, quem tem seis filhos hoje em dia?" (p. 11)
O Sr. Arthus será o novo padrasto de Liza. Um irlandês com seis filhos, o que deixa a protagonista com seis meio-irmãos. Os meio-irmãos: O mais velho é Nicholas, o Nic, tem 32 anos e é advogado; Lucky, 30 anos e cirurgião plástico; Jason tem 29 anos e é administrador da empresa têxtil; John tem 27 anos e dono de um cassino em Las Vegas; David, 26 anos e viaja bastante e Brady tem 25 anos e é playboy.

Todos os filhos dele estão de acordo com o casamento, exceto Brady, que fica acusando o pai e Barbara de terem tido um caso enquanto sua mãe estava viva. Brady é o filho mais novo e o playboy da família. Em um relacionamento aberto por anos com Samantha/Sam, uma modelo deslumbrante, ele não tem pudor em se relacionar com diversas mulheres ao mesmo tempo. Inclusive ao chegar em Cancún, já começa o seu jogo de sedução com as mulheres. Porém, uma deles se destaca, uma mulher que parece uma fada e que sem ao menos ter conversado com ele, despertou sentimentos possessivos, inclusive capazes de fazê-lo discutir com David, seu irmão e melhor amigo.

Liza ouviu as histórias sobre Brady e sabe que ele tem uma namorada, apesar de que fidelidade não está em seu repertório. Tudo o que ela quer é se manter distante, mas a atração entre os dois é magnética e a jovem, mesmo sendo reservada e desconfiada, não tem chances....
"Eu e ela temos uma ligação complexa. Em menos de 24 horas eu fiz tudo diferente na minha vida. É algo assustador, mas eu estou apostando tudo, só por causa do que estou sentindo por ela". (p. 98)
O casal terá vários obstáculos, como o pai da Karen, sr. Christopher Anderson, um homem bonito que tem uma queda por Liza e Sam, a ex-namorada de Brady. Mas o maior obstáculo será Brady conseguir a confiança de Liza e fazê-la acreditar que seus sentimentos são sinceros.
Liza é inteligente, bonita, amiga e sonha com seu príncipe encantado; Brady é alguém que muda repentinamente de mulherengo para homem fiel e devoto, fazendo de tudo para ter uma chance com a mocinha.
O livro conta com vários personagens e tem uma subtrama que irá ser desenvolvida no segundo livro, a história de Mandy e David.
"Eu queria que ela sentisse o que eu sentia nesse momento, era tão forte. Era verdade". (p. 122)

A trama é bem desenvolvida e tem um ar de companheirismo e amizade com uma família tão grande. O maior problema da trama foi a forma como a personalidade de Brady muda tão drasticamente em algumas horas, pois logo após conhecer Liza, já se declara apaixonado.
Em relação ao trabalho editorial, a Pandorga realizou um bom trabalho. A capa tem uma modelo linda, mas não diz nada sobre o conteúdo.

7 Comentários

  1. Pensa em alguém para amar romances?? Euzinha rsrs não sei pq esta capa me lembrou de livro de época...
    Adorei a resenha e amo, amo, livro de história com irmãos, meu favorito sempre o mais velho ou o mais mal humorado rsrs

    ResponderExcluir
  2. Carolina!
    Nossa! Deve ter sido amor a primeira vista e se mudou Brady, já está valendo.
    Fico imaginando ganhar 6 irmãos de uma hora para outra...kkkkkk Deve ser cômico!
    “Saber quando se deve esperar é o grande segredo do sucesso.” (Xavier Maistre)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de NOVEMBRO com 3 livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  3. Gosto muito de romances, mas esse livro parece ser meio clichê num geral, principalmente com essa coisa de badboy. Outra coisa que não me agrada é esse tipo de narração alternada, me dá uma raivazinha dos personagens. De qualquer maneira, que bom que gostou do livro.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Adorei a personalidade da Liza! Essa trama parece bastante interessante, ainda mais com um homem desse porte e sua transformação haha ótima dica de leitura.

    ResponderExcluir
  5. Eu já adorei o livro, é o típico clichê previsível, eu adoro livros em que o protagonista tem vários irmãos...

    ResponderExcluir
  6. Oi, Carolina!
    Achei que o livro possui muitos clichês (badboy e mocinha inteligente que não tem nada a ver com badboy, etc), mas achei bacana a autora explorar bastante essa parte família da história, deu um toque diferente. No geral, eu achei bem filme de sessão da tarde, mas pra leitura não seria um bom momento pra mim.

    ResponderExcluir
  7. É um livro mamão com açucar, mas me apaixonei pela história, bem apaixonante. E realmente a capa parece muito com romance de época.

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.