Sinopse: Boston, 1890. Asilo Psiquiátrico Wayburne. Grace Mae vive um pesadelo: forçada a passar seus dias reclusa num manicômio, em meio a insanos de todo tipo, sobressaltada por gritos de horror a cada noite.
Grace não é louca. Apenas não consegue esquecer os terríveis segredos de família. Terríveis o suficiente para calar sua voz – jamais ouvida por ninguém, a não ser ela mesma, dentro de sua mente brilhante.
Mas, quando uma crise emocional violenta traz sua voz à tona, Grace é confinada em um porão escuro. É nesse momento em que ela conhece o dr. Thornhollow, um estudioso de psicologia criminal. Dona de um olhar aguçado e de uma memória prodigiosa, Grace passa a auxiliar o médico em investigações.
Ambos escapam para uma instituição mais segura em Ohio, em busca de amizade e esperança. Mas a tranquilidade dura pouco: surge um assassino em série que ataca brutalmente jovens mulheres.
Grace seguirá no encalço do criminoso, mesmo tendo de enfrentar seus próprios fantasmas.
Em Uma Loucura Discreta, Mindy McGinnis explora com maestria narrativa a tênue linha entre sanidade e loucura, revelando o lado obscuro que existe em todos nós.

“Uma Loucura Discreta” tem como cenário a Boston de 1890, onde Grace Mae vive um verdadeiro pesadelo, forçada a viver reclusa num manicômio, em meio a insanos de todo tipo, sobressaltada por gritos de horror a cada noite. Realidade de uma época em que a palavra de um homem valia mais que as verdadeiras circunstâncias.

Grace é sã, porém, se vê em um manicômio para manter intocáveis as aparências de sua família. No momento em que Grace é trancafiada junto com os terríveis segredos de família, eles levam junto sua voz e essa única coisa que lhe mantém lutando, é o motivo que a levou àquela casa de horrores.
"Todos eles tinham seus terrores, mas pelo menos as aranhas que viviam nas veias da garota nova eram imaginárias. Grace aprendera havia muito tempo que os verdadeiros terrores deste mundo eram as outras pessoas."
Depois uma sucessão de acontecimentos que resultam em uma violenta crise emocional, Grace é trancafiada em um porão. Na escuridão, ela conhece Falsteed, um médico que é capaz de reconhecer uma verdadeira mente brilhante.

E Falsteed a leva a conhecer o Dr. Thornhollow, um estudioso de psicologia criminal. Dona de um olhar aguçado e de uma memória prodigiosa, ela vê em Thornhollow a oportunidade de fugir de todo aquele pesadelo.

Grace e Thornhollow passam a morar na instituição mais segura em Ohio, onde o médico trabalha. Lá ela irá em busca de amizade e esperança. Grace passará a trabalhar como auxiliar do Dr. Thornhollow, em especial quando assassinatos em série de jovens mulheres surgiram na cidade. Grace seguirá no encalço do criminoso, mesmo tendo de enfrentar seus próprios fantasmas.

O livro,vem com tom de mistério, e a autora colocou isso muito bem; as investigações de Thornhollow e Grace, nos instigam a querer entender como essa série de assassinatos acontecem e como eles conseguirão resolver.

Outro tom do livro é a maneira como ela expõe a situação que as mulheres vivam; sua submissão, sua falta de direitos e como a palavra de um homem valia mais que a verdade. 
Grace e Thornhollow são personagens fortes e bem construídos, nos conduzem nessa história, em um misto de mistério e suspense, onde há momentos de grandes reviravoltas e emoções.

“Uma Loucura Discreta” explora com maestria narrativa a tênue linha entre sanidade e loucura, revelando o lado obscuro que existe em todos nós.
"– Eu diria que não há diferença alguma – disse Thornhollow. – Para mim, os insanos simplesmente são pessoas que escolheram não participar do mundo da mesma maneira que a maioria, e há dias em que eu me pergunto se elas não estão em seu direito."

15 Comentários

  1. Parece ser um leitura bem gostosa.Eu já estava na minha lista de "Quero ler" e fiquei curiosa pra saber sobre o passado/segredo de Grace e sobre esses assassinatos... estou começando a ler livros desse tipo agora e parece ser uma ótima dica.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Quando vi que a história se tratava de manicômio, numa época em que tudo era considerado loucura, já me interessei pela leitura, principalmente, por ser estudante de psicologia, e me interessar por qualquer livro, história algo sobre esse assunto. Vejo que a autora sobre sanidade e loucura, e com uma dose certa de mistério. Quero muito saber qual será o desenrolar dessa trama, e o seu desfecho.

    ResponderExcluir
  3. A capa do livro é bem interessante e faz jus ao enrendo do livro =)
    Gostei da trama mas não sou fã de suspense, apesar ter várias reviravoltas. Mas gostei da mensagem que traz, como os homens tentam exercer uma influência na vida da mulher para serem submissas e como suas palavras parecem valer mais que da mulher

    ResponderExcluir
  4. Acho que o que mais me chama a atenção em livros com questões históricas é a cultura, a forma que as pessoas agiam e pensavam, tudo bem diferente de hoje. O livro em si não me chamou lá muito a atenção, mas acho que pode valer uma chance.

    Um abraço!
    Parágrafos & Travessões

    ResponderExcluir
  5. Eita Patrícia!
    O livro é bem do jeitinho que gosto: fala um pouco sobre o lado submisso das mulheres no século XIX, tem uma protagonista bem inteligente e ainda tem todo esse mistério sobre o assassino que ataca as mulheres.
    Deve ser um livro delicioso!
    “Qualquer situação na qual você se encontre é um reflexo exterior do seu estado interior de existência.” (El Morya)
    FELIZ 2017!
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de JANEIRO dos nacionais, livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  6. Para começar, a capa deste livro me chamou a atenção, pois está muito bonita, em relação a história, achei bem diferente e interessante, lendo sua resenha me interessei em ler o livro, adicionei ele em minha lista de leituras e espero poder lê-lo em breve.

    ResponderExcluir
  7. Dividida..... histórico me trava, mas amo histórias em manicômio apesar de assustar um pouquinho rsrs gostei muito da resenha e quero saber o q de terrivel tem esses segredos para fazer ela se calar desse modo.

    ResponderExcluir
  8. Essa capa (a mão puxando o pé da garota) retratou totalmente o que o livro queria transmitir. Esse tom de mistério com certeza instiga a curiosidade do leitor.
    Nunca ouvi falar sobre esse livro mas com essa resenha dá uma vontade enorme de tê-lo em mãos e saber um pouco mais sobre os mistérios que ele possui.

    ResponderExcluir
  9. Estou interessada nesse livro deste que ele foi lançado!! Gostei muito da premissa do livro!! E gostei mais ainda quando vi que o livro envolve uma série de assassinatos e que os personagens principais vão investigar esses casos!! Sem dúvida é o tipo de livro que gosto de ler!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
  10. Li várias resenhas desse livro e achei a història perfeita. O que me chama atenção é o mistério do livro. E sinceramente, a capa é perfeita, mas não tinha reparado na mão puxando o pé da garota. Me amarrei!

    ResponderExcluir
  11. eu simplesmente acho essa Capa sensacional !! eu adoro ela, acho super criativa e Linda!! Eu não sou acostumada a ler livros desse gênero sempre fui mais de ler romances e livros leves, mas esse livro parece ser daqueles bem pesados, que você quer gritar se perguntando o que vai acontecer e etc ( nunca tive essa sensação, mas parece que é bem assim mesmo) o livro parece nos prender do começo ao fim, e fiquei super curiosa pra saber qual o segredo que sufocava ela, muitas vezes guardamos tantas coisas dentro de nós que quase chegamos a esse ponto... fiquei super interessada e ansiosa pela leitura !

    ResponderExcluir
  12. essa capa está ótima!!
    é triste saber que realmente acontecia essas coisas da pessoa ser mandada para um manicômio pq era conveniente para a familia
    sem falar que eu adoro um bom livro policial e estou curiosa para saber sobre os segredos de familias e os assassinatos

    ResponderExcluir
  13. Oi!
    Quero muito ler esse livro, a capa dele logo me chamou atenção e lendo a resenha achei essa historia bem diferente de tudo que já li, gostei muito de a autora aborda esses temas tão importantes ainda mais na sociedade daquela época e estou bem curiosa para descobrir o que irei encontrar nesse livro !!

    ResponderExcluir
  14. Gosto muito de livros que se passem em décadas passadas e esse é de 1890?! Já gostei de saber! fiquei curiosa pra saber quais são os segredos da família que dez a Grace parar no hospício. Aliás, ansiosa por todo o enredo em relação aos assassinatos!

    ResponderExcluir
  15. É muito bom quando o autor sabe explorar muito bem os dramas da insanidade. Deu pra perceber que apesar do mistério principal dos assassinatos o livro é cheio dos próprios dramas que a personagem vive e já viveu em sua vida.

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.