Sinopse - Aventureira. Agente especial. Super-heroína. Bobbi "Harpia" Morse é uma das personagens mais corajosas e engenhosas dos quadrinhos! Harpia retorna ao Universo Marvel com um estouro! Na sequência da Invasão Secreta da Terra pelos Skrulls, Bobbi embarca numa missão para descobrir onde ela se encaixa neste estranho novo mundo. Prepare-se para testemunhar uma terapia de casal no melhor estilo Marvel, enquanto nossa super-heroína junta-se ao seu ex-marido Gavião Arqueiro para derrubar a I.M.A.! Também apresentando a deslumbrante estreia de Bobbi como a majestosa Harpia em Marvel Team-Up 95, também estrelando o Espetacular Homem-Aranha!

... E Nenhum Pássaro Canta!

Uma mulher é atacada em um estacionamento de um aeroporto, quando é ajudada pelo Homem-Aranha, mas essa mulher não é uma simples civil. Coisa que o escalador de paredes percebe ao ver um pouco de suas habilidades. Ela foge até do herói e seus agressores se revelam serem agentes da S.H.I.E.L.D. Eles requisitam a ajuda do herói para deter essa perigosa mulher que segundo eles é uma ex-agente que planeja assassinar ninguém menos que o líder da S.H.I.E.L.D, o diretor Nick Fury. Mas as coisas não são bem o que parecem, pois essa agente que atende pelo nome de Harpia parece ter informações reveladoras que pretende entregar ao próprio Fury, nem que para isso tenha que entrar na cova do leão. Agora será que ela é realmente é uma traidora ? Ela conseguirá assassinar Fury ou será que conseguirão impedi-la? Ou terá mais nessa história além do que alegam os agentes da S.H.I.E.L.D? Harpia está determinada a conseguir alcançar seu objetivo mesmo que isso lhe custe sua vida, mas quem ela é? Heroína ou vilã?
Gostei de apesar de a história ser antiga a Harpia mesmo sendo agente da SHIELD não tem um jeito frágil como costuma retratar as mulheres em histórias antigas, quando precisar dar porrada, ela senta  a mão, é esperta, muito habilidosa. E nessa história você pelo menos no começo não sabe se ela é do bem ou do mal, você suspeita e vai descobrindo mais conforme a história se desenrola. O Aranha tipo, acidentalmente como hábito dele se envolve por acaso e vai ajudando o vilão sem saber, mas dá a volta por cima e ajuda a pegar o vilão E o Nick o cara poderia bater de frente com o Batman, ele tá preparado pra tudo e se não está se adapta rapidamente. E a Harpia sem um censo de dever e honra que ela não pensa duas vezes antes de fazer o que é certo e não hesita em arriscar a vida dela.


Novos Vingadores: A Reunião

Harpia está em um hospital investigando uma pista quando se depara com o seu ex-marido o Ronin (Gavião Arqueiro), juntos eles descobrem que o hospital é uma fachada da I.M.A e que o que Harpia procura já não está mais lá. Eles descobrem o que parece ser um ataque da I.M.A e meio que de modo relutante decidem unir forças para impedir esse ataque que porá a I.M.A no mapa. Mas como se não bastassem cientistas malucos terroristas eles ainda precisam lidar com a situação deles e Harpia ainda não se habituou às coisas desde que escapou dos Skrulls,  onde ficou durante anos no mundo natal deles sempre fugindo e sobrevivendo.
Agora eles precisam deter a I.M.A e salvar inocentes do ataque, eles irão perceber que o que eles pensaram ser o plano da I.M.A está longe da realidade. Mas se tratando da I.M.A, só porque não é o que eles pensam não quer dizer que seja menos perigoso.
Gostei do fator psicológico nessa história, Harpia e Ronin ainda tentando resolver a situação dele, ele por ter pensado perder a esposa querendo resolver as coisas entre eles. Ela além de lidar com o ex-marido, ainda tem o trauma da abdução Skrull no qual ela teve que sobreviver no planeta cheio de alienígenas transmorfos hostis.  E tudo isso enquanto precisam descobrir pistas dos planos da I.M.A em que a vidas de praticamente milhares de inocentes pode estar em risco.




10 Comentários

  1. Adoro historias de super heróis, Marvel é melhor referencia quando assunto é isso.
    Eu não conhecia essa personagem da historia, fiquei bastante curiosa pois ela parece ser bem destemida no que faz. O que mais gosto são que mulheres que saem daquele padrão de indefessa e vai para de heroína. Enfim, adorei a resenha, e bom final de semana e começo de semana

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Obrigado e que bom que gostou. Quanto a Harpia ela definitivamente não é uma donzela em perigo.

    ResponderExcluir
  3. Rodrigo!
    Adoro tudo que se relaciona ao mundo da Shield e fiquei encantada com esses dois exemplares, mesmo porque, ainda não conhecia Harpia e saber que ela tem seus próprios poderes e não precisa de ajuda de outros personagens, me encantou anda mais.
    “Ouse saber!(Sapere aude)” (Immanuel Kant)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de MARÇO, livros + KIT DE PAPELARIA e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  4. Oi Rodigo.
    Eu gostei da resenha, adoro esse cenário de super heróis, mas como falei na resenha de naruto boio legal nesse tipo de livro, o que é uma pena realmente, as fazer o que né.
    Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou, pena que você não curte hqs, mangás.

      Excluir
  5. Oi, Rodrigo!!!
    Adorei conhecer a Harpia!! Sem dúvida essa não é uma mocinha sem defesa!! Gostei bastante desse quadrinho da Marvel!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
  6. Que bom que gostou, são um tanto caros. Mas curto a maioria deles.

    ResponderExcluir
  7. Oie,confessso que não conheço tanto os personagens da Marvel como gostaria.
    Leio algumas resenhas e fico um pouco perdida. Mas gostei da Harpia!!!
    Não sei se é uma vilã ou heroína,mas adorei as aventuras da sua história. ;)

    ResponderExcluir
  8. Que bom que gostou, ela é uma heroína. Mas uma que faz o necessário, mesmo que nem sempre siga as coisas conforme as boas maneiras.

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.