Sinopse - Além de enfrentar anos de bullying na escola, Charlotte Davis perde o pai e a melhor amiga, precisando então lidar com essa dor e com as consequências do Transtorno do Controle do Impulso - um distúrbio que leva as pessoas a se automutilarem. "Viver não é fácil". Quando o plano de saúde de sua mãe suspende seu tratamento numa clínica psiquiátrica - para onde foi após se cortar até quase ficar sem vida -, Charlotte Davis troca a gelada Minneapolis pela ensolarada Tucson, no Arizona (EUA), na tentativa de superar seus medos e decepções. Apesar do esforço em acertar, nessa nova fase da vida ela acaba se envolvendo com uma série de tipos não muito inspiradores. Cansada de se alimentar do sofrimento, a jovem se imbui de uma enorme força de vontade e decide viver e não mais sobreviver. Para fugir do círculo vicioso da dor, Charlotte usa seu talento para o desenho e foca em algo produtivo, embarcando de cabeça no mundo das artes. Esse é o caminho que ela traça em busca da cura para as feridas deixadas por suas perdas e os cortes profundos e reais que imprimiu em seu corpo.
"Garota em pedaços" é uma obra avassaladora, que desde a primeira página causa um impacto no leitor. A obra é dividia em três partes, chamadas de Um, Dois e Três e tem como protagonista Charlotte Davis, uma jovem de 17 anos de idade que passou por muita coisa em tão pouca idade. Quando Charlotte era mais nova, seu pai faleceu e sua vida familiar desmoronou. Sua mãe Misty, tornou-se algo diferente, alguém que descarregava na própria filha suas dores. Mas Charlotte não contou para ninguém. Sofreu calada e foi diariamente a escola, onde era uma pária, considerada esquisita demais para se encaixar em algum grupo. A solidão era sua única companheira, até que Ellis, uma nova aluna, acabou transformando Charlotte em sua melhor amiga. Os dias já não eram sombrios. O sol brilhava constantemente e ela não precisava se cortar com tanta frequência para fazer com que a ausência do seu pai doesse menos. Mas então, da mesma forma que Ellis surgiu de repente, ela foi embora abruptamente.
"O corte é uma cerca que você constrói no próprio corpo para manter as pessoas do lado de fora, mas depois você chora para ser tocada. Mas a cerca é de arame farpado. E agora?" (p. 345)
A primeira parte se passa no Creeley Center, um hospital psiquiátrico que recebe jovens com problemas. Charlotte (que até o momento não fala uma palavra) está lá a seis dias após ter sido transferida do hospital. Ela estava morando nas ruas com dois amigos Evan e Dump e foram parar em uma casa de acolhimento chamada Seed House, um local dirigido por Frank, um homem nojento que tinha outros planos além de ajudar jovens perdidos.
Em Creeley Center, Charlotte é uma observadora. Ela vai descrevendo as garotas ao seu redor, como sua colega de quarto Louisa, uma jovem que escreve inúmeros diários, Blue, uma ex-viciada que tem uma atitude de valentona e tantas outras garotas que estão sofrendo. Quando a protagonista está começando a se abrir, a se tornar vulnerável para contar sua história, ela precisa deixar o local por falta de pagamento. Sem ter para onde ir, sua única opção seria Misty, mas voltar a viver com ela seria reviver o pesadelo. 
"Minha mãe está viva, mas também é um fantasma, os olhos afundados me observando de longe, o corpo muito parado. Tem tantas pessoas que nunca vão voltar." (p. 50)
Então ela pede ajuda a Michael. Michael, que era apaixonado por Ellis. Michael que nunca enxergou os sentimentos de Ellis. Michael que não estava lá quando Charlotte mais precisava.
Então Charlotte vai para Tucson, onde Michael mora, tentar se organizar. E mais uma vez Michael a deixa na mão, pois precisa viajar por conta de uma chance imperdível de emprego. Ele deixa ela morar no seu local, mas a abandona em uma cidade desconhecida para ela, para Charlotte se virar sozinha. Com muitas dificuldades, a jovem vai se adaptando e consegue um emprego no True Grit Café, onde conhece Riley West, uma outra alma torturada de 27 anos de idade. Entre erros e acertos, Charlotte está decidida a ter um novo começo...
Esse livro é simplesmente indescritível. Sinceramente, não consigo encontrar adjetivos que passem tudo o que senti durante a leitura. É tão impactante, tão crua, tão direta.... tão dolorosa. Ler os sentimentos de Charlotte e das demais garotas do Creeley Center, os motivos de suas automutilações, a forma como o mundo as machuca e elas tentam extravasar essa dor é impactante demais. 
"Cada aberração na minha pele é uma música. Encoste a boca em mim. Você vai ouvir uma infinita cantoria." (p. 346)
Charlotte é uma protagonista tão forte, mas que não consegue enxergar isso. Tudo o que ela vê são as suas fraquezas, seus defeitos e agora, seu corpo todo marcado.
"Garota em Pedaços" é uma leitura obrigatória para todos, para entendermos o impacto de nossas ações em terceiros e para compreender as nossas próprias dores.
"A vida de uma garota é a pior vida do mundo. A vida de uma garota é: você nasce, sangra e queima." (p. 344)



Para comprar o livro, acesse: http://amzn.to/2prKLSj

6 Comentários

  1. Nossa,a personagem Charlotte está literalmente em pedaços.
    A perda do pai,a falta de cuidados da mãe,sofrimento no ambiente escolar... São tantos percalços, que não tem como alguém se manter sã.

    Deve realmente ser um livro muito intenso e dramático.
    E mesmo sendo um livro com uma carga emocional bem pesada,adoraria ler.

    ResponderExcluir
  2. Eu já ou falar que a historia desse livro é muito pesada não sei se tenho muita coragem para ler acho que a autora foi muito alem da escrita entrando na alma da protagonista mexendo com a cabeça do leitor.
    Até mais!!!

    ResponderExcluir
  3. Oi, Carol.
    Imagino que a moda literária agora sejam livros com temas assim, mas não é uma leitura para mim!
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  4. Carolina!
    Parece mesmo um livro forte, impactante e bem cruel, porque passar por tudo que a protagonista passou e ver os relatos de forma crua, deve ser bem intenso.
    “Preferi sempre a loucura das paixões à sabedoria da indiferença.” (Anatole France)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP COMENTARISTA ABRIL especial de aniversário, serão 6 ganhadores, não fique de fora!

    ResponderExcluir
  5. Hey,

    Provavelmente é daqueles livros que deixam você com uma baita ressaca literária, a premissa me deixou muito interessada e prevejo eu me emocionando muito.

    ResponderExcluir
  6. Oi, Carolina!!
    Adorei a resenha e não sabia que esse livro tem uma premissa tão forte e arrasadora como essa história !! Fiquei com muita vontade de conhecer mais sobre esse livro!!
    Beijoss

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.