Sinopse - A sonhadora Calpúrnia Hartwell sempre fez tudo exatamente como se espera de uma dama. Ainda assim, dez anos depois de ser apresentada à sociedade, ela continua solteira e assistindo sentada enquanto as jovens se divertem nos bailes. Callie trocaria qualquer coisa por uma vida de prazeres. E por que não se arriscar se, aos 28 anos, ela já passou da idade de procurar o príncipe encantado, nunca foi uma beldade e sua reputação já não lhe fará a menor diferença? Sem nada a perder, a moça resolve listar as nove regras sociais que mais deseja quebrar, como beijar alguém apaixonadamente, fumar charuto, beber uísque, jogar em um clube paracavalheiros e dançar todas as músicas de um baile. E depois começa a quebrá-las de fato. Mas desafiar as convenções pode ser muito mais interessante em boa companhia, principalmente se for uma que saiba tudo sobre quebrar regras. E quem melhor que Gabriel St. John, o marquês de Ralston, para acompanhá-la? Afinal, além de charmoso e devastadoramente lindo, ele é um dos mais notórios libertinos de Londres. Contudo, passar tanto tempo na companhia dele pode ser perigoso. Há anos Callie sonha com Gabriel e, se não tiver cuidado, pode acabar quebrando a regra mais importante de todas – a que diz que aqueles que buscam o prazer não devem se apaixonar perdidamente.


Primeiro livro da série Os números do Amor, "Nove regras a Ignorar antes de se apaixonar" é narrado em terceira pessoal e tem como protagonista Lady Calpúrnia Hartwell. 
Quando tinha 17 anos de idade, Calpúrnia observou uma cena envolvendo o marquês de Ralston que a marcou para sempre e que levou na memória pelos próximos dez anos. Mesmo sendo filha de um conde, Calpúrnia nunca foi vista como uma beldade pela sociedade e o fato de ser inteligente não a ajuda muito (os homens preferiam uma esposa troféu). 
Agora é a vez de sua irmã Mariana ser avaliada pela sociedade. Mariana é a beldade da temporada e está compromissada com um homem por quem nutre verdadeiros sentimentos e é de uma família importante. Para Calpúrnia, ver a irmã feliz é ficar feliz, mas ao ouvir a família dizendo como a própria Calpúrnia é uma mulher sem graça, acaba trazendo sentimentos de mágoa e ressentimento à protagonista. 

''Se os outros soubessem que lady Calpúrnia Hartwell, uma solteirona respeitável e bem comportada, guardava pensamentos profundos e certamente impróprios para uma dama a respeito de heróis fictícios...''

Uma noite, após mergulhar em autopiedade, Calpúrnia resolve fazer uma lista com nove itens que gostaria de experimentar em sua vida: 

1. Beijar alguém... apaixonadamente
2. Fumar charuto e beber uísque
3. Montar com as pernas abertas
4. Esgrimir
5. Assistir a um duelo
6. Disparar uma pistola
7. Jogar (em um clube para cavalheiros)
8. Dançar todas as danças em um baile
9. Ser considerada linda. Pelo menos uma vez.
"Eu? Não era para eu estar aqui?" – a voz dele falhou. "Da última vez que verifiquei, este era o meu clube esportivo! Um dos clubes esportivos para homens! Onde homens esgrimem! Da última vez em que verifiquei, a senhorita era uma mulher! E mulheres não esgrimem!"

A lista, que a princípio é apenas uma lista, torna-se uma grande aventura para Callie, que se torna ávida para cumpri-la. E ao tentar riscar um de seus itens, seu caminho se cruza com o de Ralston.

Gabriel St John é o marquês de Ralston e vive com o seu irmão gêmeo Nicholas. A vida dos gêmeos se altera quando descobrem que possuem uma meia-irmã chamada Juliana e que ela não se encaixa nos quesitos da sociedade inglesa. Sabendo o quanto a sociedade é cruel, Gabriel precisa de uma madrinha de comportamento impecável para apresentar Juliana as demais mulheres da alta sociedade. Afinal, se Juliana receber a aprovação dessas senhoras, sua aceitação será imediata.
É nesse momento que Gabriel propõe um acordo à Calpúrnia: ela ajuda Juliana e Gabriel a ajuda a riscar os itens da lista. Inicialmente, tudo o que Gabriel enxerga é o que as demais pessoas veem em Calpúrnia: uma mulher enfadonha que não se destaca na multidão. Mas ao passar um tempo com ela, Gabriel perceberá que por trás do bom comportamento social, existe uma mulher ardente, inteligente, divertida e ansiosa para ser arrebatada.

“Talvez a senhorita devesse exibir um pouco da personalidade que está mostrando esta noite em um foro mais público - sugeriu ele. - Admito que parece muito mais intrigante do que já imaginei, milady, e a curiosidade é a centelha do desejo.” (p.60) .
O romance é delicioso e a trama em si é engraçada e envolvente. Calpúrnia vive se metendo em confusões e sobra para Anne, sua criada, salvá-la de alguns infortúnios.

Os personagens secundários são interessantes e deixam claro que terão destaque em algum momento da série. 
O casal é hilário e ao mesmo tempo extremamente quente. Gabriel é um sedutor nato, mas não esperava encontrar alguém à sua altura, escondida atrás de uma postura tão rígida e casta.

"Beijos não devem deixá-la satisfeita...... Eles devem deixá-la querendo mais."

Em relação à revisão, diagramação e layout, a editora realizou um ótimo trabalho. Encontrei apenas um errinho na página 75, mas nada que interfira na compreensão do texto. A capa é linda e chama a atenção.

"O amor não é unilateral e egoísta. É pleno e generoso, e modifica a vida da melhor maneira possível. O amor não destrói, Gabriel. Ele cria."



Para comprar o livro na Amazon, acesse: http://amzn.to/2qZNliH

13 Comentários

  1. Oi Carolina,
    Com esta capa linda e um título bem sugestivo, Sarah MacLean conseguiu chamar minha atenção. Não sou uma leitora voraz de romances de época, mas tenho me interessado pelos livros do gênero que estão sendo lançados no país. A cobrança da sociedade em cima das mulheres na época me incomoda, pois fica parecendo que as mulheres eram produtos a serem "analisados e adquiridos" para matrimônio apenas. Calpúrnia pode não ter a beleza ideal, mas é um exemplo de personagem que tem bem mais a oferecer do que o exterior demonstra e isso, torna a mesma mais real e aceitável para mim. Gostei de Gabriel, principalmente, pela preocupação com sua, recente descoberta, irmã e por querer ajudar Calpúrnia. Claro que sentimentos irão surgir e deve ser bem divertido acompanhar os dois.

    ResponderExcluir
  2. Como não amar a editora Arqueiro trazendo uma coisas tão linda como essa série? Sou apaixonada por romances de época, deixo tudo de lado pra mergulhar nesses livros.
    Ganhei num top os livros 1 e 2 e me apaixonei pela historia. É super divertido acompanhar as loucuras da personagem e o romance que surge entre eles. O segundo é o meu favorito, mas esse também é lindo de se ler. Super indico !! Beijoos

    ResponderExcluir
  3. Oi Carol ;)
    Achei essa capa linda, esse título muito adequado e a história maravilhosa!
    Amo demais romances de época, e já conhecia a Sarah pela série O Clube dos Canalhas, então sabia que não tinha como dar errado!
    Adoro uma mocinha como a Callie, determinada e aventureira!
    E amei demais o Gabriel e o Nicholas (estou doida pra ler o livro dele!).
    Bjos

    ResponderExcluir
  4. Olá!!!
    Estou com esse livro aqui mas ainda não li ainda quero comprar os outros dois, mas achei a historia um luxo a protagonista super diferente e divertida, não vejo a hora de começar a ler essa coleção.
    Abraços!!!

    ResponderExcluir
  5. Oi, Carol.
    Tive a chance de ler os dois primeiros livros de uma vez e adorei a escrita da autora!!
    Agora que o terceiro livro será lançado, preciso sentar e escrever as minhas resenhas!! Senão vou me atrapalhar ainda mais! kkkkk
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  6. Olá,
    Estou ansiosa para conhecer essa serie, quero muito compra-lá para ler. Gostei muito desse primeiro livro, a historia e bem interessante a personagem me pareceu alegre e ao mesmo tempo triste por ela não confia em si mesma por ser bonita pelo que ela é, achei meio triste essa parte mas a trama me encantou perfeitamente!

    ResponderExcluir
  7. Olá! Já li todos os livros dessa série, e amei! História apaixonante e divertida, a Callie se mete em diversas confusões, mas o Gabriel está sempre pronto para tirá-la dos apuros e eles têm uma química incrível.

    ResponderExcluir
  8. Oi, minha amiga leu e amou esse livro ela me disse que me dara ele de presente, que é na semana que vem, não vejo a hora de poder ler logo. Essa capa esta linda e adorei a sua resenha. Gostei dos quotes tambem

    ResponderExcluir
  9. Oi Carol.
    Eu sou completamente apaixonada por essa história os personagens são muito bem construídos e as regras que ela quebra são demais adorei acompanhar a descoberta da personagem como mulher e como ela mergulhou de cabeça nessa missão além da participação dos personagens secundários que é o meu ver foram maravilhosas.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  10. Carol!
    Adoro romances de época, porém as vezes fico me perguntando onde os escritores vão buscar nomes tão esdrúxulos... Calpurnia? Fala sério!
    E já gostei de ver que ela faz lista que quer cumprir, mesmo sendo tão novinha, já anda se metendo em confusão e trazendo boas risadas para nós que lemos o livro.
    Bom final de semana!
    “A sabedoria dos homens é proporcional não à sua experiência mas à sua capacidade de adquirir experiência.” (George Bernard Shaw)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE MAIO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Simplesmente achei lindas as capas dos livros da série Os Números do Amor, seria aquele livro que eu leria somente pelas capas, mas claro que a história por ser romance me conquistou e eu leria também pela história.
    Gostei muito da sua resenha e pretendo começar a ler a serie Os Números do Amor em breve.

    ResponderExcluir
  12. Estou lendo e amando! Concordo plenamente com a sua resenha, o casal é muito engraçado e quente ao mesmo tempo.
    A capa é mesmo linda de viver! <3

    ResponderExcluir
  13. Adorei a lista da Calpúrnia. E achei a personagem bem ousada para a sua época. Gostei disso!
    E tenho muita vontade de ler esse livro.
    Sua resenha só aguçou ainda mais minha vontade de lê-lo. :)

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.