Existe a tentação e existe a coisa certa a se fazer. E está cada vez mais difícil para Kestrel fazer a melhor escolha.
Um noivado imperial significa uma celebração após a outra: cafés da manhã com cortesãos e dignatários influentes, bailes, fogos de artifício e festas até o amanhecer. Para Kestrel, porém, significa viver numa gaiola forjada por ela mesma. Com a aproximação do casamento, ela deseja confessar a Arin, seu ex-escravo e atual governador de Harren: só aceitou se casar com o príncipe herdeiro do império em troca da liberdade dele, Arin. Mas será que Kestrel pode confiar nele? Ou, pior: será que pode confiar em si mesma?
No jogo do poder, Kestrel está se tornando perita em blefes. Age como uma espiã na corte. Se for pega, será desmascarada como traidora de seu próprio império. Ainda assim, ela não consegue deixar de buscar uma forma de mudar seu terrível mundo... e está muito perto de descobrir um segredo tenebroso.
Nesta sequência fascinante e devastadora de A maldição do vencedor, Marie Rutkoski desvela o alto custo de mentiras perigosas e alianças pouco confiáveis. A revelação da verdade é iminente e, quando finalmente vier à tona, Kestrel e Arin vão descobrir o preço exato de seus crimes.


O que falar sobre Arin e Kestrel? Eu sou apaixonada por esses dois.. Eu torço por eles desde o começo em A Maldição do Vencedor, RESENHADO AQUI NO BLOG - Eu amei cada palavra escrita no primeiro volume e ansiei demais por este novo livro e mesmo não tendo lido assim que lançou por motivos de vida complicada e enrolada; mesmo assim retornar a esse mundo foi mais uma vez fascinante e viciante. A leitura fluiu de maneira rápida e me deixando arrasada em inúmeros momentos e isso é algo que admiro em um autor, o poder de mexer com o emocional de um leitor, arrancar lágrimas e tornar os personagens tão queridos e familiares a ponto de esquecermos que são "apenas" personagens!

O livro foi cedido em parceria com a Editora Plataforma_21, que cá entre nós.. só publica livros maravilhosos! (minha opinião). E eu também ganhei um exemplar de presente da minha amiga querida do blog. Ou seja.. Eu tenho um extra nas minhas trocas do Skoob para aqueles que quiserem desvendar os mistérios do coração de Kestrel e Arin.

Pode conter Spoilers do primeiro volume.

Falar dessa história não é fácil, pois desde o começo sabemos que é um romance fadado ao sofrimento, drama e muitos conflitos políticos por conta de Kestrel ser Valoriana filha do General mais sinistro e inclusive causador da maior desgraça na vida de Arin que é Herrani, cuja família tinha uma posição importante para o seu povo, porém teve sua vida destroçada e foi feito escravo pelos Valorianos que tomaram suas terras, roubaram sua vida e destruíram sua família.

"Kestrel largou a carta e foi trocar seu vestido diurno por um de jantar. Esta era a sua vida agora: tecidos finos e bainhas de seda ondulada. 
Um jantar com o imperador... e o príncipe. 
Sim, essa era a sua vida. 
Ela tinha que se acostumar."
"Nem mesmo Arin sabia que ela havia comprado a liberdade dele com algumas palavras estratégicas... e a promessa de se casar com o príncipe herdeiro.
Se Arin soubesse, teria sido contra.
Teria causado a própria ruína. 
Se o imperador soubesse por que ela tinha feito aquilo, teria causado a ruína dela."

Depois de todos os acontecimentos do volume anterior e Kestrel e Arin apaixonados, por mais que tenham tentado evitar as coisas vão de mal a pior para o casal, pois Kestrel faz um acordo político com o Imperador - sua exigência foi liberdade para o povo Herran e benefícios para os mesmo incluindo Arin. Só que o preço a pagar por esse acordo é alto, ela está noiva do príncipe Verex e será a futura imperatriz; agora, vivendo em valoria na corte participa de um jogo de poder que apesar de toda a sua astúcia pode lhe custar mais do que ela imagina. Óbvio que ela não conta para Arin suas intenções sobre o acordo; afinal Kestrel é uma grande jogadora, aprendeu com o melhor, seu pai - o General, e com isso o povo Herran prova a liberdade para tão logo perceber que não é por aí, assim como Kestrel. 

"- Vou conceder a você o que quer, dentro dos limites do aceitável - ele continuou -, e vou lhe dizer o porquê. Porque eu entendo, considerando seu noivo. Porque você não choraminga pelo que quer, mas luta para conseguir. Como eu faria. 
Quando você olha pra mim, vê quem você vai se tornar. Escolhi você, Kestrel, e vou transformá-la em tudo que meu filho não é capaz de ser. Uma pessoa digna de assumir meu lugar."

Como será amar alguém e não poder estar com esse alguém? Como será participar de uma rede de intrigas que fere, mata e destroça tudo aquilo que esteja no caminho daqueles que detém poder? Como será ser vista de uma forma dura e cruel por aquele que mais se ama sem que ele saiba o sacrifício que há por detrás de cada atitude tomada? 
E é exatamente por isso que Kestrel passa; para Arin, como ele pôde se enganar tanto? E mesmo com tudo que Kestrel mostra ele tenta acreditar no amor, se humilha aceitando que ela se case com outro, mas seja dele e de todas as maneiras é rejeitado a cada investida. Além de quase ser morto com a própria adaga de Kestrel deixando uma marca que dali para frente o tornaria reconhecível para qualquer um que conhecesse sua história.


Cada vez mais Arin e Kestrel se veem mais e mais distantes e enraizados em uma teia de intrigas, mentiras que parece não ter fim!
"Devagar, com cuidado, ele tirou as mãos dela de seu casaco. O capitão, sentindo sua deixa avançou até eles. 
A voz do general saiu baixa, para que suas palavras ficassem apenas entre ele e a filha.
- Kestrel - ele disse -, você partiu meu coração."

O final de O crime do vencedor me deixou simplesmente agoniada.. Apesar de imaginar como iria se desenrolar o próximo volume, ainda assim Marie Rutkoski arrasou meu coração. Mas foi uma decisão interessante mesmo assim o rumo que ela deu e sábia em abalar as estruturas de Kestrel e lhe mostrar o que ela sempre temeu de certa maneira. 

A escrita de Marie Rutkoski é emocionante e me pegou de tal maneira que li em uma sentada! E adivinhem já engatei no terceiro e último, pois apenas imaginar o que viria não foi suficiente eu precisei ler cada palavra.. cada detalhe.

Eu mega recomendo a trilogia! Umas das minhas favoritas pra vida!

10 Comentários

  1. Eu tive que ler a resenha do primeiro livro para entender a do segundo, mesmo assim a cabeça ruim e não entendo tanta coisa rsrsrs, mas fiquei apaixonada nessas capas e se realmente a escrita da autora é boa e quero conhecer esse casal.
    Abraços!!!

    ResponderExcluir
  2. Sabe que eu fico numa dúvida cruel em ler ou não esses livros ? Não vou negar que vejo muitos comentários positivos de blogs que eu sigo e adoro, mas acho a história bem complicada. Acho também as capas lindas, rsrsrs.. se fosse só pelas capas já estariam em minhas mãos há algum tempo.Que bom que você vem gostando tanto e a leitura está fluindo :)
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Karini!
    Nossa! Parece um daqueles livros de tirar o fôlego e nos deixar totalmente envolvidas na leitura do início ao final.
    Gosto quando há trama política, porque mostra o quanto o poder é pernicioso e se ainda tem intrigas e um romance fadado a não dar certo, deve ser emocionante e quero poder ler.
    Desejo uma ótima semana e um mês abençoado!
    “Muitas palavras não indicam necessariamente muita sabedoria.” (Tales de Mileto)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP COMENTARISTA MAIO 3 livros, 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  4. Olá,
    Gostei da resenha, por mais que tive que procura sobre o primeiro para entender o segundo mas mesmo assim fiquei sem entender. A trama me deixou a deseja para ler, e um belo romance com muitas intrigas, com bastante disso em livros..bom tenho que procura o primeiro para ler!

    ResponderExcluir
  5. Oi, eu tenho vontade de ler essa trilogia.
    Gosto de histórias cheias de reviravoltas e claro, com um romance arrebatador desse.
    E acredito que nessa trama, o grande sofredor é o Arin...
    Não tem noção do que está acontecendo.

    Sem contar que a capa é incrível.


    Adorei. Boa dica!

    ResponderExcluir
  6. Olá!!! Não conhecia o livro, a li a resenha do primeiro para tentar entender melhor a história, o enredo parece ser muito interessante, mas como é uma trilogia, e o terceiro livro ainda não foi lançado, prefiro aguardar seu lançamento para iniciar a leitura, senão sofrerei com a ansiedade...mas é ótimo saber que a leitura flui bem está cheia de romance e mistérios.

    ResponderExcluir
  7. Eu acho essas capas a coisa mais linda!
    Sempre vejo pessoas dizendo que gostaram do 1 livro no skoob, ai me interessei demais!
    Só to com medo desse "romance fadado ao sofrimento" kkkk mas vou dar uma chance ;)

    ResponderExcluir
  8. Oi.
    Eu quero muito ler a maldição do vencedor comecei um tempo atrás mas confesso que farei justamente por não ter gostado muito dos personagens mas adorei a premissa desse segundo e pretendo voltar a ler com toda a certeza o casal pelo jeito vai sofrer muito até ficar junto ou não estou super curiosa para conferir E torcendo pelos dois.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  9. Uma das coisas que mais gostam é quando deixam aquele misterio, o leitor fica agoniado querendo saber o que ira acontecer no proximo livro.Já tenho esse na minha lista de desejado, mas até agora nem tinha tentado conseguir, depois da sua resenha vou ter que consegui o mais rapido posivel, esse casal vai passar por muita coisa.

    ResponderExcluir
  10. Oi Karini,
    Tenho muita vontade de ler esta trilogia, mas ainda não tive a oportunidade. Marie Rutkoski criou uma história diferente e bastante interessante. A ideia do romance proibido, mesmo sendo muito clichê, funciona bem com toda a trama política que a autora propõe. Kestrel e Arin terão que ser fortes para poderem ficar juntos, mas imagino que os desafios a serem enfrentados não serão pouco e nem fáceis de resolver. Acho as capas desses livros muito bonitas e a editora fez um ótimo trabalho com as edições.

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.