Sinopse - Agora que Skylar decidiu ajudar Win em acabar com o controle secreto exercido pelo seu povo alienígena sobre a Terra, ela segue para a imensa estação espacial que Win e o restante dos kemyanos chamam de lar. Suas habilidades conquistam o respeito dos Rebeldes, porém eles percebem que alguém está vazando informação para o inimigo, quando os Executores intensificam seus esforços para capturá-los. Skylar tem razões para desconfiar de todos os kemyanos. A cada passo em direção à verdade, Skylar mergulha mais fundo nas vidas ao seu redor e no completo horror do aprisionamento de seu planeta. Para completar sua missão, ela precisa arriscar a própria vida, o seu coração e o futuro da Terra.


CONTÊM SPOILERS DO LIVRO ANTERIOR 
Em "Ecos do Espaço", Skylar viajou no tempo para juntar as partes da arma que iria destruir o reator que controla o campo criado pelos kemyanos ao redor da Terra. Ela foi para Paris, em 27 de julho de 1830, navegou pelo rio Bach Dong em 938 d. C. e participou da Batalha de Fallen Timbers em Ohio, no dia 20 de agosto de 1794, mas acabou vendo o desfecho do próprio Jeanant, líder do grupo dos rebeldes e não conseguiu a quarta e última peça da arma, que parou nas mãos de Kurra, a implacável executora. Após uma conversa com os demais membros do grupo rebelde: Thlo, Jule, Isis, Pavel e Mako, foi concluído que a quarta parte era possível ser recriada na estação espacial onde os kemyanos moram e que, graças ao grande papel que Skylar teve, ela poderia se juntar a eles para ver de perto a libertação da Terra.
Em "Sombras do Espaço" Skylar aceita o convite e vai para a estação espacial e o leitor será levado a um local que é culturalmente diferente. Pelo lado bom, Skylar não tem mais suas "sensações" já que está fora do campo criado ao redor da Terra, o que é uma sensação revigorante. Porém, nada nessa viagem será fácil para ela. Para começar, sua presença é ilegal.
Para começar, ela vai precisar ficar hospedada com o Jule e será propriedade dele. Isso mesmo. Propriedade. Aparentemente, os kemyanos mais ricos compram terráqueos como bichinhos de estimação. Esses terráqueos vivem constantemente drogados, sem nenhuma noção do local onde estão, sem noção do que está ocorrendo ao seu redor e sua função é obedecer aos seus donos sem hesitação. São usados como empregados ou para entretenimento.
Skylar fica perplexa com a cultura kemyana e o local onde eles habitam. Fica claro para ela que sua missão agora é libertar o seu planeta e ajudá-los a encontrar um planeta próprio. Afinal, viver confinado em uma estação espacial é algo opressor e totalmente desestimulante.
Na estação, observamos que os kemyanos estão relacionados à praticidade e eficiência. Não existem artes (pois é um desperdício de material e tempo), música é escassa e os indivíduos são separados em classes sociais e status.
"A maioria dos apartamentos só pode ser designada a pares ou grupos, o que deve significar que as pessoas não podem sair da casa de seus pais até que tenham um companheiro definido. Aparentemente, todos têm implantes de uma tecnologia que os impede de ter filhos até que "se cadastrem", e os casais podem se candidatar a não mais do que dois." (p. 35)
Conforme o grupo rebelde tenta finalizar a arma, percebem que estão sendo traídos. Afinal, cada plano, cada reunião, cada contato termina com a presença dos Executores.
A trama vai alternando entre os planos do grupo e o conhecimento de Skylar na estação espacial, permitindo que os leitores conheçam um pouco mais sobre o povo de Kemya e os seus hábitos.
Nessa continuação há um pouco de romance também. Particularmente, não fui fã do casal que surgiu na história, pois achei precipitado e um pouco forçado. Apesar de entender a motivação para isso, não posso dizer que concordei com o desenvolvimento dessa parte. A revelação do traidor também foi um pouco óbvia. Pela narração de Skylar é possível ir juntando as informações e descobrir a identidade dele.
Achei bem interessante observar a vida pessoal de alguns personagens, como da Isis e da Britta, do Jule, mas principalmente a dinâmica familiar do Win. Como ele é um dos protagonistas, foi interessante entender como seus pais são vistos pelos kemyanos.
Skylar é uma personagem que vai amadurecendo conforme a trama se desenvolve. No primeiro livro, ela é extremamente cautelosa e assustada, mas vemos que a jovem vai se tornando mais audaciosa e independente, e até mesmo determinada. 
A trama foi bem desenvolvida, mas o que mais se destaca no livro, sem dúvida é o final. As últimas páginas criam uma reviravolta tão grande e tão impactante que fica difícil imaginar como será a conclusão da trilogia.
Em relação à revisão, diagramação e layout a editora realizou um ótimo trabalho. A capa combina perfeitamente com a capa do livro anterior.
"Eu não sou uma sombra. Nenhum de nós na Terra é. Tenho que mostrar isso a eles." (p. 250)

Confira a resenha de Ecos do Espaço - Livro 01

Para comprar o livro na Amazon, acesse

12 Comentários

  1. Carolina!
    Gosto muito de livros de ficção, ainda mais que tratam a viagem no tempo e para outros mundos.
    Ver que a protagonista consegue amadurecer seus sentimentos no decorrer da trama, estimula ainda mais fazer a leitura do livro.
    “A solidão é a mãe da sabedoria.” (Laurence Sterne)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE MAIO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Carolina ;)
    Como disse na resenha do primeiro livro, apesar de não gostar muito de ficção científica, lendo as resenhas estou me interessando muito pela série, principalmente por falar de viagem no tempo.
    Já coloquei na lista de leitura ;)
    Obrigada pela dica ;)
    Bjos

    ResponderExcluir
  3. Amei a sua resenha e fico muito feliz em saber que tudo foi bem desenvolvido e estou curiosa com esse final. Tanto esse quanto o primeiro estão na minha lista, adoro livros desse tipo, mas ainda não pude compra-los. Gosto muito das capas dessa serie.

    ResponderExcluir
  4. Eu não conhecia esta trilogia Ecos do Espaço mas achei bem interessante a história desde segundo livro, fiquei bem curiosa em relação ao final da história, pois gosto de ler livros com essas reviravoltas.

    ResponderExcluir
  5. Olá,
    Gostei muito dessa ficção, a trama é bem envolvente com bastante aventura e mistério. Essa garota me pareceu bem corajosa e com uma personalidade diferente, gostei dela de querer poder ajudar a quem não conhece. Não tinha conhecimento sobre o autor mais esse foi a primeira série e tive e gostei muito.

    ResponderExcluir
  6. Ficção não é minha praia, mas quando fala de espaço minha atenção aguça, porque é um tema que eu adoro! Gostei de ler a sinopse da continuação dessa série, a sequência está bem legal e continua despertando a curiosidade do leitor.
    Pelo que vi, no geral, você gostou da leitura e da continuação. Que bom! Abraços

    ResponderExcluir
  7. Oi, Carol.
    Estou super curiosa para conhecer essa história. O difícil é só conseguir tempo para dar conta de tanto livro bom assim!! Rs...
    Amei a resenha!
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  8. Olá! Como pretendo começar a ler essa série, li sua resenha por cima, para não pegar os spoilers, as capas dos livros são realmente muito bonitas, e que bom que o final foi surpreendente, doida para começar a ler!

    ResponderExcluir
  9. Oi.
    Eu não sou lá nenhuma fa de ficção científica mas achei essa premissa bastante interessante uma pena que você não curtiu o casal que está se desenvolvendo e isso já aconteceu muito comigo, não sei se ler ia mas tudo me chamou bastante a atenção.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  10. Olá!!!
    Mesmo lendo pouco do gênero o livro me pareceu ótimo a estória não sabia que se tratava de uma trilogia então se eu tiver a chance de ler quero conferir todos.
    Abraços!!!

    ResponderExcluir
  11. Oi, salvo algumas exceções, não gosto muito de ficção cientifica, mas posso ver que pra quem gosta do gênero essa é uma aventura e tanto.

    ResponderExcluir
  12. Talvez um dia eu ainda leia essa trilogia.
    Nunca fui tão ligada assim em ficção científica...
    Mas se eu tiver uma oportunidade, eu até que leio. ;)

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.