Sinopse - O primeiro livro da série The Royals, a nova sensação new adult dos EUA. Ella Harper é uma sobrevivente. Nunca conheceu o pai e passou a vida mudando de cidade em cidade com a mãe, uma mulher instável e problemática, acreditando que em algum momento as duas conseguiriam sair do sufoco. Mas agora a mãe morreu, e Ella está sozinha. É quando aparece Callum Royal, amigo do pai, que promete tirá-la da pobreza. A oferta parece tentadora: uma boa mesada, uma promessa de herança, uma nova vida na mansão dos Royal, onde passará a conviver com os cinco filhos de Callum. Ao chegar ao novo lar, Ella descobre que cada garoto Royal é mais atraente que o outro – e que todos a odeiam com todas as forças. Especialmente Reed, o mais sedutor, e também aquele capaz de baixar na escola o “decreto Royal” – basta uma palavra dele e a vida social da garota estará estilhaçada pelos próximos anos. Reed não a quer ali. Ele diz que ela não pertence ao mundo dos Royal. E ele pode estar certo.
"Princesa de Papel" é o primeiro livro da série The Royals e é narrado em primeira pessoa por Ella Harper. Ella é uma adolescente de 17 anos de idade que está sozinha no mundo. Ella vivia com sua mãe, que trabalha como uma stripper e vivia sonhando com o príncipe encantado. Quando sua mãe ficou doente, Ella teve que deixar de lado a sua vida para tornar-se a adulta, sendo aquela pessoa que sustenta a casa, dá o apoio emocional a mãe e ainda por cima continua os estudos. Sabendo que não conseguiria nenhum emprego que pagasse o suficiente para pagar as contas, Ella utiliza a identidade da mãe e vai trabalhar como stripper.

Durante o dia, ela tenta passar despercebida na escola até terminar o ensino médio, para depois cursar uma universidade.  É uma vida árdua, mas Ella está ciente de que precisa lutar por si mesma, pois não existe mais ninguém ao seu lado.
"Às vezes, acho que sou jovem demais para ter vivido a vida que eu tive. Às vezes, olho ao redor e penso: Aqui não é o meu lugar."
Sua vida sofre uma grande reviravolta quando Callum Royal surge, dizendo que era o melhor amigo de seu pai e que irá acolher a jovem em sua casa e tirá-la dessa vida. Ella não acredita na história, ainda mais porque nunca conheceu o seu pai ou ouviu falar dele. Mas quando Callum conversa com ela e revela algumas informações e ainda faz um acordo com a jovem, Ella acaba aceitando mudar-se para Bayview e ir morar na mansão dos Royals.

Callum é viúvo e tem cinco filhos: Gideon, Reed, Easton, Sebastian e Sawyer e cada um deles ressente-se do pai e o culpa pela morte da mãe. Gideon está cursando a Universidade, então é o filho menos presente na mansão e Reed torna-se o líder deles. E falo líder porque eles parecem uma gangue, agindo de forma implacável contra Ella sob o comando de Reed.

Ella é destratada no momento em que chega à Bayview e não tem descanso nem mesmo na nova escola, onde os Royals são a realeza e deixam claro que Ella não está sob sua proteção. Todos ficam sabendo que ela trabalhava como stripper e a tratam de forma odiosa e diariamente passa por inúmeros testes de sobrevivência.
"Às vezes acho que o universo decidiu que não tenho permissão para ser feliz."
A protagonista fica inconformada com o estilo de vida dos Royals, o desperdício, o exibicionismo e a arrogância e prepotência dos garotos. Sua determinação em conseguir cumprir seus objetivos é grande, então ela tenta aturar tudo, mas ao mesmo tempo começa a se sentir atraída pelo seu principal algoz: Reed. 
"Esse cara é meu inimigo, a fonte de tanta dor emocional. Mas, agora, eu me agarro a ele como se ele oferecesse o único conforto que eu pudesse encontrar no mundo".
E esse talvez seja o ponto que mais desagradou durante a leitura, pois Ella se mostrou uma personagem forte e independente e acaba se apaixonando por alguém que não demonstra nenhuma gentileza com ela. É algo que não combina com a impressão inicial que temos da garota.

Os Royals são bem disfuncionais e o leitor fica chocado pela interação familiar agressiva. Os filhos tem um total desrespeito por Callum, que finge não perceber ou ignora e ainda por cima adiciona a tensão uma namorada mercenária que fica incitando a discórdia.

Outro detalhe que chamou a atenção é a escola, onde os professores não tem voz ativa e os alunos comandam tudo, sendo capazes de realizar atos terríveis contra alunos indefesos e saírem livre de repercussões.

Em relação à revisão, diagramação e layout a editora realizou um ótimo trabalho.
"Essa nunca vai ser a minha casa. Meu lugar não é no luxo, é no lixo. É o que eu conheço. É o que me deixa a vontade, porque a miséria não mente. Não está embrulhada em um pacote bonito. É o que é."


Para comprar o livro pela Amazon, acesse: http://amzn.to/2xM6mcs

5 Comentários

  1. Carolina!
    Deve ser um choque de uma hora para outra descobrir que tem um tutor rico e que não vai mais precisar se preocupar em pagar as contas, por outro lado, enfrentar o 'bullying' dos irmãos que não a aceitam, vai ser uma barra, mas como ela não se dobra, quero ler para ver no que vai dar.
    E que escola é essa que os professores não tem voz ativa?
    Desejo um ótimo feriado!!
    “A sabedoria consiste em ordenar bem a nossa própria alma.” (Platão)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE SETEMBRO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Estou desejando ler esse livro, já li muitas resenhas sobre ele e achei a história super interessante. Ele já entrou na minha lista de leitura.

    ResponderExcluir
  3. Caramba, estou apaixonada nesse livro!!! Ainda não tinha lido nada sobre ele, e adorei. A história parece ser muito bem construida e envolvente. Foi para a minha lista de desejos, com certeza.

    ResponderExcluir
  4. Os Royals são do signo de Aries, tudo que acontece eles estão agredindo kkkkk. Adorei saber que a protagonista é uma mulher forte e não cheia de mimimi, gostei da premissa do livro e da capa que é linda! Quero ler essa série quando tiver uma oportunidade e tempo, pois estou com uma lista cheinha de livros para serem lidos haha.
    Gostei da resenha, beijos.

    ResponderExcluir
  5. Oi, Carol.
    Estou com esse livro aqui na estante e fiquei curiosa por tantas opiniões contrárias a respeito desse livro! Tem gente que amou, gente que odiou e gente que achou bem mais ou menos!! Rs... Vou ter que ler!! Rs...
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.