Sinopse - Reed tinha tudo na vida: beleza, status e dinheiro. As garotas da sua escola matariam para sair com ele, os caras queriam ser como ele, mas Reed nunca tinha dado a mínima para nada disso. Nem para a família. Até que Ella Harper apareceu na sua vida. Quando Ella chegou à mansão dos Royal, o que ele mais queria era que a nova hóspede sumisse, mas ela o conquistou e, agora, Reed irá fazer de tudo para mantê-la por perto. Ella lhe dá segurança, lhe transmite paz, o aconchega... sensações que há muito tempo não sentia. Porém Reed comete um deslize e Ella se afasta por completo, trazendo caos à família Royal. Reed vê seu mundo desmoronar e toda a esperança de viver um romance com Ella desaparece. A garota dos sonhos de Reed não quer mais saber dele, porque sabe que se ficarem juntos, isso vai destruí-los. Ella pode estar certa. 'Príncipe partido' é a aguardada continuação de 'Princesa de papel'.
CONTÊM SPOILERS DO LIVRO ANTERIOR 
"Príncipe Partido" é o segundo livro da série The Royals, que tem como protagonista Ella e Reed. Narrado em primeira pessoa, a trama começa exatamente onde a história do primeiro livro termina. Reed, o líder atual dos Royals, é o bad boy que tem tudo o que deseja e não sofre nenhuma consequência por seus atos inescrupulosos. A chegada de Ella à mansão faz com que o jovem queira ser uma pessoa melhor, mas seu passado ressurge e tanto Ella quanto os leitores vão enxergar a profundidade do ressentimento de Reed com o seu pai.
Ella flagra Reed em uma situação comprometedora e é quando ela decide pegar o dinheiro que sobrou e ir embora. Afinal, a mocinha havia entregado o seu coração pela primeira vez na vida e permitiu que Reed visse toda a sua vulnerabilidade e solidão.
"A boca de Ella se abre, e ela diz alguma coisa. Não consigo ouvir. Estou preso em uma paranoia de culpa e repulsa por mim mesmo, da qual não consigo sair. Só consigo ficar olhando para ela. A minha namorada. A garota mais bonita que já vi. Não consigo afastar o olhar daquele cabelo dourado, dos olhos grandes e azuis me implorando por uma explicação." (p. 13)
A saída de Ella causa uma grande ruptura na hierarquia familiar, assim como na escola. Em casa, Easton e os demais irmãos decidem não apoiar mais Reed, ainda mais depois de descobrir o que motivou Ella a fugir. E a escola torna-se um verdadeiro campo de guerra sem o controle dos Royals.
Quando Ella aparece, Reed está determinado a provar que se tornará merecedor da amada e para isso, correrá atrás do prejuízo e tentará colocar o seu mundo em ordem. Porém, são inúmeros os obstáculos que ele vai enfrentar.
"Príncipe Partido" permite ao leitor uma perspectiva mais íntima de Reed. Sua narrativa apresenta uma vulnerabilidade não vista no livro anterior e esclarece alguns pontos e atitudes tomadas por ele anteriormente. Reed não é o tipo de protagonista agradável, principalmente por sua personalidade arrogante e atitudes impensadas. Não posso dizer que é um personagem pelo qual me afeiçoei durante a leitura, pois apesar de justificar seus atos, passa a impressão de ser alguém imaturo e egocêntrico.
Ella por sua vez, teve um crescimento pessoal mais perceptível. A forma como lidou com alguns acontecimentos foi realmente maduro e inspirador, mas também houve momentos em que ela deixou claro a pouca idade que tem. Sua narrativa mescla claramente a dor que está sentindo com a confusão ao observar a dinâmica dos Royals. Easton é uma confusão só. Sua personalidade oscila de bom amigo a completo idiota em todo o livro e fica difícil definir os sentimentos que ele provoca.
Porém, sem dúvida existem dois personagens que evocam os piores sentimentos durante a leitura: Brooke e Dinah, que são a representação perfeita de alpinistas sociais inescrupulosas. Mas as duas não são as únicas que causam aversão durante a leitura. Callum é um personagem totalmente sem noção, com atitudes tão horríveis e inexplicáveis que é impossível de acreditar em suas justificativas, pois a forma como lida com os acontecimentos é distorcida.
"Príncipe Partido" é uma ótima continuação. O enredo traz a dinâmica familiar dos Royals de forma escancarada, apresentando ao leitor suas disfunções, mas foca no relacionamento entre Ella e Reed. O final do livro traz uma nova reviravolta que será o gancho do terceiro livro e acreditem em mim quando digo que Erin Watt sabe deixar o leitor sem palavras ao terminar a leitura.
"Eu tinha passado os últimos dois anos tentando destruir tudo ao meu redor. Quem podia imaginar que o sucesso teria um gosto tão amargo." (p. 132)

Para comprar o livro da Amazon, acesse: http://amzn.to/2xLSFud

Confiram as resenhas dos livros anteriores:
Princesa de papel - Livro 01 -  clique aqui

4 Comentários

  1. CArolina!
    Tenho o primeiro exemplar dessa série aqui, mas ainda não tive oportunidade de ler, porque me propus a ler as séries quando tiver todos os exemplares em mãos.
    Mas fico bem feliz em ver que nesse exemplar ouve um amadurecimento das escritoras e consequentemente das personagens e da trama e que não caiu na maldição do segundo livro, pelo contrário, tive a impressão por sua resenha que este é ainda melhor que o primeiro.
    “Conhecimento sem transformação não é sabedoria.” (Paulo Coelho)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE SETEMBRO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Carol.
    Fiquei mais animada com a série depois da sua resenha desse segundo livro!
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Eu ainda não li essa série, mas estou desejando muito ter o primeiro exemplar para iniciar essa leitura. O segundo livro tem uma premissa muito boa e mostra as novas situações através de outros olhos e não da protagonista é isso para mim é muito bom. Estou desejando ler!

    ResponderExcluir
  4. Olá! Tudo bem?
    Confesso que eu não li a resenha pra não ler spoiler e agradeço por ter avisado no começo. Estou lendo o primeiro livro e estou gostando muito!
    Beijos.

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.