Sinopse - Helena Conway se apaixonou. Contra sua vontade. Perdidamente. Mas não sem motivo.Kit Isley é o oposto dela desencanado, espontâneo, alguém diferente de todos os homens que conheceu. Ele parece o seu complemento. Poderia ser tão perfeito... se Kit não fosse o namorado da sua melhor amiga. Helena deve desafiar seu coração, fazer a coisa certa e pensar nos outros. Mas ela não o faz... Tentar se afastar da pessoa amada é como tentar se afogar. Você decide fugir da vida, pulando na água, mas vai contra a natureza não buscar o ar. Seu corpo clama por oxigênio sua mente insiste que você precisa de ar. Então você acaba subindo à superfície, arfando, incapaz de negar a si mesma essa necessidade básica de ar. De amor. De desejo ardente. Você pode pensar que já viu histórias parecidas, mas nunca tão genuínas como essa. Tarryn, a escritora apaixonada por personagens reais, heroínas imperfeitas, mais uma vez entrega algo forte, pulsante, que nos faz sofrer mas também nos vicia. Depois dela, todas as outras histórias começam a parecer como contos de fadas. Se você não quer se viciar, não leia a primeira página.
"F*ck Love" é uma romance diferente de tudo o que você já leu antes e é completamente apaixonante. A história é narrada em primeira pessoa pela perspectiva de Helena, uma jovem de 23 anos de idade que está para se formar em contabilidade. Helena é o tipo de pessoa que muitos enxergam como entediante. Ela está para se formar em uma carreira tediosa, usa muito bege, tem um namorado sem graça e não é do tipo que é vista como divertida.

Seus relacionamentos giram em torno do namorado Neil, da amiga June, da melhor amiga Della e do namorado da June, Kit.

Helena começa a questionar a sua própria vida e seus sentimentos quando tem um sonho muito vívido com Kit. Um sonho onde os dois tem uma linda família, vivem uma vida incrível e são completamente apaixonados. Esse sonho desperta em Helena não apenas sentimentos amorosos, mas também uma nova forma de encarar a vida, de apreciar a arte e de repensar os relacionamentos já existentes.

Conforme a trama avança, Helena vai percebendo que o mundo em si tem muito a ser explorado, mas ela precisa tomar uma grande decisão. Ao observar atentamente Kit, a mocinha vê que ele é um homem muito mais complexo do que aparenta e começa a desejar que seu sonho se torne realidade. Mas será que ela vai ser capaz de fazer algo a respeito dos seus sentimentos e trair aquela que considera sua melhor amiga?
"Tenho medo é do que estamos nos tornando. Nosso relacionamento está lentamente ficando em segundo plano, e alguma outra coisa está crescendo e ganhando evidência. Costumávamos olharv uma para a outra e encontrar solidariedade mútua devido ao nosso entrosamento e familiaridade. Agora os nossos olhares são prescrutadores." (p. 101)
Na minha opinião, a sacada genial do livro é o fato de que a autora Tarryn Fisher faz com que o leitor não se apaixone completamente pelos personagens e sim, pelo enredo em si. Em vários momentos da história, o leitor fica irritado com as atitudes ou falta de atitudes dos personagens, mas ainda assim não consegue largar o livro.

Helena é uma jovem muito complacente, que se dedica de corpo e alma para os outros mesmo sendo claro que as pessoas estão se aproveitando dela. É uma personagem doce, fã de Harry Potter e totalmente altruísta. Kit é um pouco ambíguo, o que é irritante. Se por um lado ele não quer magoar ninguém, por outro sua indecisão e neutralidade acabam machucando ainda mais as pessoas. Della é egocêntrica ao extremo e totalmente manipuladora. Desde o início da leitura fica claro o quanto ela se esforça para conseguir o quer, mesmo que isso envolva manipulações emocionais. Neil tem uma personalidade passivo-agressiva, que deixa Helena em situações desconfortáveis.

Em relação à revisão, diagramação e layout, a Faro Editorial mais uma vez realizou um trabalho espetacular. O topo das páginas iniciais de cada capítulo é decorada e com uma hastag diferente em cada capítulo, a contracapa é linda e a capa é deslumbrante.
"Esse é o lado ruim de ser jovem. Você não faz ideia de todas as mudanças que estão por vir. E quando elas enfim chegam, não importa o quanto as pessoas o tenham avisado, você fica de fato surpreso." (p. 101)

Para comprar o livro pela Amazon, acesse:  http://amzn.to/2yKtTxz

7 Comentários

  1. Olá! Já ouvi falar e muito desse livro, estou louca para ler, mas ao mesmo tempo com um certo receio! (maluco, eu sei). A sinopse me deixou curiosa para descobrir o desenrolar da história, mas ao mesmo tempo, me deixa receosa quanto aos personagens e suas atitudes, por isso continuo indecisa se inicio ou não a leitura.

    ResponderExcluir
  2. Olá!!
    Sua definição é perfeita!
    A trama em si é o que te prende, eu fiquei 'mutcho lôca' qd li esse livro
    Terminei ele e fiquei parada, sem saber o que pensar!!

    Tem resenha dele lá no Pedacinhos tb! ;)

    Bjoooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Carolina!
    Nossa! Não imaginei que o livro traria uma questão pessoal tão emergente e até certo ponto envolvente, porque gosto quando a protagonista aprende com seus problemas e tenha resolvê-los de uma forma que acha correta, mesmo que o problema da perda e do amor, fiquem retornando.
    “Só a mágoa deveria ser a instrutora dos sábios; Tristeza é saber.” (George Lord Byron)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE OUTUBRO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Gostei muito desse livro, já li resenhas sobre ele e sempre vejo pontos negativos e positivos. A história é muito envolvente e intensamente, a personagem já me encantou pelo fato de ser fã de Harry potter.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  5. Eu fiquei curiosa para ler este livro desde que vi ele entre os lançamentos, como gosto de livros de romance, acabei ficando curiosa para ler este livro.
    Que bom que a autora conseguiu fazer com que o leitor gostasse dos personagens, e do enredo da história, uma pena em alguns pontos o leitor fica irritado com algumas atitudes ou a falta dela de alguns personagens, mas que bom que isto não implica para parar de ler o livro.
    Pretendo ler F*ck Love em breve.

    ResponderExcluir
  6. Essa capa está arrasadora, eu adorei!
    Não conhecia a autora, mas gostei bastante de saber que ela escreve histórias apaixonantes sem todo aquele romance aguado que eu não sou nem um pouco fã.
    Acho que me identificaria com Helena, fique super curiosa para saber mais sobre ela.
    Adorei a dica.

    ResponderExcluir
  7. Oi, Carol.
    Eu amo os livros da autora e você definiu perfeitamente o que eu mais gosto: me apaixonar pela trama sem me apaixonar pelos personagens!! Rs.. É isso mesmo!! Adoro essas pessoas tão imperfeitas e tão verdadeiras que ela cria!!
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.