Sinopse - Em A Irmã da pérola, quarto volume da série As Sete Irmãs, duas jovens de séculos diferentes têm seus destinos cruzados numa emocionante história sobre amor, arte e superação.Ceci D’Aplièse sempre se sentiu um peixe fora d’água. Após a morte do pai adotivo e o distanciamento de sua adorada irmã Estrela, ela de repente se percebe mais sozinha do que nunca. Depois de abandonar a faculdade, decide deixar sua vida sem sentido em Londres e desvendar o mistério por trás de suas origens. As únicas pistas que tem são uma fotografia em preto e branco e o nome de uma das primeiras exploradoras da Austrália, que viveu no país mais de um século antes. A caminho de Sydney, Ceci faz uma parada no único local em que já se sentiu verdadeiramente em paz consigo mesma: as deslumbrantes praias de Krabi, na Tailândia. Lá, em meio aos mochileiros e aos festejos de fim de ano, conhece o misterioso Ace, um homem tão solitário quanto ela e o primeiro de muitos novos amigos que irão ajudá-la em sua jornada. Ao chegar às escaldantes planícies australianas, algo dentro de Ceci responde à energia do local. À medida que chega mais perto de descobrir a verdade sobre seus antepassados, ela começa a perceber que afinal talvez seja possível encontrar nesse continente desconhecido aquilo que sempre procurou sem sucesso: a sensação de pertencer a algum lugar. Filha de um pastor em Edimburgo, no início do século XX, Kitty McBride é presenteada com a chance de deixar seu ambiente opressivo e ir para a Austrália como dama de companhia da Sra. McCrombie. Em Adelaide, seu destino se entrelaça com o da família da velha aristocrata, incluindo seus dois jovens sobrinhos: o impetuoso Drummond e o ambicioso Andrew, gêmeos idênticos, porém em tudo diferentes, além de herdeiros de um próspero comércio de pérolas. Seu bilhete para uma nova terra oferece todas as oportunidades de aventura com que ela sempre sonhou e um amor que ela jamais poderia imaginar... Cem anos depois, Ceci D’Aplièse decide seguir o exemplo das irmãs e ir atrás de sua família biológica. Seguindo as coordenadas deixadas pelo pai adotivo antes de morrer, ela parte rumo à Austrália, e se vê refazendo os intrincados passos de Kitty à medida que procura descobrir a própria história – uma narrativa improvável que envolve uma pérola amaldiçoada e um mergulho mágico na arte aborígine.
"A Irmã da Pérola" conta a história de Ceci D’Aplièse, uma das filhas adotivas de Pa Salt. Pa deixou cartas específicas para cada uma de suas filhas antes de falecer, para que elas pudessem descobrir suas origens. A cada carta aberta, uma delas embarca em uma grande aventura.

Estrela e Ceci eram inseparáveis, mas após descobrir a sua história, Estrela acaba encontrando o seu lugar ao mundo e um grande amor, deixando Ceci trilhar por conta própria seu caminho. Ceci sempre se sentiu diferente e distante dos outros. Ela é uma artista talentosa, mas desistiu do curso de artes em Londres sem maiores explicações.

A protagonista é um espírito livre, que ama viajar, mas que também tende a fugir ao invés de confrontar os problemas.

O último lugar que ela se sentiu feliz foi na Tailândia com sua irmã Estrela. Então, antes de começar a investigar a carta deixada por seu pai, que indicavam a Austrália, Ceci decide viajar novamente para a Tailândia. É lá que ela conhece Ace, um homem peculiar que sente-se tão sozinho e incompreendido quanto à protagonista. 

Após alguns acontecimentos, Ace e Ceci tornam-se amigos e Ace começa a ler a biografia de Kitty Mercer, a pioneira das pérolas de Broome e uma das pistas deixadas por Pa Salt em sua carta.

Conforme Ace lê a biografia, o leitor é levado para o ano de 1906, na Escócia. Kitty era uma jovem moderna para a época, pois acredita que as mulheres podem trabalhar e ter filhos e marido ao mesmo tempo. Além disso, Kitty também começa a duvidar de sua própria fé ao ler um livro de Darwin e suas ideias sobre a evolução. 

O pai de Kitty é um pastor e vê a oportunidade de um bom casamento para a filha quando a Sra. McCrombie precisa de uma acompanhante para viajar até a Austrália e visitar a irmã. Aparentemente, os contatos da Sra. McCrombie são pessoas da alta sociedade e poderia apresentar Kitty a um marido rico. 

Apesar de confusa com suas crenças, Kitty fica entusiasmada em conhecer a Austrália, pois é o local onde Darwin usou como palco em algumas explicações. Dessa forma, Kitty para Adelaide, na Austrália e não faz ideia de que sua vida mudará completamente daquele ponto em diante.

É indescritível o talento da autora Lucinda Riley. Sua capacidade de transportar os leitores para lugares e épocas diferentes e ligar personagens que à primeira vista não tem nenhuma conexão é simplesmente excepcional.

Com uma narrativa suave, fluida e personagens complexos e carismáticos, a autora demonstra mais uma vez o seu talento e nos traz em "A Irmã da Pérola" uma história extraordinária.

A Editora Arqueiro também realizou um ótimo trabalho, tomando um grande cuidado com a revisão e com a escolha da capa.
"Agora ali estava eu, maios ou menos na mesma época em que, no ano anterior, cruzara o mundo com a minha irmã até a Tailândia, na classe econômica. Só que dessa vez Estrela não estava comigo, e eu não esta me dirigindo para alguma coisa, mas sim, fugindo de algo..." (p. 12)

Para comprar o livro pela Amazon, acesse: http://amzn.to/2hSBbVX 

13 Comentários

  1. Olá! Gosto bastante dos livros da Lucinda Riley, ela realmente tem uma escrita incrível e essa série vem aguçando a minha curiosidade há um tempinho, pois parece ser bastante intrigante e com aquele toque de mistério, sem dúvida espero começar a ler em breve.

    ResponderExcluir
  2. Com certeza estará na minha lista de leituras de 2018.

    ResponderExcluir
  3. Carol!
    Para mim é uma das melhores escritoras contemporâneas e li apenas esse livro dessa série.
    Gosto demais porque ela sempre escreve duas histórias dentro de uma, a do passado e a do presente, acho fenomenal.
    Desejo um ótimo final de semana!
    “A poesia contém quase tudo que você precisa saber da vida.” (Josephine Hart)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA novembro 3 livros, 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  4. Olá! Essa série já está na minha alista de leitura faz tempo porem ainda não li nenhum livro, gosto muito de série sobre irmãos e cada resenha que vejo dos livros me deixa ainda mais interessa em conferi essas histórias.

    ResponderExcluir
  5. Gosto muito da escrita da autora, ainda não tive oportunidade de ler esta série mas está na minha listinha!
    Adoro essa mistura de passado e presente.

    beijos
    She is a Bookaholic

    ResponderExcluir
  6. Parece ter muita aventura e descobrimento/crescimento pessoal, gostei muito!

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Eu ja li resenhas desse livro, a trama é bem envocente, mostra uma história bem misteriosa e com épocas incríveis. Fiquei bastante curiosa sobre a origem dessa garota, agora só ano que em para ler.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  8. Ja tentei varias vezes começar a leitura dos livros dessa autora mas nunca tive motivação em ler. As premissas e sinopses eram lentas e não despertavam meu interesse. Eu sempre acabava pulando a leitura

    ResponderExcluir
  9. Oi Carol!
    Como já disse por aqui, ainda não conheço a escrita da autora, mas pelo que li dela seus livros são incríveis.
    Já li algumas resenhas da série, e achei interessante a histórias das irmãs, nesse livro eu gostei porque parece ser dias histórias em uma, a de Kitty e a do livro que ela está lendo. Achei incrível.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Oi, Carol.
    Morro de vontade de ler essa série!
    Não acredito que já está no quarto volume e ainda não comecei!!
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  11. Colocando na minha lista para ler...

    ResponderExcluir
  12. Assim, não é muito meu estilo de leitura, mas tenho que admitir que deve ser mesmo uma leitura envolvente, e tem que ter uma escrita muito boa e cativante pra fazer o leitor mergulhar assim em uma outra época tão facilmente como você descreveu.

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.