Lançamentos de Fevereiro/18 da Editora Rocco


Sinopse - Quin Kincaid é uma seeker. Seu legado é uma honra, um papel que vem passando por gerações. Até que na noite de seu juramento, ela descobre a verdade, e tudo muda para sempre. Ela percebe que todo o seu treinamento foi uma farsa e que, na verdade, se preparou a vida inteira para ser uma assassina. E que o rapaz que um dia amou só pensava em vingança. Este é o ponto de partida de A viajante, segundo volume da eletrizante trilogia Seeker, da norte-americana Arwen Elys Dayton. A jovem seeker Quin Kincaid sobreviveu a um confronto épico a bordo da Traveller, o dirigível da família de John, seu antigo amor, que até então pairava sobre Londres. Durante a luta na aeronave, inesperadas revelações vêm à tona, velhas rixas ressurgem enquanto novos ódios brotam com força. E quando Quin se recusa a entregar o athame da família (instrumento capaz de abrir portais entre locais) e permitir a John sua tão esperada vingança, ela precisa fugir antes da destruição da Traveller. Mas ela não está sozinha. A decepção e tristeza pelo seu legado e a briga com John são superadas com a ajuda de Shinobu. Seu mais antigo companheiro, e também um seeker, Shinobu cresceu junto de Quin e John, está tão surpreso quanto ela com as descobertas. Agora ele é única pessoa que Quin pode confiar. E o único que busca respostas tão desesperadamente quanto ela. Juntos, eles lutam para desvendar o passado dos Seekers e a verdade sobre as antigas famílias. Eles correm contra o tempo na busca de repostas. Quanto mais pesquisam o passado, mais sombrio o futuro vai se tornando. E as descobertas de Quin e Shinobu podem ser o estopim para a destruição definitiva. Em A viajante, Arwen Elys Dayton, com um talento único, traça uma nova tapeçaria de histórias com mistura original de vários gêneros: fantasia, ação, ficção cientifica e romance. Mantendo o ritmo alucinante, a autora apresenta aos leitores um pouco mais do passado dos Seekers, a importância de cada personagem e suas motivações. Dayton prepara o terreno para um final épico, enquanto vai colocando um novo casal no coração dos leitores. Quin e Shinobu vieram para ficar. 

Sinopse - A imagem do mar está presente em todo o romance Nas águas do tempo, de Jason Gurley. Mas não é apenas o movimento das águas que parece significativo para ilustrar a história de uma família marcada por tragédias devastadoras, que deixam rastros por gerações.  A trama começa em 1962, em uma pequena cidade norte-americana banhada pelo Pacífico e marcada pelo frio e a chuva constantes. O mar é a casa de Eleanor e seu corpo sente o seu chamado a distância. A chuva carrega o seu cheiro. Nadar em suas águas é libertador e faz com que se conecte consigo mesma, livrando-se de amarras sociais. Mas a vida pode mudar completamente em segundos. Pequenas decisões trazem consequências devastadoras para toda a família. Eleanor, sua filha Agnes e as netas gêmeas Esmerelda e Eleanor estão no centro desse romance, que dá saltos no tempo, mas sem nunca deixar o passado completamente para trás. O tempo é relativo, na história criada por Gurley, e Eleanor, a neta, descobre isso aos 14 anos, ao cruzar um portal e visitar outros mundos, ao cair em uma fenda que revela um tempo paralelo. Ela vai ter a oportunidade de, junto com seus parentes, curar os traumas do passado, trazer paz à família. Mas a tarefa não será fácil. Exigirá um enorme esforço físico e entrega ao desconhecido. Jason Gurley combina uma narrativa tradicional trágica com elementos de ficção científica e fantasia. Uma história comovente, que funciona em muitos níveis, e com um tremendo impacto emocional em suas páginas finais. 

Sinopse - Abordando temas como medos e amizade, a série de aventura e humor Escola do Medo chega ao fim com O exame final. E, neste caso, fim pode significar, literalmente, que tudo está acabado. Não só a história, mas a própria Escola do Medo. O que, convenhamos, seria um fim bastante melancólico, para não dizer trágico, para uma instituição tão importante onde se aprende: um, que todo mundo tem medo de alguma coisa; dois, que existe um lugar para tratar esse medo; três, que uma vez matriculado na Escola do Medo, fracassar pode ser muito mais assustador. Para evitar tamanha derrota, cinco amigos têm exatamente três semanas para impedir a publicação da matéria capaz de levar a Escola do Medo, seus alunos e professores à humilhação pública. Mas como a aracnofóbica Madeleine, o tanatofóbico Theo, o aquafóbico Garrison, a claustrofóbica Lulu e a isolofóbica Hyacinth vão impedir a ruína, se até mesmo a excêntrica diretora, Sra. Wellington, e seu enteado, Abernathy, não conseguem se entender e vencer seus próprios fantasmas? Será que a Escola do Medo resistirá e, finalmente, Madeleine vencerá seu medo de insetos em geral e aranhas em especial? E Theo, deixará de “morrer de medo de morrer”? Lulu conseguirá se livrar do pavor de lugares fechados, assim como o atlético Garrison do pânico de águas profundas? E Hyhy, sempre na companhia de seu furão fêmea, perderá o medo de ficar sozinha? Com uma trama cheia de reviravoltas, grandes revelações sobre o passado de Albernathy e de sua madrasta e a chegada de novos e improváveis personagens para trazer ainda mais confusão para Summerstone, O exame final é o divertido desfecho de uma história sobre grandes e pequenos medos, mas também sobre como enfrentá-los, de preferência com a ajuda dos amigos.

Sinopse - Autor do já clássico O fim da história e o último homem, entre outras obras fundamentais da sociologia e da ciência política contemporânea, Francis Fukuyama retoma seu ambicioso projeto de narrar a longa trajetória das instituições políticas, das organizações tribais até o Estado moderno, em Ordem e decadência política. Após As origens da ordem política, em que cobre a história das sociedades desde a Antiguidade até as Revoluções Francesa e Americana, o autor agora se debruça sobre os acontecimentos que vão do final do século XVIII até a chamada Primavera Árabe, partindo da questão fundamental de como as sociedades desenvolvem instituições políticas fortes, e examina, entre outras coisas, as disfunções da política contemporânea norte-americana, os efeitos da corrupção nas instituições e os diferentes legados do colonialismo na América Latina, África e Ásia. Um panorama completo e ousado da luta da humanidade pela criação de um Estado moderno e eficaz.

Sinopse - Em dezembro de 2017, Tania Zagury completou 50 anos de trabalho em Educação. Nesse meio século de sala de aula, testemunhou as mais diversas reformas (na estrutura curricular, nas metodologias, no conteúdo e na forma de avaliação, entre outras), mas pôde observar também que as mudanças introduzidas por sucessivos governos pouco ou nenhum resultado trouxeram a quem mais dele necessita: os alunos, especialmente os da rede pública. Mesmo com todas as reformulações, desde os anos 1980 o Brasil só tem tido más notícias quando o tema é qualidade de ensino. Nesse cenário, Pensando educação com os pés no chão traz análises de medidas e situações que ocorreram e/ou foram adotadas no país nas últimas décadas. O objetivo é fazer com que mais pessoas entendam suas causas e consequências – levando, dessa forma, a projetos mais realistas e pragmáticos. “O que desejo – e sei que a maioria dos professores e pais (conscientes) também deseja – é que, afinal, nossas autoridades (e parte dos especialistas da área) parem de apresentar projetos e métodos educacionais divinos, maravilhosos e de vanguarda – porém totalmente distantes da realidade do Brasil – e entendam que, antes do sonho, se faz necessário, urgente e inadiável vencer etapas que são e darão base real e concreta para que se vença e supere a dura realidade da educação brasileira de hoje. Por isso e para isso é que ter os pés no chão se faz preciso! Já são décadas de derrotas: pensar criticamente a realidade do ensino se faz imprescindível”, escreve a autora. Tânia destaca que o próprio MEC/INEP atestou, em 2016, que, ao final da 5ª série, mais da metade dos alunos continua mal sabendo ler e fazer cálculos matemáticos básicos, com “pequena melhora” ao final da 9ª série. Ao mesmo tempo, esse quadro gravíssimo deixa os professores em posição extremamente difícil: parte, após muita insistência, acaba desistindo; outros, suportando xingamentos, agressões físicas e até ameaças de morte, acabam sendo conduzidos a repetidas licenças médicas e à depressão. Para a autora, o professor hoje é um D. Quixote triste e solitário – sem Sancho Pança ou Dulcineia – que atua dia a dia contra novos e fortes inimigos: famílias sem autoridade, sociedade consumista, desprezo pelo saber e incentivo ao imediatismo. Ela deixa claro que qualquer projeto educacional só terá sucesso quando as equipes docentes forem incentivadas a botar em prática medidas nas quais acreditem e saibam não estar destinadas ao insucesso. É com esse objetivo que Tania analisa a situação atual, que culminou na profanação do ambiente escolar, e repensa conceitos como evasão, inovação e a cultura da repetência, apresentando em seguida caminhos possíveis – relacionados a questões como a forma de gerir a escola moderna, a parceria entre família e instituição de ensino, liderança, autoestima, limites e ética. Assim, Tania Zagury espera contribuir com um futuro qualitativamente digno, igualitário e justo para as novas gerações de brasileiros – e Pensando educação com os pés no chão é dedicado a elas.

Sinopse - Por quanto tempo é possível expor o lado sórdido de uma cidade sem perder a originalidade? Se estivermos falando de Irvine Welsh e a cidade em questão for Edimburgo, a resposta é simples: mais de 20 anos, e o tempo continua contando. Prova disso é Uma boa corrida, o romance mais recente do autor de Trainspotting, que explora o mesmo universo de personagens e perversões que se tornou a marca registrada de suas obras. O romance acompanha a saga de Terry Lawson, homem de meia-idade que busca manter seus vícios em sexo e cocaína fazendo bicos como supervisor de uma sauna, figurante de filmes pornô de quinta categoria ou, na maior parte do tempo, motorista de táxi na capital escocesa. Após fazer algumas corridas com escritores durante o Festival de Edimburgo (um evento cultural que reúne artistas de diversas áreas), Lawson decide aprender mais sobre golfe na esperança de que isso possa compensar sua queda de rendimento na cama. Acompanhando as ações de Checker, Jonty e Lawson enquanto os dois últimos tentam desvendar o que está acontecendo, a narrativa recria o sotaque e a cadência dos escoceses com perfeição. Entre piadas de cunho sexual, atos obscenos e uma dose considerável de violência, Uma boa corrida encontra espaço para refletir sobre o referendo da independência da Escócia, o caos da política internacional e a falta de perspectiva de toda uma geração. Pode até parecer impossível tratar de assuntos tão sérios com uma abordagem tão debochada e inapropriada – mas se você acha isso, é porque ainda não leu um livro de Irvine Welsh. 


Sinopse - Qual é o limite entre amor e obsessão? Você, suspense que marca a estreia de Caroline Kepnes na literatura, conta a história de Joe Goldberg, funcionário de uma livraria em Nova York que se apaixona por Guinevere Beck, uma jovem aspirante a escritora. Para ter a amada ao seu lado, Joe não medirá esforços e afastará qualquer um que atravessar seu caminho. Invasão de privacidade, violência e manipulação fazem parte da trama, que mistura momentos de ternura com trechos assustadores. Era um dia comum na Mooney Books, livraria no Lower East Side, em Nova York, quando Joe Goldberg viu entrar a cliente que mudaria sua vida: baixinha, sorriso tímido, sem esmalte nas unhas e usando jeans e um suéter, ela disse “olá” e foi direto para as prateleiras onde estavam os livros de ficção. Mais tarde, no caixa, Joe descobriria que ela se chamava Guinevere Beck, mas preferia ser chamada de Beck. Depois de uma rápida conversa, ela se despediu e deixou a loja, sem dar margem a um segundo encontro. Mas Joe estava convencido de que o destino deles era formar um casal. Sem conseguir tirar Beck da cabeça, Joe pesquisa sobre ela na internet até chegar a seus perfis em redes sociais. A partir daí, a perseguição se intensifica: ele descobre o endereço da jovem, os nomes das suas melhores amigas e os lugares que o grupo frequenta, passando a acompanhá-las de perto. Enquanto se diverte estudando Beck e examinando seus gostos, Joe encontra um concorrente na figura de Benji, rapaz rico e mimado com quem ela mantém um relacionamento sem compromisso. É o suficiente para Benji entrar no radar de Joe e ser colocado na lista de pessoas que precisam sair da vida de Beck. Após observar Beck passar horas em um bar com as amigas, Joe a segue até o metrô. Bêbada, a jovem cai nos trilhos e ele tem a chance de ser o herói da noite. Ao deixá-la em casa, outro golpe de sorte para um perseguidor – a aspirante a escritora esquece o celular no táxi. Com livre acesso ao e-mail e a outras contas de Beck, Joe tem a chance de se tornar o namorado perfeito, desde que o alvo de seu amor não descubra como ele a conhece tão bem.  Ao longo das páginas, Caroline Kepnes percorre a linha tênue que separa um comportamento apaixonado de uma postura obsessiva, fazendo com que os leitores mergulhem na mente de Joe e acompanhem a lógica por trás das atitudes dele. Mas será que o vendedor de livros é o único a se aproveitar das situações para atingir seus objetivos? O que pode acontecer com quem representar uma ameaça? Embarque nessa história de tirar o fôlego e descubra se Joe e Beck viverão um grande amor ou um pesadelo.


Sinopse - “Um rei sem majestade é meia maçã sem a outra metade. É domingo sem feira, quintal sem mangueira, goiabeira sem quintal.” Assim começa Um rei sem majestade, novo livro infantil da premiada escritora Adriana Lisboa, que ressalta, neste gracioso e divertido poema ilustrado por Lúcia Brandão, o quanto certas coisas só fazem sentido acompanhadas de outras. Passeando por esse mundo em que natureza, pessoas, objetos, sentimentos e sensações se conectam para, assim, existirem de verdade, e brincando com a sonoridade das palavras, a autora confere sentido e recria novas possibilidades para situações cotidianas, numa divertida viagem repleta de surpresas a cada página. 


16 comentários

  1. Olá!
    A rocco sempre com lançamentos incríveis, já me deixou bastante curiosa por vários livros, irei nota na lista de leitura.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lily, tudo bem? Eu também já anotei alguns nomes rs
      Bjkas

      Excluir
  2. Olá Carol.
    Adorei os lançamentos.
    Fiquei com vontade de ler A viajante e Você. Nas águas do tempo também parece interessante, mas quero ler resenhas dele para ver se vale a pena ler o livro.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Pamela, tudo bem?
      Foram esses três livros que me interessaram também.
      Bjkas

      Excluir
  3. Carol!
    A Rocco sempre traz lançamentos bons e diversificados.
    Fiquei com vontade de ler: Você, Ordem e decadência política, A viajante e Nas águas do tempo.
    Desejo uma ótima semana e um mês mais que abençoado!!
    “Acredite em si próprio e chegará um dia em que os outros não terão outra escolha senão acreditar com você.” (Cynthia Kersey)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA FEVEREIRO: 3 livros + vários kits, 5 ganhadores, participem!
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rudynalva, tudo bem? Os lançamentos são realmente ótimos. Eu fiz minha própria listinha de desejados.
      Bjkas

      Excluir
  4. Bem legais estes lançamentos do mês de fevereiro da Editora Rocco!
    Me interessei em ler os livros A Viajante e Você.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mariele, tudo bem?
      Eu também gostei bastante desses dois lançamentos.
      Bjkas

      Excluir
  5. Oi Carol!!
    Gostei dos lançamentos ... Como estudante de pedagogia o livro "Pensando Educação" me interessou bastante, ando gostando bastante de tudo que envolva a palavra educação, fora que é um conhecimento necessário.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vitória, os lançamentos são ótimos, não é?
      Bjkas

      Excluir
  6. Olá! O livro que mais chamou minha atenção foi Você, achei a sinopse bem intrigante, e o enredo parece ser bem intenso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Elizete, tudo bem? A sinopse desse livro realmente chamou a atenção.
      Bjkas

      Excluir
  7. Oi, Carol.
    A Rocco trouxe bastante coisa para fevereiro!
    Para a minha sorte, nenhum deles entrou para a minha lista de desejos!! Rs... Afinal, tá difícil bancar tantos livros maravilhosos! Rs...
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Camila, tudo bem? Que invejinha! Eu anotei três nomes novos na minha lista rs.
      Bjkas

      Excluir
  8. Fiquei surpresa com a quantidade de lançamentos e sias sinopses. A tempos quero ler algo sobre viajem no tempo, então A viajante foi o lançamento que mais me chamou a atenção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Micheli, tudo bem? A Rocco sempre traz lançamentos incríveis. Anotei a viajante na minha listinha também.
      Bjkas

      Excluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.