Resenha Dominada - Série The Enforcers # 2 - Maya Banks


Sinopse - Eles não seguem as regras. Eles FAZEM as regras. O desejo que explodiu em Submissa continua em Dominada. O 2º livro da série que vai mexer com você da cabeça aos pés. Poder, sedução, dinheiro, obediência, dominação e prazer. Nesse jogo, o amor não entra nas regras. Até agora.... Para salvá-la, ele foi obrigado a traí-la… No mundo sombrio de Drake, seus inimigos não hesitariam em explorar qualquer ponto fraco para chantageá-lo e enfraquecer seu poder. Por isso, ele construiu sua reputação e seu império sobre um princípio muito sólido: a invulnerabilidade. Drake sempre foi temido e respeitado por não ter nenhuma fraqueza que poderia ser usada contra ele. Até conhecer Evangeline — seu anjo. Uma mulher que derrubou todas as suas barreiras e defesas como ninguém jamais conseguiu. Mas, para salvá-la, Drake foi obrigado a fazer o inimaginável e a expulsou de sua vida. Mas não vai desistir até reconquistá-la . Devastada, humilhada e destruída, Evangeline não sabe o que fez para Drake ter se virado contra ela de modo tão violento. A jovem só sabe que nunca mais será a mesma. Ele a libertou de todas as suas inibições apenas para transformá-la em prisioneira de uma dor incurável. Mas quando Drake a reencontra, Evangeline descobre que há muito mais do que ela imaginava no misterioso mundo daquele homem.
CONTÊM SPOILERS
No final do primeiro livro Drake humilhou Evangeline na frente dos seus inimigos em uma tentativa de protegê-la, mantendo-a fora do radar. Após tal evento traumático, "Angel" some da cobertura de Drake, levando consigo apenas as roupas que trouxe e não deixa rastros. O início desse livro é a busca desesperada de Drake e seus associados pela ingênua e gentil mulher.

Ao reencontrá-la ele promete que irá manter seu anjo à salvo e que fará de tudo para recompensá-la por seus atos. Dando uma segunda chance ao amado, Evangeline volta a rotina do relacionamento, com muito sexo e sempre protegida pelos associados de Drake, não podendo sair sozinha de casa. Mas quando um novo grande problema acontece, será que o casal conseguirá se manter firme?

Preciso confessar que comprei esse livro por ser uma fã da autora Maya Banks, mas fiquei extremamente decepcionada com o desenvolvimento da história e com a Evangeline.

Evangeline é uma submissa sexual, mas acaba extrapolando essa submissão para o dia a dia. Até aí não há problema, pois há relacionamentos com essa dinâmica. Porém, ela confunde submissão com falta de amor próprio. Drake é o tipo de cara que realmente a humilha (quem leu o final do primeiro livro deve ter ficado tão chocado quanto eu) e depois espera que um simples "Desculpe" resolva tudo. O problema é que resolve. Evangeline rapidamente deixa tudo para trás, simplesmente para ser humilhada de novo e de novo. É cansativo e irritante ver uma jovem tão altruísta ser degradada dessa forma e não se impor. Afinal, nem tudo se resolve com sexo, item que não falta nas páginas desse livro.

Drake por sua vez prega sua redenção diante da amada, mas na primeira oportunidade fala e age de forma contrária. Até mesmo os seus associados tem mais consciência e noção do relacionamento dele do que o próprio protagonista, sendo que todos eles tem uma origem problemática semelhante. Ou seja, não tem como usar a infância problemática como desculpa.

As linhas entre submissão sexual e falta de amor próprio se mesclam e a impressão que temos é que esse comportamento dos dois é "normal". E não, não é normal uma pessoa ser humilhada de forma cruel e deixar para trás em um piscar de olhos.

Sem dúvida, foi a leitura que menos me conquistou em 2018. Vocês tiveram a oportunidade de ler "Dominada"? O que acharam?






Para comprar o livro pela Amazon, acesse: http://amzn.to/2ExChnR

Confiram as resenhas dos livros anteriores:
Submissa - Livro 01 

16 comentários

  1. Carolina!
    Gosto também da autora e fico triste em ver que nesse livro ela não deu seu melhor.
    Triste ver Evangeline transportar sua submissão sexual para todas as areas de sua vida, bem deprimente. Triste não ter amor próprio.
    E ainda Drake humilhá-la de forma tão cruel, cruzes!
    Bom final de semana!
    “Acredite na justiça, mas não a que emana dos demais e sim na tua própria.” (Código Samurai)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA FEVEREIRO: 3 livros + vários kits, 5 ganhadores, participem!
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rudynalva, tudo bem? Pois é, fiquei extremamente triste com essa continuação.
      Bjkas

      Excluir
  2. Olá!
    O livro e interessante. Mas o fato de haver uma mulher que não se expõe a lutar e sair de uma submisao é muito chato, uma hora cansa o leitor, mas me deixou curiosa em ler.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lily, tudo bem? Confesso que eu fiquei bem decepcionada com esse livro.
      Bjkas

      Excluir
  3. Oi Carol!
    Lembro do comentário que fiz em uma das últimas resenhas? Sobre o machismo? Fica aí mais um livro em que isso está claro ... É uma pena que a autora não soube diferenciar submissão de domínio em todos os momentos, fazendo a Evangeline perder qualquer traço de uma mulher forte e do Drake simplesmente um babaca.
    Não vou mentir, também gosto mto da Maya Banks, mas hoje sou mais seleta com livros hots.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vitória! Lembro sim. Foi exatamente isso que aconteceu. Não houve uma diferença entre ser submisso sexual e um saco de pancadas emocional do cara.
      Bjkas

      Excluir
  4. Olá! Realmente eu queria que a Evangeline fizesse Drake sofrer um pouco mais por suas ações, não deu para acreditar neles como um casal, o primeiro livro foi intrigante e bem escrito, mas o mesmo não pode ser dito desse, o que é uma pena, pois eu adoro a escrita da Maya Banks.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Elizete, tudo bem? Uma pena mesmo porque eu também adoro a escrita da autora.
      Bjkas

      Excluir
  5. Para ser bem sincera ainda não conhecia a série, mas de cara sua temática não me chamou em nada a atenção, já livros com sinopse/tema semelhantes a esta e acabei abandonando por não aceitar as atitudes dos personagens. Mas ainda sim é sempre válido ler a resenha de algum que desconhecemos. Mas não tive interesse dele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Michelli!
      Quem sabe os livros discutidos nas próximas resenhas sejam mais do seu gosto?
      Bjkas

      Excluir
  6. Oi Carol.
    Não conhecia essa série, mas já fiquei com má impressão dela.
    ser submissa e não ter amor própria não é a mesma coisa. A autora retratar esse relacionamento abusivo como algo normal não é algo que deve ser disseminado entre os leitores.
    Com certeza não lerei essa série.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Pamela, tudo bem?
      Pois é, acho muito importante ressaltar essa diferença que você citou.
      Bjkas

      Excluir
  7. Oi, Carol.
    Tenho o primeiro livro dessa série, mas depois da sua resenha, não me animo nem a começar!! Acho que a Maya Banks acaba se repetindo demais e estou meio enjoada já!!
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Camila, tudo bem?
      Também venho sentindo essa repetição nos livros dela.
      Bjkas

      Excluir
  8. Esperei horrores por esse livro, estava super entusiasmada em ler a continuação e agora minhas expectativas desabaram drasticamente. Que pena que o livro foi para esse caminho. Ainda vou pq sou aquela pessoa que fica querendo ler o série inteira, mas...

    Jaci
    Uma Pandora e Sua Caixa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jaci, tudo bem?
      Depois que realizar a leitura venha me dizer o que achou, ok? Gostaria muito de outra opinião.
      Bjkas

      Excluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.