Resenha Um Banquete Para Hitler - A morte está servida - V.S. Alexander

Sinopse - "Eu, Magda Ritter, conheci Hitler. Eu era uma das quinze mulheres que provavam sua comida, pois o Fürher era obcecado com a possibilidade de ser envenenado pelos Aliados ou por traidores dentro de seu círculo pessoal. Ninguém, exceto meu marido, sabe o que eu fiz. Nunca falei sobre isso. Eu não podia falar… Mas os segredos que guardei por tantos anos precisam ser revelados. Às vezes, a verdade me oprime e me apavora. É como uma queda sem fim em um poço fundo e escuro. Mas, ao escrever minha história, descobri muito sobre mim mesma e sobre a humanidade. E também sobre a crueldade dos homens que fazem leis para se adequarem aos seus próprios interesses. Eu conheci Hitler… E minha história precisa ser contada.” Unindo a história e a ficção, Um Banquete Para Hitler mostra os extremos de privilégio e opressão sob a ditadura do Fürher, expondo os dilemas morais da guerra em uma história emocionante, cheia de atos de extraordinária coragem em busca de segurança, liberdade e, finalmente, vingança.
"Um Banquete Para Hitler" é uma ficção extraordinária que gira em torno de uma das figuras histórias mais cruéis de toda humanidade: Adolph Hitler. O prólogo se passa no ano de 2013 em Berlim e é narrado em primeira pessoa pela protagonista Magda Ritter, que começa o seu texto da forma como é apresentada a sinopse: "Eu, Magda Ritter..."
A partir daí, o leitor é levado em uma viagem no tempo e vai para o ano de 1943. O pai de Magda está preocupado com a segurança da jovem em Berlim. Afinal de contas, a cidade é constantemente bombardeada, os habitantes estão tensos e o perigo está por toda parte, então ele decide enviá-la para a casa dos tios da garota no interior.
Ao ir morar com os tios, Magda, a pedido da tia, precisa arranjar um emprego. Sendo jovem e sem experiência, ela conta com a intervenção do tio, que consegue um trabalho incomum: ser a degustadora da comida do Fuhrer em Berghof, refúgio de Adolf Hitler. 
"Eu não era uma adivinha, mas me perguntei quão grave minha situação poderia se tornar como uma trabalhadora no Reich." (p. 27)
Ela tornou-se uma das quinzes mulheres que arriscavam suas vidas toda vez que Hitler realizava uma refeição. 
""Algumas pessoas não conseguem sentir cheiro de cianeto. É uma característica genética. Você tem sorte de conseguir; caso contrário, teria que encontrar outro trabalho." Fiquei chocada com o meu infortúnio. Se eu tivesse mentido sobre o cheiro, poderia ter sido designada como cuidadora da cozinha ou outra tarefa menos perigosa. Em vez disso, através da minha ignorância sobre venenos, tinha garantido meu emprego como provadora." (p. 49)
Imaginem o cenário: enquanto o país está sendo devastado e os habitantes até mesmo passando fome, Berghof é um paraíso de recursos naturais e luxo, dando um conforto indescritível ao temeroso líder. 
Apesar do país estar em guerra, Magda ainda possuía uma visão inocente de tudo, sem realmente pensar muito sobre o seu líder e suas ações, mas graças ao seu trabalho, ela consegue observar de perto ações e segredos que muitos não tinham acesso e vai com o tempo pensando em uma maneira de impedir as atrocidades de Hitler.
"Não podia falar nem comigo mesma. Como poderia manter tudo o que estava sentindo dentro de mim?" (p. 131)
É em Berghof que Magda conhece o Capitão Karl Weber e os dois começam a passar um tempo juntos, fazendo crescer sentimentos entre eles. É graças a Karl que Magda vai perceber que existem outras pessoas que são contra os planos do Fuhrer e que estão criando um plano para matá-lo.
"Um Banquete Para Hitler" é um livro com uma perspectiva diferenciada sobre um tema que já foi explorado inúmeras vezes em livros e adaptações cinematográficas. A visão intimista de uma jovem que precisou trabalhar tão próxima de Hitler, observando suas excentricidades e sua maldade, tornam a história inesquecível.
A editora Gutenberg realizou um ótimo trabalho com a revisão, diagramação e layout. A capa é linda, combina perfeitamente com o conteúdo e chama a atenção. 
"Por que ninguém matou Hitler antes de ele morrer no bunker? Uma trapaça do destino? Sua estranha habilidade de evitar a morte? Planos de assassinato foram traçados e, entre eles, muitos foram abortados. Apenas um conseguir ferir o Fuhrer. Aquela tentativa só reforçou sua crença na divina providência - seu direito sagrado de governar como achava oportuno." (p. 07)
Para comprar o livro pela Amazon, acesse: https://amzn.to/2K1UiZA

4 comentários

  1. Eu gosto muito de ler sobre a segunda guerra mundial e faz tempo que ando desejando esse livro. Realmente é uma visão diferente de tudo que já foi visto no cinema e na literatura e acho que isso é o que chama a atenção para o livro.

    ResponderExcluir
  2. Olá! Adoro esses livros que nos fazem mergulhar no nosso passado não tão bonito e aprender um pouco mais sobre os horrores que as pessoas tiveram que passar. O livro tem uma proposta diferente e deve ser bem intenso, fiquei curiosa para saber mais sobre esse enredo.

    ResponderExcluir
  3. Oi,
    Quando me deparei com o lançamento também o desejei, adoro a segunda guerra e sou curiosa pela história de Hitler... Bem legal ver por esse lado, aliados, que na verdade estão tramando contra ele, imagino o risco que não correram, e mais, imagino se alguém na vida real de fato se atreveu a tal feio já que todos o temiam.
    Mesmo não ficção, não dá para enxergar qualquer humanidade em Hitler, mesmo nos livros que li que tentaram fazer isso, não colocou.
    Quero muito ler, e como é baseado em fatos reais, me interessa mais ..
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Eu to louca para ler este livro!
    Sou apaixonada por livros que falem sobre a segunda guerra mundial, ainda mais quando misturam história com ficção.
    Achei isso do cargo que ela ocupada sendo diretamente ligada a Hitler super interessante e curioso. Não consigo enxergar qualquer fio de humanidade no Fuhrer, mas quero muito poder ler isso pelos olhos da autora.

    beijinhos
    She is a Bookaholic

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.