Sinopse - Em 1945, no final da Segunda Guerra Mundial, a enfermeira Claire Randall volta para os braços do marido, com quem desfruta uma segunda lua de mel em Inverness, nas Ilhas Britânicas. Durante a viagem, ela é atraída para um antigo círculo de pedras, no qual testemunha rituais misteriosos. Dias depois, quando resolve retornar ao local, algo inexplicável acontece: de repente se vê no ano de 1743, numa Escócia violenta e dominada por clãs guerreiros. Tão logo percebe que foi arrastada para o passado por forças que não compreende, Claire precisa enfrentar intrigas e perigos que podem ameaçar a sua vida e partir o seu coração. Ao conhecer Jamie, um jovem guerreiro das Terras Altas, sente-se cada vez mais dividida entre a fidelidade ao marido e o desejo pelo escocês. Será ela capaz de resistir a uma paixão arrebatadora e regressar ao presente?
"CONTÊM SPOILERS" 
A série Outlander já é uma velha conhecida dos leitores e telespectadores e após ler centenas de resenhas e elogios, resolvi iniciar a leitura do relacionamento de Claire e Jamie.
"A viajante do tempo" é o primeiro livro e é narrado em primeira pessoa por Claire. Claire é uma mulher de 27 anos de idade que trabalhou os últimos quatro anos de sua vida como enfermeira do exército britânico e é apaixonada por botânica. Ela é casada com Frank, um professor de história de Oxford apaixonado por genealogia. O casamento deles está quase completando oito anos, mas eles passaram metade desse tempo praticamente separados por conta da Guerra.
A história é dividida em sete partes: I - Inverness, 1945; II - Castelo Leoch; III - Na Estrada; IV - Um leve sopro de enxofre; V- Lallybroch; VI - A busca e VII - Santuário.
"Chega-se a um ponto, numa intensa luta física, em que uma pessoa se abandona ao uso desenfreado de força e recursos corporais, ignorando os custos até a luta acabar. As mulheres encontram este ponto no parto; os homens na batalha. Passado esse ponto, você perde todo medo da dor ou do ferimento. A vida se torna muito simples a essa altura; você fará o que está tentando fazer ou morrerá na tentativa e, na verdade, não importa muito o desfecho."
Tudo começa com Claire e Frank se hospedando nas pousada da Sra Baird nas Terras Altas, na Escócia. Os dois estão passando um tempo sozinhos para se reconectarem ao mesmo tempo que Frank aproveita para fazer uma investigação sobre a própria árvore genealógica. Nesse primeiro instante, a impressão que o casal passa é de que são mais amigos do que um casal romântico. Apesar de ser uma viagem para se reconectarem, Frank passa os dias pesquisando, visitando pessoas que possam ter informações sobre o seu antepassando enquanto que Claire fica passeando, conhecendo e coletando plantas locais.
Em um desses passeios, Claire encontra um antigo círculo de pedras e fica fascinado por ele. Ela retorna outras vezes e em uma delas, as pedras acabam transportando-a para o meio de uma batalha, que Claire inicialmente acredita ser uma filmagem, até se ver em perigo e se deparar com Jonathan Randall, o antepassado de Frank. Randall é um homem inescrupuloso e repugnante e ao tentar fugir dele, ela se depara com um grupo de escoceses: Dougal, Murtagh, Rupert e um muito ferido Jamie. Mesmo os escoceses acreditando que Claire é uma espiã, ela usa seus conhecimentos de enfermagem para ajudar o homem ferido e com isso, acaba ganhando o direito de viajar com eles até o Castelo Leoch, mas ainda sendo vigiada de perto. Jamie tem 23 anos e perdeu tudo e todos aqueles que amava. É jovem, mas tem um grande senso de honra e por conta disso, acaba se envolvendo em muitas confusões por conta disso.
"Todas as ações afetam o futuro. Se tivesse permanecido em seu próprio lugar e época, suas ações, ainda assim, afetariam o que viesse a acontecer, exatamente como agora."
Claire está assustada, mas sabe que precisa ser inteligente para sobreviver nesse lugar. Ela assume seu sobrenome de solteira e diz a todos que é uma viúva que estava retornando para a família na França. Ao chegar no Castelo Leoch é vista com desconfiança pela maioria das pessoas, mas é sua habilidade profissional de salvar vidas que acaba ajudando-a. 
Nesse primeiro livro o leitor é conduzido a uma belíssima trajetória dos protagonistas. Conforme vamos entendendo melhor a dinâmica do clã, vamos também entendendo a história de Jamie que é cercada de violência e morte. Vamos também vendo as intenções políticas e brigas pelo poder tanto em nível do clã, quanto do país (aqui vemos indícios da conspiração jacobita).
Em relação ao casal é interessante observar que não houve amor à primeira vista. Os primeiros passos da aproximação dos protagonistas se dão exatamente por questão de sobrevivência e conforme o tempo vai passando e vão entendendo um ao outro, sentimentos vão sendo desenvolvidos.
"Porque onde todo o amor existe, não há necessidade de palavras. É tudo. É imortal. E se basta."
Em contrapartida temos a história de personagens que seriam os vilões da história. Homens vis, capazes de realizar atos extremos como violência sexual. Na verdade, esse é um assunto amplamente discutido no livro, como as mulheres, crianças e aqueles considerados mais "fracos" eram forçados a se submeter a atos indescritíveis.
O livro é uma verdadeira lição de história envolvida em um romance atemporal. Temos muita política, descrições minuciosas e um final arrebatador. 
"Eu a encontrarei. Eu prometo. Ainda que tenha que suportar duzentos anos de purgatório, duzentos anos sem você, esse será meu castigo, que eu mereci pelos meus crimes. Porque eu menti, matei e roubei; traí e quebrei a confiança. Mas há uma única coisa que deverá pesar a meu favor. Quando eu ficar diante de Deus, eu terei uma única coisa a dizer para contrabalançar o resto. Meu Deus, o Senhor me deu uma mulher especial, e Deus! Eu a amei demais."

Para comprar o livro pela Amazon, acesse: https://amzn.to/2JjqV4v

4 Comentários

  1. Olá!
    Carolina sempre acompanho resenhas da série, tenho curiosidade em conhecer a historia já que mtos leitores curtem mto, só espero curtir tbm...
    Bjs!

    ResponderExcluir
  2. Ai amo <3 Assisto a série e sou extremamente apaixonada nessa história, a Diana ta de parabéns. Alem de ser uma história incrível é uma aula de história e você conhece um pouco mais da cultura escocesa também.
    Quero muito muito mesmo ler, mas infelizmente os livros são super caros :( to juntando uma graninha pra conseguir compra-los.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Carol.
    Essa é uma das minhas séries preferidas e estou lendo agora o sexto livro!
    Fico contente que tenha se animado em conhecer essa história, sem medo do tamanho dos livros!! Rs...
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  4. Carol!
    O tema viagem no tempo muito me interessa.
    DEsde a primeira resenha desse livro que li e soube que Claaire volta para um século que nada tem haver com nossa atualidade, fiquei intrigada por saber como ela conseguiu lidar com o atraso e como fará para ficar com seu amor.
    Comecei a assistir o primeiro capítulo da série cinematográfica, mas ainda nem consegui terminar, vou ver se maratono.
    Bom final de semana!
    “A consciência é o melhor livro de moral e o que menos se consulta.” (Blaise Pascal)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA JULHO - 5 GANHADORES - BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.