Sinopse - Nas palavras do jornalista Sérgio Augusto, Calvin Tomkins escreveu “a mais enxuta e gratificante crônica sobre a Paris da Geração Perdida e seu mais glamoroso casal de expatriados, Gerald e Sara Murphy”. Os Murphys chegaram à França após a Primeira Guerra Mundial, época em que uma leva de artistas e intelectuais americanos foram se estabelecer às margens do Sena. O casal vivia cercado de pintores, músicos e escritores. Fitzgerald, seu hóspede mais assíduo, inspirou-se em Gerald e Sara para compor os protagonistas de Suave é a noite. Além dele e de Zelda, as reuniões dos Murphys tinham Cole Porter, Hemingway, Picasso, Léger, Gertrude Stein, Cocteau e Satie entre seus habitués. Ilustrado com fotos do álbum de família dos Murphys, além de uma seleção especial dos quadros pintados por Gerald Murphy, Viver bem é a melhor vingança é uma bela e evocativa memória dos anos loucos em Paris, que transformaram uma geração.
Gerald (1888-1964) e Sara (1883-1975) Murphy casaram-se e foram morar em Nova Iorque, onde tiveram os seus três filhos. No ano de 1921 eles resolveram se mudar para Paris e acabaram se envolvendo em um círculo de amigos composto por diversos escritores e artistas mundialmente conhecidos. 
É possível observar que Gerald não tinha apoio de seus familiares e que a própria mãe de Sara foi contra o casamento e bem enfática sobre o assunto. É também descrito que Gerald sentia-se muitas vezes "melancólico".
"Gerald, que tinha pouco apoio emocional da família, tinha receio de um dia se mostrar fraco demais "para carregar a nós dois pelas fases difíceis da vida"". (p. 35)
O casal era proveniente de uma família abastada e promoviam grandes festas na Riviera Francesa. Por conta dos próprios interesses nas artes (Gerald mesmo era um pintor e Sarah tornou-se musa para algumas obras de artistas famosos), era comum que nomes ilustres do meio assim como pintores que ainda seriam descobertos circulassem em suas festas.
A obra dará ênfase a relação do casal com F. Scott Fitzgerald e sua esposa Zelda. A amizade entre os casais foi marcada por situações curiosas, mas a que mais se destaca foi o fato de que Fitzgerald inspirou-se em Gerald e Sara para escrever o casal protagonista de "Suave é a noite".
"Viver bem é a melhor vingança" é um livro curtinho (tem apenas 125 páginas), o que resulta em uma leitura rápida e leve. O livro também possui fotografias em preto e branco sobre a vida desse ilustre casal.
"À maioria dos amigos dos Murphys parecia que aquela vida que o casal almejara criar para si, com tanta imaginação, tinha finalmente tomado sua verdadeira forma e ritmo". (p. 63)
Para comprar o livro pela Amazon, acesse: https://amzn.to/2L6IJkV 


2 Comentários

  1. Acho que pelas lutas de Gerald e Sara, inclusive sem o apoio da família, ele criaram um amor muito bonito e uma família inspiradora e prova disso foi que Fitzgerald resolve se inspirar no amor dos amigos e fazer sua obra com base nisso.
    Apesar de ser curto esse livro me parece bem emocionante e bonito.

    ResponderExcluir
  2. Carol!
    Embora não conheça o casal protagonista, gosto de ler biografias, ainda mais que eles foram amigos dos Fitzgerald e ele ainda escreveu um livro baseado neles, achei fantástico.
    Bom final de semana!
    “A consciência é o melhor livro de moral e o que menos se consulta.” (Blaise Pascal)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA JULHO - 5 GANHADORES - BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.