Resenha Egomaníaco - Vi Keeland


Sinopse - Na noite em que conheci Drew Jagger, ele tinha acabado de invadir meu novo escritório na Park Avenue. Liguei para a polícia antes de atacá-lo com minhas novas habilidades de Krav Maga. Ele me conteve com rapidez e depois riu, achando graça da minha tentativa de agressão. Claro que meu invasor tinha que ser arrogante. Mas, no fim, ele não era um invasor. Drew era o proprietário legítimo do meu novo escritório. Ele estava de férias enquanto seu elegante espaço era reformado. E foi assim que um golpista conseguiu me enganar alugando para mim o escritório que não estava realmente disponível para aluguel. Perdi dez mil dólares. No dia seguinte, depois de horas na delegacia, Drew ficou com pena e me fez uma oferta que não pude recusar: em troca de atender seus telefonemas enquanto sua secretária estivesse fora, ele me deixaria ficar até encontrar um lugar novo. Provavelmente, eu deveria ter ficado agradecida e mantido a boca fechada quando ouvia o conselho que ele dava aos seus clientes. Mas não conseguia deixar de expressar minha opinião. Nunca esperei que meu corpo reagisse toda vez que discutíamos. Principalmente quando parecia que era só isso que conseguíamos fazer. Nós dois éramos totalmente diferentes. Drew era amargo, bravo, lindo pra caramba e destruidor de relacionamentos. E meu trabalho era ajudar as pessoas a salvar seus casamentos. A única coisa que tínhamos em comum era o espaço que estávamos compartilhando. E uma atração que estava sendo difícil de negar a cada dia que passava.

"Egomaníaco" é um romance narrado em primeira pessoa, que vai alternando as perspectivas entre Drew e Emorie. Conforme a sinopse explica, Emorie, uma jovem psicóloga de Oklahoma, especialista em terapia para casais muda-se para Nova York e aluga um escritório na Park Avenue, um local caríssimo, por apenas 10 mil dólares por quatro meses de aluguel. Pelo menos é isso que ela acredita. O que aconteceu foi que ela foi passada para trás, pois entregou o dinheiro para um estranho, pois o dono do local estava de férias.
Então, imaginem a surpresa de Drew quando ele retorna de férias e encontra uma linda mulher bem à vontade em seu escritório de advocacia.
Drew Jagger é um advogado de divórcio de 29 anos de idade bem-sucedido e requerido por vários figurões para manter o patrimônio deles a salvo. Drew não é conhecido pela sua benevolência, então ele mesmo se surpreende quando oferece um acordo para Emorie após descobrir toda a má sorte pela qual ela vem passando. Entendam bem, ele não faz isso por bondade, apenas deixou o fato de que a psicóloga tem um traseiro atraente embaçar o seu raciocínio.
Então, o acordo é simples: enquanto a secretária dele está de licença por um problema de saúde, Emorie atende aos telefonemas de Drew quando não está em sessões com o seus pacientes. Mas o que era simples, torna-se bem mais complicado quando ambos começam a sentir mais do que amizade...
Drew é bonito, inteligente e rico, o triunvirato perfeito para as mulheres. E ele sabe disso. O ego dele é bem alimentado? Definitivamente. E ele é um babaca? De jeito nenhum. Por mais que não queira admitir, Drew é um cara incrível, que por ser solteiro, aproveita bastante, mas que sempre deixa claro os limites e é extremamente leal aos amigos. Drew tem um passado doloroso que vai sendo apresentado ao leitor com passagens de tempos anteriores. Vemos um jovem universitário que fez de tudo para lidar com uma situação complicada, mas que no final sofreu um choque terrível. Em momento algum ele tenta tirar vantagem da protagonista. Pelo contrário, sempre que ele percebe que ela está sendo passada para trás, ele é honesto com Emorie e até mesmo deixa claro sobre a sua atração por ela.
"Eu podia estar me achando. Afinal de contas, me disseram mais de uma vez ultimamente que meu ego era bem grande, mas poderia jurar que a mudança de planos do amiguinho de Emerie tinha alguma coisa a ver comigo." (p. 97)
Emorie é uma eterna otimista. Jovem e sonhadora, ela realmente acredita no amor e em trabalhar os relacionamentos, por isso é uma ótima terapeuta para casais. Porém sua vida amorosa não poderia ser mais desastrosa. Ela se muda para Nova York para correr atrás de uma paixão platônica que é mais um encosto na sua vida do que qualquer outra coisa, mas ela o enxerga através de óculos cor de rosa por um bom tempo e acaba sofrendo um bocado.
A interação entre o casal é deliciosa de se ler, pois tem muito humor e companheirismo. Não se trata apenas de sexo ou romance, existe uma base sólida sendo construída. Os dois vão trocando confidências, conhecendo um ao outro e isso fortalece bastante a atração entre eles.
Outro personagem que vale a pena mencionar é Roman Olivet, um investigador particular e melhor amigo de Drew. Ele é divertido, direto e leal, pois sabe de tudo o que Drew passou. É também aquela pessoa que não hesita em dar um choque de realidade no amigo quando necessário.
O livro apresenta outros personagens, sendo que um deles é fofo demais, mas não vou entrar em detalhes para não estragar as surpresas da história. Em relação ao enredo, ele foi muito bem desenvolvido e é difícil para o leitor não se apaixonar pelo livro. Houve apenas um porém: senti falta de um desfecho em relação a história do Baldwin, pois ele é um personagem importante na história.
"Egomaníaco" é um romance com muito humor, protagonistas carismáticos e com uma química indescritível, mas que também fala sobre pessoas que sofreram e que estão seguindo em frente.
Em relação à revisão, diagramação e layout a Editora Charme realizou um ótimo trabalho. Encontrei apenas um errinho na página 237, mas nada que interferisse na compreensão do texto. Para aqueles que leram a história, a escolha da capa (tons escuros com toques de cor) tem um sentido significativo, pois está relacionado ao enredo.
"- Você é um egomaníaco.- Talvez. Mas um atraente." (p. 48)



Para comprar o livro pela Amazon, acesse: https://amzn.to/2BS4qFw

*LIVRO RECEBIDO EM PARCERIA COM A EDITORA

6 comentários

  1. Olá! O livro parece ser ótimo, a autora sabe misturar como ninguém mocinhos tudo de bom, com algo obscuro no passado, e mocinhas jovens e sonhadoras, e suas histórias sempre são cheias de humor, fiquei curiosa para conferir o livro.

    ResponderExcluir
  2. Oi Carol.
    Li apenas um livro da autora e não gostei tanto. Mas, quero dar outra chance e ver se gosto desse novo livro.
    Gostei da premissa do livro. Parece que o casal passa a se conhecer bem e até a formar um vínculo de amizade antes de ir para a parte romântica.
    Já fiquei curiosa para saber sobre o personagem surpresa rs
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Carol!
    Os livros da autora são sempre bons, né?
    Ela consegue misturar vários estilos em um só e ainda traz um tom mais hilário que ameniza as partes mais dramáticas e traz um romance mais leve.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  4. Oi, Carol.
    Tenho muita vontade de ler alguma coisa da autora e acho que esse livro pode ser ótimo para começar! Os personagens parecem bem legais e o clima da história ótimo, então vou ver se compro um exemplar e leio logo!
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Adorei o livro. Tem uma premissa ótima que deixa o leitor bem curiosa pela trama. Espero ler em breve e adorei conhecer a autora.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  6. Gosto de romance com humor, mas não me interessei pela trama de Egomaníaco, não fiquei curiosa para conhecer mais de Emorie e Drew... faltou algo que me chamasse a atenção, sabe?! Do tipo "Uau, vou ler!"

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.