Resenha Nacional Que assim seja, amor - Juliana Parrini

Sinopse - Como pode o mais belo amor ser proibido? Filipe é transferido para uma pequena cidade da Serra Gaúcha para dar início a sua vida no batistério. A transferência acontece no momento perfeito, pois tudo o que o jovem deseja em seu coração é um recomeço. Disposto a se dedicar de corpo e alma a sua vocação, ele descobrirá que nem sempre a vida acontece como planejado e um amor inesperado criará, até então, um caminho desconhecido em seu coração. Aurora nasceu e cresceu em meio às videiras da vinícola Casa Fontenelle. Enóloga de profissão, Aurora é apaixonada pela ciência na produção dos vinhos, desde o terroir ao prazer da degustação. Seu desejo é provar o valor do seu trabalho de anos ao seu chefe mentor e amigo, Otto Fontenelle. Diante do maior desafio da vida, ela conhece o homem que resolve permanecer em seus pensamentos. O único que jamais poderia amar e, pedir ajuda a Deus, não está nos seus planos. Uma história de fé, compaixão e segredos. Um amor impossível e duas pessoas dispostas a lutar contra o mais profundo dos sentimentos.
"Que assim seja, amor" é o novo livro da autora Juliana Parrini que tem como protagonistas Filipe e Aurora. A história é narrada em primeira pessoa, com os capítulos alternando entre os dois protagonistas.
Filipe é um homem de quase trinta anos de idade, que dedicou a sua vida ao amor. O amor pela sua mãe, uma mãe solteira, trabalhadora e que vivia com semblante triste e introspectiva. Filipe cresceu observando a tristeza da mãe e fez de tudo para agradá-la. É o filho obediente, gentil e amoroso. A única coisa que a mantinha de pé além do filho era sua fé. E assim Filipe cresceu na Igreja e atendeu ao chamado de Deus tornando-se padre.
“É difícil lidar com o tempo. Principalmente quando devemos esperar por respostas”.
Aurora é uma jovem dedicada, que ama sua mãe, mas que perdeu uma parte do seu coração com a morte do pai. Otto Fontenelle é o dono da vinícola e acolheu Aurora e sua mãe como parte de sua família. Para Aurora, Otto é a figura paterna que ela perdeu e por ele, a jovem é capaz de abrir mão dos seus sonhos para realizar os deles. Enóloga de profissão, Aurora trabalha na vinícola, amando o processo de criação e seu empenho é perceptível por todos. Mas ela também possui sonhos de abrir as asas e conhecer o mundo. Aurora tem um relacionamento amoroso que beira ao prático, com o Pablo, dono de um estabelecimento local.
A vida de ambos muda completamente quando Filipe é transferido para a pequena cidade e conhece Aurora. Os dois começam a repensar tudo o que conhecem e a questionar a própria fé. Filipe é atencioso, inteligente e carinhoso. A forma como interage com as pessoas, como se preocupa com os amigos e como dá atenção a todos que estão em sua volta é admirável. Ele possui uma bondade intrínseca que arrebata os leitores.
“O amor é o vínculo da perfeição. E era apenas isso que eu via nesse momento. A perfeição de nós dois juntos”.
Aurora é luz. É inteligente, divertida e leal aos amigos e aqueles que ama. É gentil e tem uma fome pela vida bonita de se observar.
“— Existir se resume em batalhar todos os dias contra esses problemas. Resolvê-los é a grande recompensa. É aí que vem as nossas experiências. Não aprendemos que o fogo queima sem que possamos sentir na pele”.
É preciso mencionar o cuidado que a autora teve em discutir os processos que envolvem a criação dos vinhos e também as descrições magníficas dos locais. O verde, o clima mais frio, a serenidade que as serras gaúchas possuem, tudo isso e muito mais adiciona uma sensação de calma e tranquilidade durante a leitura.
Há uma delicadeza excepcional na escrita desse romance da autora Juliana Parrini. A temática, envolvendo um padre, é controversa, mas o leitor não precisa se preocupar. Toda a história é focada nos sentimentos, no questionamento do caminho escolhido e da fé. É uma história de auto descobrimento, que fala diretamente com o coração do leitor.
“...o amor não é errado. Seja qualquer tipo, forma, maneira e condição que ele exista. É tão lindo, tão prazeroso. Não é errado quando ele é tão verdadeiro e singular”.
O final é completamente inesperado e arrebatador. É impossível realizar a leitura dessa obra sem ter lágrimas nos olhos. Da primeira à última página "Assim seja, amor" é uma obra cheia de emoções.
“Ele me olha. Realmente me enxerga por completo. Eu sinto arrepios pelo corpo. Eu me sinto quente e fria ao mesmo tempo. Estou tremendo. Nesse momento, sou invadida por um sentimento que me dá a certeza de que poderia passar meses, anos, uma vida inteira, mas ele sempre seria único para mim”.
Avaliação: 5/5 
Para comprar o livro pela Amazon, acesse: https://amzn.to/2ortQjv

Confiram as resenhas dos outros livros da autora:

5 comentários

  1. Olá, Carol
    Não li nenhum livro da autora.
    Lendo sua resenha me apaixonei pelo livro, o enredo é tão envolvente que estou muito curiosa para ler.
    Esse livro deve trazer muitas reflexões sobre nós mesmos a respeito das atitudes, sentimentos.
    Não gosto de capas com pessoas, mas essa esta maravilhosa.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Carol!
    Já tive oportunidade de ler uns dois livros da autora e ela sempre nos faz refletir sobre a fé e outros assuntos que aborda no livro.
    Me parece que esse é bem polêmico e se tem uma reviravolta no final, já fiquei curiosa.
    Desejo um mês repleto de alegrias e uma semana abençoada.
    “Só são verdadeiramente felizes aqueles que procuram ser úteis aos outros.” (Albert Schweitzer)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA SETEMBRO - 5 GANHADORES - BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  3. Oi, Carol.
    Apesar de todos os elogios que tenho lido sobre esse livro, não me animo a ler.
    Já li outras histórias da Juliana e a escrita dela não me ganhou, então prefiro deixar essa dica passar!
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  4. Que linda resenha! Fiquei encantada e muito feliz. Obrigada pelo carinho, Blog Acordei Com Vontade de Ler 💕

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Adorei a resenha. Tem uma ótima premissa é fiquei bem curiosa sobre ele.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.