Resenha Amor Nas Highlands - Série Highlands # 2 - Suzanne Enoch

SinopseGraeme, Visconde de Maxton e líder de um clã nas Highlands, possui mais inimigos do que amigos, incluindo seu vizinho, o temido Duque de Lattimer. Apesar disso, Graeme só pensa no bem-estar de seu povo e não procura confusão com os outros clãs. Mas quando seus estúpidos irmãos mais jovens sequestram Lady Marjorie, a irmã do duque, todos os planos de Graeme vão por água abaixo… Marjorie Forrester é, por consequência, uma inimiga de seu clã, e capturá-la deixa Graeme no meio de um impasse: se entregá-la ao chefe do clã Maxwell, a jovem pode ser morta; se a deixar ir embora, seus irmãos poderão ser condenados. E se entregá-la ao Duque de Lattimer, Graeme é quem acabará morto. O que o highlander deve fazer, além de manter a garota por perto até pensar no próximo passo? E como conter a atração inesperada que está surgindo entre eles? Em Amor Nas Highlands, da autora best-seller do The New York Times Suzanne Enoch, você descobrirá o que o amor e a guerra têm em comum, e como a paixão pode surgir das formas mais improváveis.
O segundo livro da série Highlands terá como protagonista Marjorie, a irmã caçula de Gabriel (protagonista de Herói nas Highlands). Narrada em terceira pessoa, o livro inicialmente se passa em Londres, acompanhando a rotina da mocinha de 21 anos de idade. Marjorie trabalhava como acompanhante de lady Sara Jeffer antes do irmão ganhar a herança e para ela era um destino aceitável, pois tanto ela quanto o irmão cresceram sem posses e sem fazer ideia de que tinham um parente abastado. Quando Gabriel recebeu a herança, deixou Marjorie em ótimas condições financeiras, porém totalmente sozinha em Londres, onde ela é alvo da sociedade por ser considerada (junto com o irmão) uma alpinista social e alguém que apesar de ter dinheiro, não ser digno de ser reconhecido por seus pares. Ou seja, ela agora está mais isolada do que quando era uma empregada e sua única companhia é a Sra Giswell, a acompanhante que ela contratou para auxiliá-la a frequentar a alta sociedade.
Infelizmente, não importa o quanto ela tente, Marjorie continua invisível e a solidão começa a pesar em seu coração. Então quando a protagonista recebe uma carta de Gabriel, informando um evento importante em suas terras na Escócia, Marjorie não hesita em realizar uma visita surpresa, saindo de Londres para a maior aventura de sua vida...
Graime tem 28 anos de idade e muito cedo recebeu o título de Visconde Maxton, a responsabilidade de criar seus três irmãos mais novos (Cornell, Dùghlas e Brendan) e se tornou o líder de seu clã nas terras de Garaidh nan Leomham. Infelizmente o clã tem passado por muitas dificuldades e a animosidade entre os Maxtons e Dunncraigh (o líder dos líderes) só vem crescendo. Quem acompanha a série sabe que Dunncraigh, em parceria com Sir Hamish (tio da Srta Fiona do primeiro livro) possuem ideias próprias de como as terras Altas devem ser lideradas (e quem deve ser os líderes). A última visita desses dois nas terras dos Maxtons acabou assustando os três irmãos mais novos de Graime e os três acabam sequestrando Marjorie (já que Gabriel é o principal inimigo de Dunncraigh e Hamish). 
Quando tudo acontece, Graime sabe que não pode devolver a jovem sem que seus irmãos sejam punidos severamente e ao protegê-los, acaba mantendo Marjorie em suas terras e assumindo para si a responsabilidade de tudo.
Mas quanto mais tempo Marjorie se encontra nas terras do Maxton, mais difícil fica para ambos negar seus sentimentos...
"Isso também a fez pensar de novo nos beijos dele. E fez com que refletisse se continuava sendo uma prisioneira ou, se em algum momento da última hora, tinha se tornado uma colaboradora voluntária, maluca." (p. 115)
Marjorie é uma jovem surpreendente. Desde pequena ela praticamente se viu sozinha no mundo, pois Gabriel entrou no Exército e sumiu de sua vida. Sim, ele enviava dinheiro para ela, mas a protagonista se viu tendo que decidir sobre o seu futuro sem ter nenhum apoio emocional. Dá para imaginar o quanto isso é uma situação complicada para uma mulher naquela época? Após receber a herança, Gabriel permaneceu ausente. Como ele acredita que ter a irmã ser apresentada à sociedade era o correto, ele a encheu de dinheiro e a abandonou novamente para cuidar da própria vida na Escócia e a irmã, para não criar problemas, respondia suas cartas dizendo que tudo estava bem quando estava sendo rejeitada pela alta sociedade. A própria viagem surpresa de Marjorie para a Escócia demonstra o quanto ela está desesperada por uma conexão emocional com outra pessoa. 
"Ela cresceu tendo como família apenas o irmão ausente, um irmão que fez o possível para ela frequentar as melhores escolas internas que ele podia pagar. Assim, nunca sentiu que tivesse do que reclamar." (p. 09)
Graime é um highlander diferente daqueles que estamos acostumados a ver. Sua compaixão é gigantesca e o amor que sente pelos seus irmãos e seu povo é visível. Ele não tenta esconder seus sentimentos e coloca a segurança dos irmãos acima de tudo, mesmo que isso possa custar a sua própria vida. Apesar do título de Visconde, quando pensamos em Highlands sempre associamos a imagem a homens mais grosseiros, brutos, com um estilo mais guerreiro mesmo. Graime consegue um meio termo: ele tem seus momentos grosseiros, mas na maior parte do tempo, demonstra seus sentimentos e preocupações.
Então não é de se estranhar que Marjorie fique tão encantada por esse estranho. Afinal, ele é a representação de tudo o que ela desejou na vida: alguém capaz de fazer de tudo pelas pessoas amadas. Para Graime, que sempre foi um protetor, Marjorie também é atraente. A jovem não é apenas bela fisicamente, é alguém gentil com um desejo palpável de ser amada.
O romance é muito bem construído, não acontece de uma hora para a outra. Eles vão se conhecendo, conhecendo as nuances de suas personalidades e realmente vão interagindo. 
Vale ressaltar outros personagens que se destacam no livro, como Connell, com apenas 8 anos e uma doçura inacreditável, ele é o mais novo dos Maxtons e deixa claro quanto amor ele recebeu de Graime. Brendan, com 16 anos de idade, está preso naquele período entre ser um homem adulto e deixar para trás os resquícios da inocência. É o mais esquentado dos irmãos, rebelde, querendo provar seu valor e questionar as ações do líder do seu clã, o Graime. Dùghlas é o sensato. Com 14 anos de idade, ele é o que gosta de pensar e analisar as situações antes de decidir alguma coisa, mas ainda assim, acaba aceitando os planos de Brendan (assim como Connell).
Outro personagem que também se destaca é a Sra Giswell. A acompanhante se mostra decidida a resgatar sua protegida por conta própria e acaba realmente "causando" nas Terras Altas.
Vale muito a pena ressaltar também os vilões da história: Dunncraigh e Sir Hamish. Hamish, em particular, começa a mostrar aos leitores sua verdadeira face e suas ambições. É um homem vil, mesquinho e totalmente invejoso do sucesso dos demais líderes, pois acredita ter o direito de ser um líder e dono de terras. 
O livro é um romance delicioso com personagens marcantes, carismáticos e situações doces, singelas e em outros momentos, arrebatadoras.
A capa possui uma modelo belíssima, mas senti falta de uma conexão com o enredo. Talvez no fundo um castelo arruinado trouxesse essa conexão com a história.
"Na verdade, ele queria beijá-la de novo. E isso só tornaria tudo pior... para todos eles." (p. 78)

Confiram a resenha do livro anterior
* Herói nas Highlands - Livro 01


Para comprar o livro pela Amazon, acesse: https://amzn.to/2pHhkNq

*RECEBIDO EM PARCERIA COM A EDITORA

6 comentários

  1. Namoro esta série dos Higlands desde que li a resenha do primeiro livro e não vejo a hora de poder ter os livros em mãos.
    Os high tem essa pegada dura, são homens rudes,mas que quando se apaixonam, dão tudo de si para protegerem e amarem suas mulheres acima de qualquer coisa e pelo que li acima, isso continua, com uma pitadinha ainda mais de doçura do moço.
    Adorei!!!
    Com certeza, espero ler!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Olá! Estava aguardando ansiosa o lançamento desse livro, já que estava curiosa para saber mais sobre a Marjorie, e pelo visto eu vou adorar sua história, já estou aqui suspirando pelo Graime, e louca para conhecer seus irmãos, principalmente o Connell. A capa é realmente muito bonita.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Carol.
    Já estou com esse livro aqui na estante, mas como ainda não li o primeiro, pretendo fazer uma maratona e ler os dois juntos!!
    Adorei saber que você gostou!!
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  4. Sempre que ouço falar de Highlands eu imagino já um protagonista bem SUPER HOMEM. kkkkk
    Não conheço a série mas me surpreendeu a quantidade de acontecimentos em um mesmo livro. Vou conferir.

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    O livro trás uma história muito interessante, eu já li resenha dos livros anteriores e sempre tem algum clichê, romance mas esse tem algo de diferente, mesmo tendo esse clichê mas vemos como a protagonista tem uma situação nada agradável. Fiquei curiosa em ler!

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  6. Adoro essas sèries históricas, são fascinantes. Ainda não comecei a ler a série por falta de tempo, mas esta nos meus planos. O livro fica mais legal quando hà química entre o casal e a gente quer logo chegar ao final da leitura.

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.