Resenha A Cruz de Fogo - Outlander # 5 - Diana Gabaldon

Sinopse - Uma história sobre lealdade. O ano é 1771. Na Carolina do Norte, conserva-se a duras penas um frágil equilíbrio entre a aristocracia colonial e os esforçados pioneiros. E entre esses dois lados prestes a entrar em conflito está Jamie Fraser, um homem de honra exilado de sua amada Escócia. Convocado a liderar uma milícia para conter as insurgências, ele sabe que quebrar o juramento que fez à Coroa inglesa o tornará um traidor, mas mantê-lo será a certeza de sua ruína. A guerra se aproxima, garantiu-lhe sua esposa, Claire Randall. E, mesmo não querendo acreditar nesse triste futuro, Jamie Fraser está ciente de que não pode ignorar o conhecimento que só uma viajante do tempo poderia ter. Afinal, a visão única de Claire já os colocou em risco, mas também lhes trouxe salvação. A cruz de fogo é uma envolvente história sobre o empenho de Jamie em proteger sua família, construir uma comunidade e manter suas terras às vésperas de um conflito histórico. Nesses esforços, ele é ajudado por sua mulher, sua filha Brianna e seu genro Roger MacKenzie, que nasceram no século XX e agora tentam se adaptar à tortuosa vida do século XVIII.
CONTÊM SPOILERS DOS LIVROS ANTERIORES
A série Outlander é mundialmente reconhecida e amada por diversos fãs e, apesar de ser uma grande fã da série televisiva, o meu verdadeiro amor está nos livros escritos pela Diana Gabaldon. "A Cruz de Fogo" é a continuação da história do conhecido casal Jamie e Claire, mas também traz o contexto histórico da época, de forma que o casal se torna protagonista de inúmeros momentos históricos conhecidos. 
Quem acompanha a série sabe que Brianna, filha de Jamie e Claire, passou por uma situação terrível e infelizmente muito comum na época e o seu relacionamento com Roger está um pouco estremecido. O medo paira sobre todos, pois o futuro do pequeno Jem parece incerto e enquanto Roger se culpa por tudo o que aconteceu, Brianna está lutando para conseguir superar o que aconteceu com ela. Dizem que em situações ruins as pessoas tendem a se unir e isso é verdadeiro nesse livro. Jamie e Roger acabam formando um vínculo de amizade, que ultrapassa o laço da convenção social sogro e genro. Eles encontram um motivo muito forte para unirem suas forças e lutar lado a lado: a família.
No contexto histórico, observamos Jamie sentindo-se sem muitas opções. Afinal, ele foi intimado a liderar uma milícia com o propósito de conter possíveis insurgências. Caso ele lidere essa milícia, Jamie se tornará um traidor aos olhos da coroa inglesa. 
Claire tenta ser o ponto de equilíbrio desses personagens: ela trata aqueles que precisam de cuidado, esforça-se para que o marido compreenda os perigos que estão por vir, consola Brianna e tenta auxiliá-la a seguir em frente, além de tentar proteger aqueles que ama.
Roger está gravemente ferido e após a batalha de Alamance, Roger, Brianna, Jemmy, Claire e Jamie retornam à Cordilheira. Roger também está emocionalmente abalado, especialmente por estar preocupado com o futuro de sua família.
Com esse clima pesado pairando entre a família, Jamie e Roger decidem tomar as rédeas da situação e ir atrás de Stephen Bonnet para conseguir a sua tão merecida vingança. Todos estão bem cientes dos riscos que essa perseguição implica, mas estão ainda mais cientes do perigo que Jemmy pode correr no futuro.
Porém todos são surpreendidos e uma grande reviravolta ocorre, fazendo com que Claire e Brianna tenham que lutar por suas vidas. É nesse momento que o leitor irá ver se Brianna conseguirá encarar seus traumas para lutar por aqueles que ama.
O livro também conta outras histórias, como a presença de outros viajantes. A possibilidade de existir outros viajantes no tempo comprova para Claire algumas teorias que ela vem realizando durante algum tempo. Tais teorias também abrem a possibilidade de uma fuga para Roger, Brianna e Jemmy se a situação fugir ainda mais do controle.
Além disso, ocorre o retorno de Laoghaire, que como sempre, tenta se interpor no relacionamento de Jamie e Claire. É interessante observar que o casal já passou por muitas situações horríveis e Claire claramente amadureceu seus sentimentos por Jamie e vice versa. É um amor construído em uma base sólida, que envolve confiança, amizade e companheirismo.
"Jamie faz parte de mim. Assim como você...Mas nenhum de vocês dois é toda a minha pessoa... Eu sou... o que sou. Médica, enfermeira, curandeira, bruxa... como as pessoas quiserem chamar, o nome não importa. Eu nasci para ser isso, e serei isso até morrer."
Não existem adjetivos o suficiente para elogiar esse livro. Diana Gabaldon mexe completamente com as emoções do leitor. Em um momento estamos sorrindo e logo em seguida, nos debulhando em lágrimas. É um enredo realmente especial.
A editora Arqueiro, como sempre, arrasou na edição. Revisão, diagramação e layout impecáveis contribuem imensamente para a leitura prazerosa que "A cruz de fogo" proporciona.
"Uma vaga sensação de conforto o tomou. Parecia que isso era tudo que ele precisava saber naquele momento. Qualquer outra coisa poderia esperar."
Para comprar o livro pela Amazon, https://amzn.to/2RJZEN6

9 comentários

  1. Carol!
    Fico completamente arrebatada com essa coleção, porque além de trazer assuntos interessantes e romance, fico pensando como a autora consegue escrever livros tão grossos e os assuntos não se repetem, tem sempre algo inusitado e novo a trazer.
    Maravilha!
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  2. Vou confessar que apenas dei uma passada na resenha. Como ainda não li nenhum dos livros,mas pretendo começar a série em breve, resolvi não pegar os spoilers..rs
    Tentei ver a série na tv e não consegui me conectar com os personagens, por isso, não vejo a hora de tentar os livros, pois todos falam bem demais desta saga romântica e como gosto muito dessa viagem ao passado, também!!!
    Lerei!
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Não tive coragem de ler a resenha detalhadamente, porque ainda não li os outros KKKK Eu parei de assistir a série na segunda temporada, apesar de ter gostado. Acho que vou voltar a assistir.

    ResponderExcluir
  4. Oi, Carol.
    Sou completamente apaixonada pelos livros dessa série e concordo com você: faltam palavras para elogiar o suficiente essa história! Rs...
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  5. Olá Carol,
    Também sou apaixonada pela série de TV, e, infelizmente, ainda não tive oportunidade de ler os livros, mas não vejo a hora!!
    Sempre esperei pelo momento que Jamie conheceria sua filha, não sei em que parte isso acontece, mas tô ansiosa por ver essa família toda junta.
    Não tenho dúvidas de que a escrita de Diana conquista!
    Quero muito as edições com as capas da adaptação, acho divinas.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Eu estou no segundo livro da série Outlander é uma leitura interessante gosto como eles abordam a questão dos heróis escoceses sobre os highlanders início ainda não assistir a série que fizeram do livro mas vi que está sendo encaminhada para quinta temporada e eu não gostei nem um pouco dessa nova atualização das capas para mudar para os posters das Temporadas

    ResponderExcluir
  7. Olá! Sou suspeita para falar sobre essa série, pois sou simplesmente apaixonada pelo universo de Outlander, é impressionante como o amor de Claire e Jaime se mantém forte, apesar de tantos infortúnios. É incrível também como a Diana consegue nos entregar histórias tão lindas, eu parei no terceiro livro, mas estou muito empolgada em chegar ao final da série.

    ResponderExcluir
  8. Ola!
    Eu já ouvi fala muito da série e que muitos amar ela.. ainda não tive a oportunidade de ver mas tenho essa curiosidade. O livro tem uma premissa ótima e me deixando com vontade de ler.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  9. Difícil conseguir ler todos os livros, são tantas páginas que fico assustada, mas a história é fantástica. Tenho assistido a série no netflix, simplesmente amo cada episódio.

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.