Resenha Leonardo da Vinci e os Sete Crimes de Roma - Guillaume Prévost

Sinopse - Roma, dezembro de 1514. A poucos dias do Natal, o corpo decapitado de um jovem é descoberto em cima da estátua do imperador Marco Aurélio. Uma inscrição feita com sangue assina o crime: Eum qui peccat. [Aquele que peca. ]. Dias depois, um velho é encontrado morto e nu, pendurado numa escada no Fórum. A Coluna de Trajano revela seu fúnebre segredo e a inscrição: Deus castigat [Deus castiga]. A sangrenta encenação está apenas começando Instalado há pouco no Vaticano, envolvido com seus trabalhos de anatomia, pintura e ótica, Leonardo da Vinci se apaixona pelo caso. Como interpretar os sombrios detalhes que cercam os crimes? o papa e a cristandade estariam sendo desafiados? Com a ajuda de Guido Sinibaldi, um jovem estudante de medicina, o pintor tenta desmascarar um assassino que demonstra tanto inteligência em desorientar as investigações quanto crueldade em executar suas vítimas. Um thriller diabólico que, dos mistérios da biblioteca do Vaticano aos segredos das ruínas antigas, nos arrebata num jogo de pistas vibrante, inteligente e macabro.
"Leonardo da Vinci e os sete crimes de Roma" é narrado em primeira pessoa por Guido Sinibaldi, um estudante de medicina que é filho do falecido xerife da cidade. Conforme a sinopse explica, a trama se passa em Roma, no final do ano de 1514 e um corpo é encontrado decapitado e com um punhal cravado nas costas. Não bastasse toda a brutalidade envolvendo o corpo, foi encontrada uma mensagem junto a ele: “Deus Castigat”(Deus Castiga), o que começa a preocupar a Igreja Católica e a administração do papa Leão X.
Leonardo da Vinci é um homem de muitos talentos e de curiosidade aguçada. O crime, apesar de perverso, apresenta elementos que despertam no artista seu instinto investigativo e ele se une ao jovem Guido para desvendar o que seria um dos maiores mistérios da época.
Como a narrativa é através da perspectiva de Guido o leitor percebe a existência de certo encantamento do jovem com a mente de da Vinci ao mesmo tempo que ele tem dificuldades ao compreender o que o artista enxerga em determinados momentos. Dito isso, é quase impossível não pensar em outra dupla com essa dinâmica: Sherlock Holmes e Dr. Watson. 
"Por que razão, senão para dar a entender que haveria uma sequência para o seu gesto? Estes três pontos não estão ali por acaso, Guido, não. Eles servem de aviso. O assassino pretende recomeçar e resolveu nos avisar." (p. 27)
Mas se engana o leitor que acredita que o foco é Leonardo da Vinci. Guido não apenas é um narrador detalhista como também deixa claro suas opiniões e percepções, além de ir concedendo ao leitor o cenário político, social e religioso da época.
É bem interessante observar que o autor Guillaume Prévost trouxe em seu texto os problemas de da Vinci com a Igreja, a força política que o Vaticano possuía e a menção de figuras como os Médici e artistas como Rafael e Michelangelo.
O enredo é bem desenvolvido e traz um thriller intrigante e o leitor irá mergulhar de cabeça em um mistério arrebatador.


Para comprar o livro pela Amazon, acesse: https://amzn.to/2T4rlSt

10 comentários

  1. Não conhecia esse livro, mas já fiquei com muita vontade de ler, parece ser muito bom! Amo livros com essa pegada de suspense e mistério. E se passando séculos antes!

    ResponderExcluir
  2. Como não conhecia o livro, estou aqui encantada com o que li acima. Por trazer não somente a parte criminal e da investigação,mas também personagens muito bem construídos e com história, o que é melhor ainda!!!
    Com certeza, esta viagem no tempo me animou muito a querer ler a obra!!!
    Lista de desejados.
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Acredito que nunca li um livro ambientado no século XVI. Deve ser um livro rico de conhecimento, porque foi uma época bem conturbada, onde a igreja católica tinha o monopólio de tudo em relação a política e a sociedade, e, saber que Da Vinci teve lá seus problemas com os cléricos e eclesiásticos, deve dar um tom bem revolucionário ao livro.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  4. Oi, Carol.
    Ainda não conhecia esse livro, mas a história me pareceu muito legal!!!
    Já quero ler!
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  5. Oi Carol,
    Esse livro tem uma bela pegada de Fan Brown, não sei a narrativa, mas a história segue o mesmo padrão.
    Gosto bastante do Da Vinci, então quanto mais informações sobre ele, melhor, gostei como o autor conduziu os acontecimentos, fiquei curiosa pelo livro, gostaria de ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia o livro mas eu já conhecia o autor ouvi falar em alguns trabalhos dele mas nenhum me cativou chamou atenção muito menos esse ele tem uma pegada meio que do Dan Brown mas é realmente uma leitura que eu estou procurando evitar por ter me Decepcionado muito ultimamente

    ResponderExcluir
  7. Olá! Gosto muito desse tipo de leitura, cheia de suspense e mistérios, Guido parece ser um personagem bastante inteligente, também acho muito bacana que o autor misture personagens reais, como o Leonardo da Vinci, para desenvolver o enredo e nos deixar ainda mais curiosos.

    ResponderExcluir
  8. Ola!
    Eu já vi vários livros do autor porém não li nenhum deles, sei que tem uma premissa ótima e uma história incrível com mistérios ótimos. Espero ter a oportunidade de ler!

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  9. Muito legal! Ja tinha lido a resenha desse livro e havia me agradado muito. Gosto de investigação, entao não deixaria de ler esse livro de jeito nenhum.

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.