Resenha A Torre do Amor - Contos de Fadas # 4 - Eloisa James

Sinopse - Quando Gowan, o magnífico duque de Kinross, decide se casar, seu plano é escolher uma jovem adequada e negociar o noivado com o pai dela. Ao conhecer Edie no baile de apresentação dela à sociedade, ele acredita que, além de linda, ela também seja a dama serena que ele procura e imediatamente pede sua mão. Na verdade, o temperamento de Edie é o oposto da serenidade. No baile, ela estava com uma febre tão alta que mal falou e não conseguiu prestar atenção em nada, nem mesmo no famoso duque de Kinross. Ao saber que seu pai aceitou o pedido do duque, ela entra em pânico. E quando a noite de núpcias não é tudo o que podia ser... Mas a incapacidade de Edie de continuar escondendo seus sentimentos faz com que o casamento deles se desintegre e com que ela se recolha à torre do castelo, trancando Gowan do lado de fora. Agora o poderoso duque está diante do maior desafio de sua vida. Nem a ordem nem a razão funcionam com sua geniosa esposa. Como ele conseguirá convencê-la a lhe entregar as chaves não só da torre, mas também do próprio coração?
"A torre do amor" é o quarto livro da série contos de fadas e faz alusão a história da Rapunzel. O enredo se passa em 1824 e gira em torno de Gowan e Edie. Gowan Stoughton de Craigievar é o duque de Kinross e o chefe do clã dos MacAulays é um jovem de 22 anos de idade com imensas responsabilidades.
Gowan é um homem metódico, multitarefa, que não gosta de perder tempo com besteiras. Ele é um homem prático ao extremo. Após um longo noivado que foi combinado desde a sua infância e que terminou por conta do falecimento da noiva, Gowan está a procura de uma esposa.
Ao participar de um baile na residência do conde de Gilchrist, Gowan não imaginava ficar tão impactado a primeira vista pela filha do amigo: a jovem Edith.
“Foram os olhos dela que o enfeitiçaram: encontraram os dele deixando transparecer um desinteresse cordial, uma paz sonhadora, sem qualquer sinal do entusiasmo febril com que ele estava acostumado a ser encarado por outras jovens solteiras.”
Edith, ou Edie, é uma jovem de 19 anos de idade, passional e apaixonada por música. Apesar de toda essa paixão, Edie acredita que o casamento deva ser prático e nada arrebatador. Afinal, ela cresceu observando o casamento de seu pai e de sua madrasta Layla. A volatilidade do relacionamento dos dois causa tensão constante na casa e Layla passa muito tempo infeliz.
Infelizmente durante o baile, Edie estava com uma febre altíssima e achou melhor ficar quieta para não chamar atenção ao seu estado. Porém, uma única olha de Gowan a essa jovem tímida e linda foi o suficiente para arrebatá-lo. Como tudo o que ele faz nada vida, Gowan decidiu não perder tempo e pediu a mão de Edie. Mal sabia ele que sua pretendente tinha uma mente própria...
"Foi uma febre que transformou lady Edith Gilchrist no maior sucesso da temporada e rendeu a ela a mão (e possivelmente o coração) do duque de Kinross. Se Edie não estivesse tão doente no próprio baile de debutante, era provável que não tivesse se tornado tão popular. Como sentia a cabeça oca como uma cabaça, tudo o que conseguia fazer era deslizar pelo salão e sorrir. E sorrir."
Gowan faz o tipo sério, mas tem uma possessividade inexplicável por Edie. Seus sentimentos são fortes e isso o deixa ansioso, temeroso por não ser recíproco. A personalidade dele é um pouco ambígua, o que combina com o fato dele ter dois títulos: um inglês e um escocês. O lado britânico dele é referenciado com a sua lógica, sua inteligência e sagacidade e seu lado das Terras Altas é visto através da sua paixão arrebatadora, a vontade de conquistar Edie de todas as maneiras.
O interessante desse livro é que tanto Edie quanto Gowan são jovens e estão descobrindo juntos as nuances de um relacionamento, tanto no aspecto de convivência quanto no aspecto sexual. Os medos, as incertezas e inseguranças estão a flor da pele de ambos e são nesses momentos tentando fazer o que acham melhor que os dois vão tropeçando.
Um dos detalhes que eu gostei bastante durante a leitura foi a participação do conde de Chatteris e da Honoria (protagonistas do livro "Simplesmente o Paraíso" da Julia Quinn). Essa conexão com a série da Julia Quinn, apesar de breve, foi bem interessante.
O enredo é bem desenvolvido e mescla muito bem a ideia da luta entre a paixão e a racionalidade. O livro conta na verdade a história de dois casais, Gowan e Edie e a Layla e o conde de Gilchrist. É um livro que aborda o amadurecimento pessoal, a paixão, a amizade e a família e é claro, tem um ar de contos de fadas arrebatador.
“Era o rosto de um guerreiro, com um queixo marcante, de traços rudes, nada delicado. Por outro lado, os olhos eram impressionantes. Não havia emoção educada neles: apenas possessividade ardente.”
Para comprar o livro pela Amazon, acesse: https://amzn.to/2FsObQS


Confiram as resenhas dos livros anteriores da série:

*LIVRO RECEBIDO EM PARCERIA COM A EDITORA

6 comentários

  1. Tenho acompanhado esta série da Eloisa desde o início e apesar de achar a capa do primeiro livro a mais linda, todas as outras trazem uma marca especial.
    Esta é a primeira resenha que leio deste quarto trabalho e pelo que entendi, a autora conseguiu se manter dentro do enredo. Trazendo o conto da Rapunzel em uma forma única e verdadeira!
    Retratando os casais assim, de uma forma bem real!
    Com certeza, pretendo começar a saga em breve!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Oi Carol,
    Desde que o primeiro livro da série foi lançado, eu me encantei, e agora, posso dizer que essa foi a história que mais me conquistou, sério, adorei a mocinha rebelde na torre kkkk
    Sem dúvidas o duque desperta um pouco de raiva pela atitude, mesmo sendo criado assim, que bom que Edie vai conseguir amolecer o coração dele.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi Carolina,
    Acabei de ler uma resenha desse livro em outro blog, e depois de ler a sua, minha vontade para ler esse livro só aumentou. As duas resenhas falaram muito bem do livro, então já fiquei empolgada.

    ResponderExcluir
  4. Oi, Carol.
    Li esse livro recentemente e adoro os livros da autora!
    Esse livro não me decepcionou!
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  5. Olá! Eu estou apaixonada por essa série, histórias lindas, capas maravilhosas, nossos protagonistas são tão novinhos e passam por tantas descobertas, Gowan é um mocinho tudo de bom, mas como sempre bastante teimoso, mas os dois juntos garantiram muitos momentos engraçados, também achei maravilhosa a participação do Chatteris e da Honoria, é muito bacana rever personagens de outros livros.

    ResponderExcluir
  6. Acho que esse foi um dos romances de época mais lindo que eu li esse ano eu gosto de contos de fadas e eu adorei essas leituras que fizeram com romances de época a história em si é muito interessante e eu acho que esse livro conseguir superar muito as minhas expectativas

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.