Lançamentos de Fevereiro/19 da Faro Editorial

Faro Editorial lança novo thriller policial de Victor Bonini em fevereiro
Em formato de livro-reportagem, “Quando ela desaparecer” traz uma investigação do detetive Conrado Bardelli escrita pela testemunha mais próxima de toda a tragédia.

Uma pessoa pode estar fadada ao azar? Por que a beleza pode ser tão perigosa? Como uma menina tão jovem atraiu tantos olhares maldosos e desgraças? Será que ela merecia tudo o que lhe aconteceu? O que a cidade de Guarulhos escondia atrás de seus muros? Somente uma investigação profunda poderia responder a essas perguntas, e o detetive Lyra estava disposto a descobrir a verdade. A Faro Editorial lança este mês o terceiro livro de Victor Bonini, um dos autores de suspense da nova geração que arrebatou milhares de leitores com seu detetive excêntrico e carismático Conrado Bardelli. Depois de desvendar casos que, dependendo apenas da polícia teriam permanecido sem solução em “Colega de Quarto” e “O casamento”, Bardelli se vê envolto mais uma vez em um crime que choca toda uma cidade e possui camadas e camadas de eventos e suspeitos-culpados. Dessa vez quem nos conta a história é Sarah, uma aspirante a jornalista que decidiu contar outra versão dos fatos do desaparecimento de Kika, narrando os passos do detetive nessa busca por respostas. Francisca Silveira do Carmo, ou Kika como todos a conheciam, era uma menina comum de Guarulhos. Cresceu no bairro Cecap com a mãe Maria João. Kika conheceu a tragédia ainda na infância, ao perder o pai num “acidente” controverso. Mas seu caminho seria marcado por muito mais dores do que o luto. Ela foi vítima num caso de bullying, acabou mudando de colégio e mesmo assim o perigo a seguia. Uma menina linda, Miss Guarulhos Juvenil, que despertava a ira das meninas e a paixão dos meninos. Quem poderia imaginar que dois anos após uma grave agressão Kika iria novamente ser notícia, mas dessa vez por seu desaparecimento. Durante uma excursão escolar em um sítio, Kika se perde na mata e desaparece sem deixar nenhum rastro além de um colar com pingente de coração. Quem a levou? Teria sido sequestrada? Por que alguns colegas parecem achar que esse foi um castigo merecido? Quem era essa garota tão cheia de segredos e inimigos? Sarah estudava na mesma escola de Kika e acabou envolvida nesse caso e Bardelli sabia que havia muito mais por trás do que a polícia acreditava. Ele sentia que segredos sinistros rondavam a vida dessa menina. E a tragédia só aumentava, quando outras pessoas próximas começavam a morrer em série e de forma brutal.

Sobre o autorVICTOR BONINI nasceu em São Paulo, morou em Vinhedo, interior do estado, e voltou à capital para cursar jornalismo. Sempre lhe perguntam se, ao longo da vida, havia indícios de que seria um autor de mistério. Aos sete anos, escolheu o filme Pânico como tema da festa de aniversário. Na adolescência, devorou todos os livros policiais e de terror que pôde encontrar. Na universidade, seu elogiado trabalho de conclusão de curso, em parceria com Mariana Janjácomo, gerou um livro sobre o caso Pesseghini, apresentando vários aspectos do crime que chocou o país em 2013. O trabalho não foi publicado a pedido da família das vítimas. E aos vinte e dois anos, quando lançou seu primeiro livro, Colega de Quarto, pela Faro Editorial, ele finalmente entendeu que escrever sobre assassinos e psicopatas é a forma de entender a mente humana e calar os pensamentos que o assombram. Victor é hoje repórter da tv Globo de São Paulo. Também publicou O Casamento pela Faro Editorial.



Para comprar o livro pela Amazon: https://amzn.to/2Gmopg1


Faro Editorial lança o premiado autor, Silas House, até então inédito no Brasil

A obra, que já recebeu mais de 14 prêmios nos Estados Unidos, foi uma das obras mais elogiadas do clube de livros TAG.

SinopseA vida de todos na pequena cidade de Cumberland, no Tenessee estava prestes a mudar, especialmente a do pastor Asher Sharp. A ruptura chega na forma de uma inundação devastadora, que causa destruição da comunidade rural, perdas de muitas vidas e uma atmosfera intensa de medo e luto. A congregação é posta à prova em sua fé, e reencontra seus preconceitos e superstições, quando alguns fiéis passam acreditar que o castigo foi devido a decisão da Suprema Corte, de legalizar o casamento gay. A Faro Editorial lança este mês Rumo ao sul, de Silas House. Um dos autores contemporâneos mais elogiados pela crítica nos Estados Unidos, Silas traz aos leitores uma história profunda sobre preconceito, religião e impasses cotidianos que podem mudar nossa visão de mundo. Lançado pela TAG inéditos no final de 2018, com o título original Southernost, Rumo ao Sul foi uma das obras mais elogiadas pelos assinantes. Para Asher, essa ideia de um castigo divino o atinge em cheio. E incomoda. Ele se arrepende profundamente de sua ruptura com Luke, seu irmão mais velho, e melhor amigo, quando assumiu para ele sua homossexualidade.  Mas a nova presença de um casal gay em sua comunidade tornou-se um ponto crítico - primeiro, porque foram eles que salvaram seu filho, e depois, ao tentar, sem sucesso que pudessem ser bem recebidos nos bancos de sua igreja. Sua luta torna-se a uma crise pública quando ele é expulso de seu pastorado. Dirigindo-se à sua congregação uma última vez, Asher apresenta um discurso inflamado, para que rejeitassem o julgamento e o cinismo, sem sucesso. Quando um vídeo de sua fala emocional se torna viral na internet, ele não tem mais um casamento, mais nada a perder, então decide ir fundo, rumo ao encontro do irmão desaparecido. Asher pode estar se arrastando em direção a consequências inevitáveis, mas o romance também incorpora outra trajetória: o profundo despertar que abre sua alma. “Esse foi o caminho de volta para acreditar: ser consciente, ver o Deus também fora da Igreja”, ele entende. Asher quer fazer o caminho de volta. Rumo ao sul não oferece conclusões fáceis sobre perdão, religião, coragem ou moral. Em vez disso, ele pesa os altos custos de confrontar a maneira como nossas crenças evoluem em resposta a nossas vidas, bem como os custos de negar essa evolução. Mas House também consegue contar uma história que ressoa além das questões do dia, em direção a algo mais profundo.
Sobre o autor: Silas House é um prestigiado escritor norte-americano. Autor de mais de cinco romances, seus livros sempre aparecem na lista dos mais vendidos do The New York Times. Ele também é jornalista, crítico musical, roteirista e ativista de causas ambientais. House é conhecido pelas histórias rurais e pela elaboração cuidadosa de grandes personagens da vida comum. O autor raramente é publicado fora dos Estados Unidos, pois especializou-se em escrever sobre temas locais, paisagens rurais e a cultura dos Montes Apalaches. Esta obra é uma grande oportunidade para conhecê-lo. Em 2018, foi listado como um dos 10 escritores mais proeminentes do país. 

Para comprar o livro pela Amazon: https://amzn.to/2Glv0XY

2 comentários

  1. Carol,
    Ainda não tive oportunidade de ler nada do Victor, mais me interessei demais por "Quando ela desaparecer", até porque só vejo bons comentários sobre a escrita do autor.
    Quanto ao outro, não gostei tanto, mais vou esperar algumas opiniões, quem sabe não mudo de ideia, rs.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Olá! Quando ela desaparecer tem uma sinopse bem intrigante, também fiquei curiosa para conferir esse livro premiadíssimo, Rumo ao sul, que tem uma história bem intensa.

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.