Resenha Nacional Quando Ela Desaparecer - Victor Bonini

Sinopse - Uma garota de dezesseis anos desaparece durante uma excursão escolar. Mas não se trata de qualquer garota. Dois anos atrás, ela esteve à beira da morte, e quando foi encontrada, ninguém acreditou que sobreviveria. Agora, há dois meses desaparecida, não restam dúvidas de que esteja morta. Rastros de sangue e um colar arrancado são as únicas pistas. Pressionados, os policiais estão desesperados por respostas, mas ninguém na longa lista de suspeitos parece ter forte motivação para cometer um crime. Até que o caso vira de cabeça para baixo e segredos muito bem enterrados emergem para revelar o lado cruel de um lugar aparentemente tranquilo. No meio de tantos possíveis culpados, os inocentes é que estão mais aflitos… porque alguns deles começaram a morrer.
"Quando ela desaparecer" é um livro reportagem publicado sete anos depois da história do desaparecimento da Kika por Sarah, uma jornalista que na época dos acontecimentos presenciou muitos dos momentos marcantes dessa história. 
O livro é dividido em quatro partes: I - Fatos determinantes; II - Sequestro e abuso sexual; III - Assassinatos e espancamentos e IV - Provas da autoria. A narrativa alterna entre primeira e terceira pessoa, assim como os acontecimentos narrados no livro. Temos depoimentos pessoais de uma entrevista da mãe de Kika com o investigador Conrado Bardelli, que é destacada pelas folhas cinzas na obra.
Na primeira parte da obra, o leitor é levado a conhecer o Parque Cecap em Guarulhos, sua população, como era a vizinhança e o impacto que o sumiço de Kika teve na região. Além disso, o leitor também é presenteado com várias imagens do local, o que auxilia na caracterização do local. Mas não é apenas sobre o Cecap que Sandra escreve; ela fala também da história de Francisca Silveira do Carmo, a Kika, que desde cedo destacou-se por sua beleza, chegando a ganhar o título de Miss Guarulhos Juvenil em 2009, despertando ciúmes e iniciando uma trajetória repleta de bullying e desafios.
A caracterização de Kika é bem direta: é uma jovem muito bonita, que chama a atenção, mas que tem dificuldades em fazer amizades com outras garotas (provavelmente por conta da inveja que causava) e dessa forma, vivia rodeada de jovens do sexo masculino. Criada por sua mãe Maria João, uma mulher de fé ferrenha, as duas viviam uma vida simples e aparentemente feliz. O pai de Kika, Manuel Araújo do Carmo, era um mecânico que morreu atropelado quando Kika ainda era uma criança pequena.
Duas semanas antes de completar 16 anos de idade, Kika desaparece durante uma excursão com alunos da escola no sítio Moinho do Café. Ter uma jovem bonita e branca desaparecida chama imediatamente a atenção da mídia, causando furor e pressão na equipe de investigação, chefiada pelo delegado Lauro Jahib, da delegacia seccional de Guarulhos, do setor de Homicídios.
"Kika havia desaparecido como se nunca tivesse pisado naquele sítio." (p. 19)
A equipe não apenas refaz últimos passos de Kika, como também entrevista os alunos e adultos presentes na excursão e analisa o passado turbulento que envolve a adolescente, inclusive um evento brutal no centro comercial do Cecap.
"-Geralmente, num caso assim, a gente mergulha nos arredores e consegue pelo menos alguma coisa: um indício de pra onde a pessoa foi, câmera mostrando onde ela passou, testemunha que viu. No caso da Kika, não tinha nada, nada. Ficávamos olhando um pro outro, tentando entender, "gente, o que aconteceu aqui?". É que, claro, não sabíamos ainda o tamanho da coisa." (p. 42)
Vários personagens vão sendo incluídos na história, como Sandro Meireles, o diretor na escola, um homem bem humorado e querido por todos, que também sente a pressão do desaparecimento de uma de suas alunas; os adolescentes Edu e Rodolfo, o pastor Bartolomeu e sua filha Melina e a inteligente e introspectiva Elaine Campos.
O enredo é muito bem desenvolvido e o leitor acompanha de perto os segredos mais obscuros dessa pequena comunidade. A cada página que avançamos, um possível suspeito aparece e percebemos a mudança na dinâmica do local. A história é muito bem delineada e se torna impossível largar o livro até finalizar a leitura.
"Só peço que, ao longo da história, você não se incomode se eu começar a falar muito do meu ponto de vista ou deixar meus julgamentos poluírem suas opiniões. Sei que uma jornalista deveria preservar certa distância dos fatos para manter a isenção. Mas, em algumas partes, não consegui evitar. Me envolvi demais. Tenho meus motivos." (p. 06)

Para comprar o livro pela Amazon, acesse: https://amzn.to/2W2sSNj
* LIVRO RECEBIDO EM PARCERIA COM A EDITORA
* Meu elenco dos sonhos:

Christiane Torloni como Maria João

Giovanna Grigio como a Kika

Odilon Wagner como Sandro Meireles

2 comentários

  1. Olá! O formato do livro torna a história ainda mais interessante, acompanhar o que aconteceu com Kika vai ser uma aventura e tanto em meio a tantos mistérios e suspeitos.

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Estou ficando cada vez mais gostando dos livros nacionais que você traz aqui, alguns já faz parte da listinha de comprinhas..Eu gostei bastante da trama, tem uma premissa ótima e que me deixou bem curiosa.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.