Resenha Nacional O homem que odiava Machado de Assis - José Almeida Júnior

Sinopse - Neste romance, uma outra face de Machado de Assis é apresentada e convidamos os leitores a conhecerem a versão de seu adversário mais desgraçado. Dois garotos, de origens muito diferentes, são forçados a conviver por alguns anos e acabam por ver suas trajetórias enlaçadas por um destino irônico. Do Morro do Livramento, passando por Portugal e pelo Rio de Janeiro do final do século XIX, os meninos, agora homens, se reencontram e retomam uma rivalidade pela qual vale dedicar a vida. E hoje, enquanto um é celebrado como um dos maiores escritores brasileiros, Pedro Junqueira, nosso personagem marcado pelo azar e pela usurpação, tem pela primeira vez a chance de ver sua história narrada sob outro ponto de vista... Porque ter como adversário o escritor de maior prestígio na literatura brasileira não deve ser fruto apenas do acaso, mas uma maldição. Junqueira não teve apenas ideias roubadas e oportunidades minadas, mas também a perda de seu grande amor.

"O Homem que odiava Machado de Assis" é uma ficção extraordinária narrada em primeira pessoa por Pedro Junqueira. Tudo começa no velório de Machado de Assis. Enquanto várias pessoas estão chorando pelo artista falecido, Junqueira está na Taverna do Ferreira, enchendo a cara e remoendo suas dores, revoltado com o fato de seu arquiinimigo ser tão reverenciado. E ele não é o único. Junta-se a ele Sílvio Romero, que sugere que os dois escrevam suas memórias e descrevam o verdadeiro caráter de Machado de Assim, que segundo eles, era um homem mesquinho, vingativo e traiçoeiro.
Aos seis anos de idade, Junqueira perde sua mãe e seu pai, um rico fazendeiro e pai ausente, decide mandar o garoto para a chácara da tia materna, a Dona Maria José, que fica no Morro do Livramento no Rio de Janeiro. A viagem de São Paulo para o Rio é árdua e o garotinho fica devastado com a velocidade em que o seu pai o abandona por lá. Na chácara, existem duas outras crianças: Joaquim e Joana, a filha da cozinheira, ambos com a pele mais escura e ambos protegidos por Dona Maria José. Para Junqueira, isso é absurdo, afinal ele é o garoto branco e rico e quando as desavenças com Joaquim tomam forma, fica claro que sua tia prefere defender o outro garoto.
Infelizmente a estadia na chácara não dura muito e Junqueira vai morar no colégio Pedro II e depois, por ordem do pai, irá para a Faculdade de Coimbra, estudar direito.
Em Portugal, Junqueira começa a aproveitar a vida na companhia de outros boêmios e envolve-se com uma jovem de família, a srta. Carolina Novais.
Sua clara imaturidade dá início a inúmeros desencontros e desilusões. Anos se passam e ao retornar ao Brasil, ele descobre que Machado de Assis é um homem estimado e que casou-se com aquela que seria o seu "grande amor".
Junqueira torna-se obcecado em recuperar aquela que acredita que foi roubada dele e ao mesmo tempo, investe em uma carreira política fadada ao fracasso. Inclusive, acredita que pode se tornar um grande escritor até o momento em que se vê mais uma vez "injustiçado" por aquele que ele considera inferior a si mesmo.
O interessante da obra é a narrativa em primeira pessoa, pois o leitor não tem como afirmar se os fatos ocorreram da forma como Junqueira conta. Afinal de contas, logo no início, percebemos que o narrador é alguém mimado, que pouco se esforça e acredita que seu mérito se dá pela cor de sua pele e pelo dinheiro do pai.
Junqueira possui uma visão muito egocentrista e claramente tem em alta a opinião sobre si. Então, como saber se o que ele conta é a verdade?
O livro é uma leitura deliciosa de personalidades históricas conhecidas por muitos. José Almeida Júnior deu uma vida nova e consegue encantar a todos com sua escrita dinâmica e arrebatadora.
A Faro Editorial mais uma vez realizou um trabalho excepcional na diagramação da obra, incluindo detalhes internos belíssimos.
"A morte de Machado de Assis, porém, apagou qualquer resistência à publicação de minha biografia. Além do mais, as homenagens hipócritas que acabara de presenciar me levavam a querer mostrar a verdade." (p. 14)
* Fotos com alguns detalhes internos do livro:






Para comprar o livro pela Amazon, acesse: https://amzn.to/2IPZq4g

* LIVRO RECEBIDO EM PARCERIA COM A EDITORA

*Meu elenco dos sonhos:
Déo Garcez como Machado de Assis

Pêpê Rapazote como Pedro Junqueira

Rita Pereira como Joana

Sofia Sá da Bandeira como Carolina

2 comentários

  1. Olá! Eu sempre acho muito bacana quando temos em uma história personagens reais e da ficção, já sei que vou detestar o personagem Junqueira, o que me deixa receosa, já que é ele o responsável por narrar a história.

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Um livro bem que interessante. Eu nunca li nada desse autor e nem de Machados de Assis, sei que ele é incrível, espero ter a oportunidade de ler em algum momento. Gostei muito do livro, tem uma ótima premissa.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.