Antiga lenda indígena agora é narrada pela Estrela Cultural!

"Ceuci, a mãe do pranto", novo livro do cineasta e premiado autor Cristino Wapichana, reconta a lenda indígena do povo Anambé que não existe há mais de 100 anos.


A terrível Mãe do Pranto vive na floresta, o que o curumim fará quando ela o encontrar?
Para tentar matar sua fome insaciável, Ceuci come tudo o que vê pela frente e sempre quer mais! Agora chegou a vez do pequeno garoto enfrentar a criatura mais temida de toda a floresta.
A obra “Ceuci, A Mãe do Pranto”, publicada pela Editora Estrela Cultural, é uma lenda do antigo povo Anambé, natural do Pará, narrada agora pelo escritor indígena Cristino Wapichana. O pequeno leitor é apresentado, de forma lúdica e divertida, à história de um curumim – menino, na língua Tupi –, que decide se aventurar em uma pesca, contrariando os conselhos de sua mãe.
Corajoso, ele se julgava mais esperto do que todos. No entanto, mal sua jornada começa e o pequeno encontra Ceuci sobre uma canoa. Uma senhora gulosa, a Mãe do Pranto, devorava peixes sem parar e, quanto mais comia, mais fome tinha. Não tardou, para que a criatura descobrisse sua presença bem ali, no meio da mata. A partir disso, a narrativa se transforma em uma incrível aventura, com a perseguição de Ceuci atrás do curioso curumim.

"A canoa continuou descendo em sua direção, enquanto quem estava lá jogava a rede no rio e a recolhia cheinha de peixes. Era Ceuci! Ela pegava os peixes pela cauda um em cada mão e estraçalhava primeiro a cabeça e devorava todos os peixes rapidamente. Quanto mais comia, mais queria!" (pág. 8)

Com uma escrita cativante e sutil, o premiado escritor convida o jovem a refletir sobre questões da vida, como amizade, confiança e respeito. Dinâmico e encantador, o livro é ilustrado pelo pernambucano Jô Oliveira. Além de enriquecer as páginas, as ilustrações levam as crianças a exercitar a imaginação e vivenciar a história de uma maneira única, tornando a leitura ainda mais emocionante.

Essa é mais uma obra da Estrela Cultural que tem como pilar prestigiar a cultura brasileira e nossos autores, tanto escritores como ilustradores.

Ficha Técnica:
Título: Ceuci, A Mãe do Pranto
Editora: Estrela Cultural
Autor: Cristino Wapichana
Ilustrador: Jô Oliveira
Páginas: 32
ISBN: 978-85-45559-57-3
Preço: R$ 44,90

Sobre o autor: Cristino Wapichana é músico, compositor, cineasta e escritor. Nasceu em Boa Vista, Roraima. É contador de histórias e palestras sobre temática indígena em escolas, universidades, fundações e instituições diversas. É autor do livro "A boca da noite", traduzido para o dinamarquês e sueco, este foi vencedor da Estrela de Prata do Prêmio Peter Pan 2018, do International Board on Books for Young People (IBBY). Recebeu o prêmio FNLIJ 2017 nas categorias Criança e Melhor Ilustração; prêmio Jabuti 2017 e Menção Honrosa no concurso FNLIJ/UKA Tamoios de Textos de Escritores Indígenas 2014. Além disso sua obra "A boca da noite" figurou no catálogo da Feira Bolonha (Itália) e recebeu o Selo de Altamente Recomendável FNLIJ 2017. Ele é assessor na área da Educação para relações sobre povos indígenas da Secretaria Municipal da Educação de São Paulo, entre 2018 e 2020.

Sobre o ilustrador: Jô Oliveira nasceu em Pernambuco e estudou na Escola Nacional de Belas Artes no Rio de Janeiro. Seus primeiros livros e quadrinhos foram impressos na Itália e depois ganharam o mundo! Entre inúmeros prêmios, ganhou quatro vezes a medalha Olho de Boi, como melhor selo brasileiro, e por duas vezes recebeu o troféu do melhor selo do mundo. Iniciou sua parceria com a Editora Estrela Cultural com o livro "Coração Musical de Bumba meu Boi", além de ilustrar diversas obras infantis.

5 comentários

  1. Olá! ♡ Nossa, eu ainda não conhecia esse autor, mas fiquei interessada por esse livro. Achei muito interessante ele abordar no livro a lenda de um povo que não existe há mais de 100 anos.
    Achei muito importante as questões sobre as quais o livro nos faz refletir.
    Beijos! ♡

    ResponderExcluir
  2. Oiii ❤ Esse livro parece ideal para presentear uma criança. Além de aprender sobre a lenda do povo Anambé, aprende sobre amizade e incentiva a criança a ler, já que a história parece cativante e feita pra prender a atenção da criança.
    Acho muito importante que o autor tenha escrito um livro sobre a lenda de um povo, pois apesar desse povo já não existir mais, sua história permanece viva.
    Beijos ❤

    ResponderExcluir
  3. Fico tão feliz por ver a literatura nacional sendo cada vez mais difundida! Ainda mais por tratar-se de um livro que trás uma bagagem histórica!

    Abraços,
    Andy StarBooks

    ResponderExcluir
  4. Olá! Muito bom ter a oportunidade de conferir livros que falem sobre nossas culturas e que nos permitam conhecer um pouco mais das lendas de um país tão rico em diversidade como é o Brasil.

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Adorei o livrinho, tem uma ótima sinopse e claro, adorei muito poder ver livrinho que fala da nossa cultura. Fiquei bem interessada pela leitura.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.

Obrigado por visitar e comentar.